XXI aniversário do Rádio Clube de Monsanto

Fazer anos é difícil!

 

Mensagem do Director da RCM
Dr. Joaquim Fonseca

 

A Rádio Clube de Monsanto completa neste 14 de Agosto o seu 21.º Aniversário ao serviço do regionalismo. Nos dias que correm e mais concretamente, nestas terras da Beira Baixa é muito complicado a uma Rádio dita local sobreviver. Muitas críticas e louvores. Com frontalidade, arrostamos com algumas más vontades e indisponibilidades porque, nem sempre, a quem informa, é possível agradar nem satisfazer exigências egocêntricas de quem detém o poder.
Não tem sido nada fácil !... As dificuldades, todavia, agravam-se de dia para dia. Como as criadas à comunicação social pelo próprio Governo, com o lançamento de pesadas taxas e normas penalizadoras. Depois, as que são próprias duma situação económica difícil, do país e da região, que resultaram na redução drástica da publicidade comercial e a morosidade na sua cobrança. Os impostos nas empresas de comunicação social são iguais às demais pelo que, também aqui, a máquina governativa nos asfixia.
Já passaram 21 anos...
Foram tempos de muita persistência, abnegação, coragem e sacrifício para manter no ar esta voz independente, numa luta balizada pela defesa intransigente deste interior profundo e abandonado.
A RCM caminhou sempre indiferente às pressões dos grupos económicos, políticos e religiosos. Os ídolos de pés de barro entendem que as pessoas só pensam, dizem e agem para ganhar protagonismo. Todavia, por muito incómodo que seja para esses senhores, não é assim. As pessoas e as instituições, como a RCM, pensam, dizem o que pensam e têm, felizmente, o direito de o fazer. O RCM não é uma caixa de ressonância de caciquismos e anacronismos inúteis, instalados à revelia de uma opinião pública democrática.
A vida é feita das nossas atitudes. Os homens valem pelo que fazem e pelo que são, e não pelo que têm ou pela posição efémera que ocupam nos cargos públicos ou privados.
A RCM tem, desde a primeira hora, um projecto regionalista, claramente apoiado por milhares e milhares de ouvintes, na certeza de que o seu microfone não é a voz do dono, de qualquer dono. Esta Rádio tem o preço da liberdade e da isenção.
Não conhecemos outra forma de fazer Rádio e, por isso, não somos um boletim municipal nem veículo de propaganda política.
A RCM reafirma, sem qualquer medo e pelas vezes que for preciso, que sempre estará na primeira linha, conjuntamente com todos que estejam seriamente apostados na criação das mais valias necessárias para salvaguardar o futuro da nossa terra e da nossa região.
Quem poderá contestar e ter medo desta nossa postura? De que alguém mostre fazer mais e melhor sem dependências ou sem pedir favores e fazer vénias? Medo de não poderem controlar e comprar organismos, associações, clubes desportivos, através da concessão de subsídios e donativos com o dinheiro dos cidadãos?
A essência de uma estação emissora radiofónica é delimitada por alguns parâmetros: informar, recrear, formar e no caso das rádios regionais, motivar os ouvintes para a região, seus valores patrimoniais, cultural e sócio-económico e, de forma mais lata no caso português, para os valores que cimentam a nossa identidade como nação.
O grande triunfo da RCM é a cultura da Portugalidade e difusão dos seus valores mais intrínsecos. Vinga a música portuguesa, aquela que o povo, erudito ou não, entende, que canta e cantarola nas lides das campinas de Idanha, nas montanhas da Estrela, São Mamede ou Gardunha, nas olgas e chãos da Cova da Beira, dos Vales do Tejo ao Ponsul, do Zêzere ao Côa e Mondego e agora em tudo o mundo, graças à magia da Internet.
A isenção informativa foi sempre o objectivo a atingir pela RCM. Como homens, senhores de subjectividade e interpretação própria, admitimos que, por vezes o não tenhamos conseguido. Mas acreditem que tivemos tal pensamento e meta, sempre presentes...
Somos uma voz livre e independente e assim queremos continuar sempre, mesmo sabendo das muitas dificuldades financeiras e humanas que tal coerência implicará na vida do dia a dia desta Rádio oficial do concelho da Idanha, mas também de Portugal, agora escutada em todo o mundo, através da Internet.
A RCM é por mérito próprio, líder distrital de audiência e a segunda Rádio Portuguesa mais ouvida no mundo, simplesmente, porque o povo está com a sua Rádio e esta só ao povo serve. A nossa página na Internet, apresentada em Novembro de 2005, regista, nesta data, 42.126 visitantes dos cinco continentes. De todos temos recebido manifestações de muito apreço e carinho, que muito nos estimulam a continuar nesta caminhada, que já dura há vinte e um anos. O nosso sincero agradecimento também aos senhores anunciantes e ouvintes em geral, pela sua preferência e solidária amizade.
Queremos realçar que desde 1985 sempre mantivemos rigorosa independência e autonomia em relação ao poder autárquico Idanhense. É, porém, de toda a justiça salientar que, em relação ao actual executivo camarário, o relacionamento tem sido muito cordial, de estreita colaboração e dentro de parâmetros do mais absoluto respeito institucional. Por isso, hoje e aqui, deixamos uma palavra de simpatia ao senhor Engenheiro Álvaro Rocha, pela sua clarividência e postura na Presidência da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, na defesa da causa pública e pelo êxito da recente aprovação, pela UNESCO, da candidatura do Geoparque Naturtejo, de que o território da Idanha, também faz parte.
Este nosso XXI aniversário não é celebrado com festas e foguetes. Preferimos investir em muito trabalho, novos equipamentos e, assim, servir cada vez melhor o nosso vasto auditório. O sucesso da página da RCM na Internet vai ser ampliado através da sua apresentação, também, em versão inglesa, para uma maior promoção das nossas terras e gentes no espaço mundial.
Brevemente, graças à instalação de novas ferramentas tecnológicas, todos aqueles que nos sintonizam, no seu computador, poderão ter acesso às fotos dos álbuns, e, bem assim, aos nomes das músicas e dos respectivos artistas que passam na antena da RCM.
Contamos com o seu apoio para celebrarmos muitos outros aniversário ao serviço
da nossa terra e de Portugal.

A todos o nosso abraço de penhorado Bem-haja.

Transportes dentro do concelho e ligação a Castelo Branco recomeçam a 6 de Julho

Facebook

Escrito por CMIN em 2020-07-03 17:38:23

Transportes dentro do concelho e ligação a Castelo Branco recomeçam a 6 de Julho

Transportes dentro do concelho e ligação a Castelo Branco recomeçam a 6 de Julho   O transporte de autocarro dentro do concelho de Idanha-a-Nova e a ligação rodoviária entre Idanha-a-Nova e Castelo Branco vão recomeçar no dia 6 de Julho, após interrupção forçada devido à pandemia de COVID-19. A disponibilização das carreiras será faseada de acordo com a evolução da situação epidemiológica, sabendo-se que os transportes públicos são fundamentais para a qualidade de vida das pessoas, mas potenciam a transmissão da COVID-19 e a salvaguarda da saúde da população é a grande prioridade desta autarquia. A Carreira Intermunicipal, entre Idanha-a-Nova e Castelo Branco, tem saída do terminal rodoviário de Idanha-a-Nova pelas 8h10 e saída do terminal de Castelo Branco pelas 17h15, de segunda a sexta-feira (dias úteis). Este transporte é gerido pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, enquanto Autoridade de Transporte competente quanto aos serviços públicos de transporte de passageiros intermunicipais na área geográfica que abrange. A rede de transportes rodoviários do Cartão Raiano também vai retomar no dia 6 de Julho. Liga todas as localidades do concelho à vila de Idanha-a-Nova, com horários e itinerários que permitem dar resposta às necessidades de mobilidade da população e minimizar a concentração de passageiros. Os percursos e horários vão estar disponíveis na Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, nas Juntas de Freguesias, nos Postos de Turismo e nos sites oficiais do Município, nomeadamente em www.cm-idanhanova.pt e www.idanha.pt. Importa referir que a legislação em vigor limita o número de pessoas nos autocarros e determina a adoção de normas preventivas de segurança e higiene, nomeadamente a obrigatoriedade do uso de máscara e o distanciamento social entre os passageiros. Estão ainda previstos transportes excepcionais de acordo com necessidades pontuais da população (consultas médicas, por exemplo), sujeitos a marcação prévia junto da Linha de Apoio Psicossocial (966 032 484), com a antecedência mínima de oito dias e condicionados à disponibilidade dos serviços do Município.

Ler mais

PROGRAMA AFIRMA-TE

Facebook

Escrito por RCM em 2020-07-01 14:08:28

PROGRAMA AFIRMA-TE

"Desde abril deste ano, durante praticamente todo o período de confinamento pela Covid 19, o Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova, através do Projeto Afirma-te (co-financiado pelo SICAD - Serviço de Intervenção em Comportamentos e Dependências), tem mantido contacto com as crianças, jovens e famílias com quem trabalha habitualmente em meio escolar. Este contacto à distância tem ocorrido através da difusão semanal de programas de rádio, nas quintas-feiras pelas 19h10m,  na frequência da Rádio Clube de Monsanto. Os conteúdos radiofónicos foram preparados e produzidos graças ao envolvimento e à colaboração dos educadores, professores, parceiros, famílias e suas crianças.   Amanhã poderão escutar uma emissão relacionada com o final do ano letivo 2019/2020 e também com a abertura das fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha. Apelamos também à audição dos programas das próximas semanas com a colaboração do psicólogo Alfredo Leite do Mundo Brilhante e de Maria João Andrade da FEPODELE - Federação Portuguesa de Desporto Eletrónico. Os temas a abordar nas duas próximas semanas serão: Como Motivar e Estar Motivado na Escola e na Vida; Competências Essenciais: Do que é que os jovens precisam para serem felizes e terem sucesso.   Consultem outras informações do Afirma-te em: https://www.facebook.com/Afirmate-275486142621483/?hc_ref=ARQqkQqPm7T4V2qhCdkq3__UlqUSqGPzNjNA9y5ewFM0QGLH5ojomhRCh5wvwyeGahE&ref=nf_target&__tn__=kC-R "

Ler mais

COMUNICAÇÃO SOCIAL EM GESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA

Facebook

Escrito por RCM em 2020-04-16 10:48:01

COMUNICAÇÃO SOCIAL EM GESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA

COMUNICAÇÃO SOCIAL EM GESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA   ...........Apenas num mês, a pandemia está a infectar, e muito, a comunicação social regional e local. Uma situação de agonia que se agrava a cada dia que passa. Está a ter sérios problemas de sobrevivência por causa do forte impacto da pandemia da Covid-19. As poucas receitas de publicidade escasseiam agora ainda mais, e estão a fazer com que várias emissoras ponderem o seu encerramento a curto prazo. Sabemos que algumas até já suspenderam mesmo as suas emissões. Numa altura em que muita gente só tem acesso a este tipo de informação e companhia, as direcções das rádios locais contam os cêntimos para poderem continuar em antena. E o que se passa com os companheiros dos jornais, a quem manifestamos a nossa solidariedade? O semanário Nordeste, de Bragança, esteve para não sair. Só uma compra de última hora, de duas páginas, pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, evitou o pior. "Que fez com que nós pudéssemos manter a impressão do jornal e cumprir os nossos compromissos, pelo menos as próximas duas edições", desabafa Paulo Afonso, director do jornal, que fala numa gestão de sobrevivência que poderá extinguir muitos órgãos de comunicação social no país. "Não é um negócio rentável, que se está a fazer na medida da possibilidade e numa gestão de sobrevivência. Não quero arriscar números mas dezenas de jornais no nosso país, de âmbito regional, julgo que irão desaparecer depois desta crise". Em Bragança, o Mensageiro é o outro semanário. Está registado, como mais 180 publicações portuguesas na AIIC- Associação de Imprensa de Inspiração Cristã. Já fizeram chegar às Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia um pedido de "sensibilidade" para ajudarem com publicações das acções que fazem e informações à comunidade "muito importantes neste tempo de Pandemia", salienta o director António Rodrigues que é também vogal da direcção da Associação de Imprensa de Inspiração Cristã. "Uma publicidade institucional de forma a compensar graves perdas de receitas e que possa permitir algum desafogo para que mantenham a sua actividade porque é importante para os cidadãos terem acesso a informação credível e verificada". Os dois semanários são impressos numa gráfica em Braga, pertença do Diário do Minho que imprime cerca de 100 títulos nacionais. Luís Carlos é o responsável e lembra que 15 desses jornais já suspenderam as edições por dificuldades de tesouraria. Também têm reduzido significativamente o número de páginas. Tudo isso está a ter um impacto bastante negativo na comunicação de proximidade". Apenas num mês, a pandemia está a infectar, e muito, a comunicação social regional e local.   Ajude se quiser e puder. O nosso bem-haja a todos os estimados ouvintes e anunciantes. E, sinceros desejos de muita saúde e paz, sobretudo com esperança e confiança em dias melhores, na companhia da família e amigos.  

Ler mais

MAIS UMA DISTINÇÃO PARA MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2020-04-15 18:56:44

MAIS UMA DISTINÇÃO PARA MONSANTO

MAIS UMA DISTINÇÃO PARA MONSANTO   A aldeia histórica de Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, acaba de vencer o Prémio Nacional “Cinco Estrelas” Regiões 2020, pelo terceiro ano consecutivo. Numa votação nacional que envolveu mais de 300 mil participantes, Monsanto foi novamente eleito Ícone de Referência Nacional na categoria de Aldeias e Vilas. Em 2018 e 2019, a denominada ‘Aldeia Mais Portuguesa de Portugal’ já havia conquistado o Prémio Cinco Estrelas, renovando o título nesta terceira edição do concurso. A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova expressa, em nota de imprensa que nos foi enviada, a sua satisfação por mais este prémio atribuído a Monsanto e congratula-se com todos os monsantinos, idanhenses, empresários, investidores, agentes culturais e turísticos, visitantes e turistas que orgulhosamente fazem de Monsanto um destino de referência em todo o Mundo. De acordo com a organização, o Prémio Cinco Estrelas Regiões é um sistema de avaliação que identifica, segundo a população portuguesa, o melhor que existe em cada uma das 20 regiões (18 distritos + 2 regiões autónomas) ao nível de recursos naturais, gastronomia, arte e cultura, património e outros ícones regionais de referência nacional; bem como premeia empresas portuguesas que se diferenciam a nível regional. Através de uma votação nacional, que contou com 313 450 participantes, os portugueses identificaram, para cada região, o que consideram Cinco Estrelas a vários níveis. Tendo em conta a actual conjuntura em Portugal e no Mundo, a organização adianta que este ano não se irá realizar a habitual Cerimónia de Entrega dos Prémios.

Ler mais

REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO RETOMOU AS EMISSÕES DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2020-04-11 15:31:54

REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO RETOMOU AS EMISSÕES DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO

REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO RETOMOU AS EMISSÕES DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO     Desde o passado dia 6 (segunda-feira) que, por motivos de grave avaria técnica, a estação repetidora da RCM, instalada no cume da serra das Termas de Monfortinho, estava inoperacional.   Só hoje conseguimos proceder à sua reparação (muito dispendiosa) e já está em funcionamento normal e GRATUITO, particular e especialmente para as populações da zona fronteiriça.   (Devido ao mau estado dos acessos, lá fomos, mais uma vez, a pé, deste o Hotel Fonte Santa até ao alto da serra, com os equipamentos às costas…)   A nossa prioridade é manter, enquanto possível, este repetidor no ar, levando até si o melhor da nossa Música Portuguesa e as notícias da região, do país e do mundo.   Queremos contribuir com o nosso redobrado ânimo e o continuado esforço constituindo um estímulo no progredir para um futuro que queremos se tornará tão risonho quanto nós e vós queridos ouvintes acreditarmos nele.   Muitos foram aqueles que, nestes dias, nos telefonaram manifestando a falta da sua rádio preferida. BEM-HAJA pelas palavras de alento e de esperança em dias melhores.   A todos o nosso obrigado, e não levem a mal por aqui deixarmos uma saudação especial para a ouvinte Maria Jose, de setenta anos de idade, e que muito nos agradeceu por sermos a sua companhia diária.   Felizmente que temos por essas terras de Monfortinho muitas e outras boas pessoas como a senhora Maria José…   Os tempos difíceis que presentemente se vivem e os que seguramente se avizinham da mesma faceta, fazem-nos reflectir profundamente, reavaliando a nossa permanência em antena.   Em boa verdade, as dificuldades financeiras, agora agravadas com a pandemia, são mesmo muitas e não sabemos até quando vamos poder resistir.   Apesar desta tragédia que a disseminação do COVID-19 está a ter na vida de todos – os nossos anunciantes e ouvintes em geral, ligados mormente ao sector das rádios locais levam-nos a fazer, embora com redobrados sacrifícios, o dia-a-dia, com a regularidade que nos é peculiar ao longo destes quase 35 anos.   CONTAMOS CONSIGO PARA SEGUIR EM FRENTE.    

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2020 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line