Tribuna Livre

SAUDAÇÃO AOS OUVINTES DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO EM QUALQUER PARTE DO MUNDO

Escrito por RCM em 2016-11-05 19:05:13

SAUDAÇÃO AOS OUVINTES DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO EM QUALQUER PARTE DO MUNDO

Em cada manhã, transmitimos uma saudação para os ouvintes da Frequência Modulada, e também para todo o mundo, e especialmente para os povos da Lusofonia, que escutam a Rádio Clube de Monsanto através da internet em:   www.radiomonsanto.pt     PARA OUVIR VÁ PARA O LINK :   https://soundcloud.com/joaquim-manuel-da-fonseca/saudacao-de-abertura-de-emissao-da-radio-clube-de-monsanto-aldeia-mais-portuguesa?utm_source=soundcloud&utm_campaign=share&utm_medium=facebook

O BICHINHO DA RÁDIO…já lá vai mais de meio século.

Escrito por RCM em 2016-08-23 18:09:48

O BICHINHO DA RÁDIO…já lá vai mais de meio século.

No nosso meio, fala-se em se apanhar, ou não, o bichinho da rádio como se de uma doença se tratasse. Ainda que não se conheça com exactidão os contornos desta “doença” pode dizer-se que há muita gente contaminada por ela e só isso pode explicar a dedicação que a rádio merece por muitos dos seus fazedores, apesar das diversas vicissitudes que sobre ela se têm abatido. É curioso que na comunicação social não se fala do bichinho da imprensa ou da televisão, mas é frequente entre os seus profissionais que já tiveram ligação à rádio, falar-se do tal bichinho, mas da rádio. Continuando a analogia com a medicina, esta “doença” parece tratar-se de um síndroma pois, na minha opinião, são vários os sinais e os sintomas que a caracterizam. O gosto pela comunicação é talvez o primeiro motivo deste apego desmesurado à rádio, com maior ou menor proximidade com os ouvintes – ainda que a rádio dê, para quem a faz, sempre a sensação de grande proximidade, mesmo que ela não exista – tanto no aspecto informativo como de entretenimento, o jornalista ou radialista fica emocionalmente afectado por aquela relação forte, mas misteriosa, com os ouvintes. Depois, sendo a rádio o reconhecido parente pobre da Comunicação Social e sendo cada vez mais prejudicada, é merecedora de afecto e de grande dedicação por parte de todos aqueles que a fazem. Também a envolvente técnica contribui para uma paixão exacerbada pelo meio, mas não é uma paixão totalmente semelhante à verdadeira paixão, é qualquer coisa de inexplicavelmente atractivo que se entranha e puxa para novos e sucessivos desafios. O desafio da descoberta, construção e desenvolvimento de novos produtos radiofónicos também é apaixonante e doentio. Como facilmente se compreenderá a existência deste síndroma chamado de “bichinho” tem sido de grande utilidade para a Rádio e pode ser a chave do mistério que subsiste em saber porque é que os fazedores da rádio apesar de mal tratados, ignorados e, aquilo que mais dói, humilhados, pelos vários poderes, com grande destaque para o político, por si, ou com a sua conivência e responsabilidade e de todas as dificuldades económicas, causadas pela crise económica, continuam a votar-lhe tão grande dedicação e a dar-lhe horas e horas de trabalho, muito para além da respectiva retribuição. Quem trabalhou, ou colaborou, numa rádio e adquiriu o “bichinho da rádio” jamais esquece esse maravilhoso meio de comunicação social e sempre que a oportunidade o permite volta com a mesma vontade e dedicação como se fosse a primeira vez. Estou convencido de que os próprios ouvintes conhecem este fenómeno e sabem distinguir entre quem do outro lado sofre, ou não, deste síndroma e isso aumenta ainda mais o seu gosto pela rádio e contribui decisivamente para a sua credibilidade.   José Faustino  PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE RADIODIFUSÃO

VIVER A COMUNICAR

Escrito por Ana Carvalho (Mestre em Comunicação e Jornalismo) em 2016-02-24 15:31:54

VIVER A COMUNICAR

  A história de Joaquim Manuel da Fonseca, um comunicador que partilha conhecimento, afeto e alegria de Monsanto para o mundo.

HISTÓRIA DO CÃO MONSANTINO MEDALHADO EM PROVA INTERNACIONAL

Escrito por João Carlos Fonseca e Rui Pedro Fonseca em 2015-05-04 11:24:28

HISTÓRIA DO CÃO MONSANTINO MEDALHADO EM PROVA INTERNACIONAL

Um cão de Monsanto, sem raça definida, foi a principal estrela de uma ultramaratona de 277km que passou por esta aldeia histórica. The Crossroads é o nome do formato português da prova que faz parte de um dos mais conhecidos eventos de ultra trail em todo o mundo, o Trans Pangaea Challenge. 

A LENTA AGONIA DAS RÁDIOS LOCAIS

Escrito por Joaquim Manuel da Fonseca em 2015-01-12 14:22:34

A LENTA AGONIA DAS RÁDIOS LOCAIS

Penso eu que neste ano de 2015 continuaremos a viver num cenário de dificuldades e de desemprego, pintado com cores sombrias e negras. Muitas rádios locais vão mesmo ter que parar as suas emissões. Nomeadamente ao nível dalguns concelhos do interior, onde certos caciques não resistem à tentação de impor a sua força e a sua vontade discricionária e prepotente, os detentores de Alvarás de Radiodifusão Sonora estão a ser empurrados para o encerramento definitivo duma actividade reconhecida e querida pelas populações. Porém, e, de forma impiedosa, as Rádios Locais estão a fechar e curiosamente alguns responsáveis do território parecem pouco se preocupar. Claro que é difícil resistir, em tais condições, à asfixia financeira, às pressões e às chantagens, ainda que veladas, mormente nesta complexa altura de grave crise económica, que teima em não passar…Nós não temos MEDO. Jamais viveremos de joelhos. Quando chegar a nossa hora morreremos de pé, com toda a DIGNIDADE. Ansiamos poder celebrar, com alguma tranquilidade, os 30 anos em prol da divulgação e da promoção da nossa terra e da Música Portuguesa, no país e no mundo. Se as coisas não se alterarem, para melhor, no final de Dezembro, admitimos fazer um balanço, para jamais ser importunados pelos senhores do fisco, da Segurança Social ou por qualquer vampiro. Se as Rádios das grandes cidades vão fechando, mesmo estando encostadas a poderosos grupos económicos ou políticos...qual a sorte das Rádios das pequenas aldeias? Recordamos que a RCM sempre sobreviveu com sérias dificuldades humanas e financeiras desde 1985... Uma luta diária caldeada com muitos sacrifícios e renúncias. Mas com ORGULHO. Não queremos subsídios do Estado. Pedimos que não nos castiguem com impostos e taxas injustas e insuportáveis, e, assim podermos continuar, por mais alguns meses ou anos, a prestar um serviço de utilidade pública e a ser a voz dos que não têm voz e a ajudar a combater a SOLIDÃO das gentes simples destas terras do interior profundo, desertificado e abandonado...onde tudo parece estar condenado a ENCERRAR... Queremos continuar a prestar um SERVIÇO DE INTERESSE PÚBLICO e temos direito ao reconhecimento e estímulo institucional. Deixem-nos trabalhar em paz.

Páginas: 1 | 2 | 3 |

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA ESTÁ MAIS RICA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-04-22 12:03:39

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA ESTÁ MAIS RICA

LIVROS DE FERNANDO CURADO RIBEIRO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA É com muita alegria que damos conhecimento de que várias centenas de livros da importante colecção particular de Fernando Curado Ribeiro foram cedidos, gratuitamente, e já se encontram na Biblioteca Municipal de Idanha-a-Nova, onde poderão vir a ser consultados pelo público em geral. O senhor Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, aceitou receber tal rico espólio depois da mediação de Joaquim Fonseca junto da senhora dona Maria da Graça Ribeiro, viúva de Fernando Curado Ribeiro, que foi um ilustre Homem da Rádio, do Teatro, do Cinema e da Televisão, senhor de invejável cultura, também sustentada em fabulosa livraria multifacetada, que estava guardada na sua casa de Monsanto, aldeia que ele tanto adorava.

Ler mais

CASTELO BRANCO UTILIZA MONDA TÉRMICA PARA REDUZIR USO DE HERBICIDAS

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2017-04-19 15:01:16

CASTELO BRANCO UTILIZA MONDA TÉRMICA PARA REDUZIR USO DE HERBICIDAS

O presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco (SMAS), Luís Correia, disse à agência Lusa que os serviços investiram em equipamento de monda térmica para reduzir a utilização de herbicidas no concelho. “Os SMAS adquiriram equipamento de monda térmica cujo objectivo se insere no caminho que estamos a fazer para a redução da utilização de herbicidas no concelho de Castelo Branco”, explicou Luís Correia. Este responsável sublinhou ainda que pretende seguir um caminho de sustentabilidade ambiental no concelho albicastrense. A associação Quercus aplaude esta decisão do município de Castelo Branco e diz que é “uma boa noticia para os albicastrenses, para a saúde e para o ambiente”. “Castelo Branco tem agora uma solução mista, com monda térmica e uso de um herbicida biológico que é inócuo, abandonando o glifosato que já foi provado ser cancerígeno”, concluiu o ambientalista Samuel Infante.

Ler mais

QUERCUS ALERTA PARA ALASTRAMENTO DESCONTROLADO DA VESPA ASIÁTICA EM PORTUGAL

Facebook

Escrito por LUSA/RCM em 2017-04-13 11:58:21

QUERCUS ALERTA PARA ALASTRAMENTO DESCONTROLADO DA VESPA ASIÁTICA EM PORTUGAL

A Quercus alertou para o alastramento da vespa asiática para as cidades, situação que considera descontrolada e que causa um prejuízo anual de cinco milhões de euros ao país, devido às baixas na produção de mel. Os ninhos da vespa asiática, segundo referiu o presidente da direcção nacional da associação ambientalista Quercus, João Branco, são já “muitos milhares” em Portugal, e a espécie, cuja distribuição se encontrava restrita ao noroeste do país, tem alargado para outras zonas, estando já confirmada no Porto, em Coimbra, em Aveiro, na Guarda, em Leiria, em Santarém, em Castelo Branco e, em alguns casos pontuais, no Alentejo. A associação alerta ainda para a necessidade de protecção das espécies de vespas autóctones, cujos vespeiros estão a ser “destruídos em massa”, devido à falta de informação prestada às populações, o que pode causar desequilíbrios ecológicos que favorecem a expansão da vespa asiática. Para o presidente, é “muito importante” que existam acções de formação e divulgação sobre esta problemática junto das autarquias, bombeiros e cidadãos.  

Ler mais

9 DE ABRL DE 1918

Facebook

Escrito por RCM em 2017-04-09 19:52:04

9 DE ABRL DE 1918

Uma data que à maioria das pessoas nada dirá. Todavia, uma data que nunca poderá passar despercebida. 09 de Abril de 1918 Evoca a tragédia da batalha de La Lys, onde as tropas portuguesas foram dizimadas pelos alemães na I Guerra. 100.000 alemães, superiormente equipados, causaram centenas de mortos e fizeram milhares de prisioneiros, feridos e desaparecidos entre os 20.000 portugueses que lhes fizeram frente.  

Ler mais

Encontro de Cantares Quaresmais no Forum Cultural, no dia 7 de Abril, em Idanha-a-Nova

Facebook

Escrito por RCM em 2017-04-03 13:14:25

Encontro de Cantares Quaresmais no Forum Cultural, no dia 7 de Abril, em Idanha-a-Nova

O X Encontro de Cantares Quaresmais vai trazer a singular riqueza destes rituais ao Forum Cultural de Idanha-a-Nova, no próximo dia 7 de abril (sexta-feira). O Encontro tem entrada livre e é promovido pelo Município de Idanha-a-Nova, Cidade Criativa da UNESCO, na área da Música. A partir das 21h00, participam o Grupo de Cantares de Ínsua (Penalva do Castelo); o Grupo de Encomendação das Almas de Corgas (Proença-a-Nova); o Grupo da Amentação das Almas de Paranhos da Beira (Seia); e as Adufeiras de Monsanto (Idanha-a-Nova). Nesta noite, o Forum Cultural também é palco da recriação da Sarração da Velha, tradição ímpar de Idanha-a-Velha. Em seguida, junto a esse espaço cultural, nas ruínas do Castelo de Idanha-a-Nova, poderá acompanhar o Grupo de Encomendação das Almas de Idanha-a-Nova.

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2017 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line