Notícias

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO O SOM POPULAR HÁ 29 ANOS CONSIGO

Escrito por RCM em 2014-08-14 18:41:59

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO O SOM POPULAR HÁ 29 ANOS CONSIGO

Fazer Rádio não é tarefa fácil, especialmente em comunidades onde todos se conhecem e onde os órgãos de comunicação social dependem, em maior ou menos grau, dos poderes instituídos, tantas vezes merecedores de reparo. Há até quem calcule os apoios, os louvores e a colaboração com a Rádio em função das referências elogiosas ou críticas. A RCM tem sabido, ao longo destes vinte e nove anos ao serviço do concelho de Idanha-a-Nova e da região, resistir à tentação de se amesendar à conta do orçamento. Tem sido capaz de manter um relativo equilíbrio informativo e dar voz aos vários sectores da vida da região. Tem procurado, com isenção, dar os diferentes “Pontos de Vista” dos cidadãos nos diversos assuntos de interesse público deste “interior profundo e despovoado”. Mesmo que não nos reconheçam, nós existimos. Deixem-nos trabalhar, sem empecilhos. Não queremos nenhuma medalha. “Dar medalhas a toda a gente tira o valor da medalha e tira o valor a quem a recebe”…  

MONSANTO: CINEMA ESTÁ DE VOLTA ÀS ALDEIAS E VILAS DO INTERIOR

Escrito por RCM em 2014-08-14 13:05:13

MONSANTO: CINEMA ESTÁ DE VOLTA ÀS ALDEIAS E VILAS DO INTERIOR

Dando continuidade a uma iniciativa lançada no ano de 2013, aquando das comemorações dos 40 anos do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual -, e tendo como objectivo primordial colmatar a falta de oferta cinematográfica no interior do país, está a decorrer até 7 de Setembro a 2ª edição do Cinema Português em Movimento. A iniciativa vai passar por cinco localidades do concelho de Idanha-a-Nova, entre os dias 13 e 17 de agosto. Ontem foi a vez das Termas de Monfortinho onde foi exibido o filme “Dot.Com”. Hoje em Penha Garcia roda o filme “Fados”, amanhã sexta-feira "Amália – o Filme" é projectado em Idanha-a-Velha e no sábado Monsanto recebe "O Cônsul de Bordéus", junto ao miradouro do forno. No Domingo "Amália – o Filme" é projectado em S. Miguel d'Acha. O acesso a estas sessões de cinema ao ar livre é gratuito, sempre com início às 21H00.  A iniciativa resulta de uma parceria entre o Município de Idanha-a-Nova, as Juntas e Uniões de Freguesia e o Instituto do Cinema e do Audiovisual.

"TERRAS DA IDANHA" ABRE LOJA EM LISBOA

Escrito por RCM em 2014-08-14 13:01:24

Este é o primeiro espaço na capital portuguesa inteiramente dedicado aos produtos do concelho de Idanha-a-Nova. O novo espaço fica em Alfama, na Rua Jardim do Tabaco. Terras da Idanha é uma marca registada pelo Município de Idanha-a-Nova, que engloba os produtos típicos do concelho e os coloca à venda em lojas gourmet ou em estabelecimentos de pequena dimensão, onde é facilitada a aproximação entre produtor e consumidor. Esta estratégia pretende disponibilizar produtos de qualidade e despertar o interesse dos consumidores em visitar o município que os produz.

MAIS DE 30 MIL PESSOAS ESTIVERAM EM IDANHA-A-NOVA PARA CELEBRAR A CULTURA PSICADÉLICA E DEFENDER MODOS DE VIDA ALTERNATIVOS

Escrito por RCM em 2014-08-13 12:56:36

MAIS DE 30 MIL PESSOAS ESTIVERAM EM IDANHA-A-NOVA PARA CELEBRAR A CULTURA PSICADÉLICA E DEFENDER MODOS DE VIDA ALTERNATIVOS

Terminou esta segunda-feira mais uma edição do Boom Festival, o mais alternativo dos festivais de música que se organizam em Portugal. Neste encontro da cultura psicadélica, que decorreu junto à barragem de Idanha-a-Nova, mais uma vez não houve espaço para patrocínios ou publicidade a marcas de grandes multinacionais. Um dos pontos altos do cartaz musical deste ano foi a actuação de Anoushka Shankar. A artista encheu o Dance Temple e fez vibrar a multidão com os sons da India, reflectindo desta forma o espírito aberto de um festival que inicialmente era apenas conotado com o trance psicadélico. A filha de Ravi Shankar, expoente máximo e principal embaixador da música indiana no mundo, fez questão de salientar o enorme orgulho e prazer que teve em estar presente no Boom Festival. Anoushka Shankar disse que esta foi uma das mais memoráveis experiências da sua vida e que nunca vai esquecer o prazer que sentiu ao “tocar para milhares de almas bonitas, foi mágico”, concluiu. O Dance Temple foi uma das principais atracções do festival onde segundo a organização estiveram alguns dos “melhores artistas de psytrance”, juntamente com DJs, produtores, decoradores, artistas plásticos e VJs. A Liminal Village foi mais uma vez o centro cultural do Boom, à semelhança do que já acontece desde 2002. Houve conferências, apresentações e painéis de discussão sobre temas diversos como activismo, espaços culturais livres, ritos ancestrais, mitologia, ecologia, permacultura, trance, ou ciência alternativa.

IDANHA-A-NOVA: EDIFÍCIOS DO MUNICÍPIO VÃO PRODUZIR ENERGIA SOLAR

Escrito por RCM/ Lusa em 2014-08-12 13:43:13

IDANHA-A-NOVA: EDIFÍCIOS DO MUNICÍPIO VÃO PRODUZIR ENERGIA SOLAR

A cobertura de vários imóveis do Município de Idanha-a-Nova vai ser aproveitada para instalação de unidades de mini produção de energia eléctrica, a partir de fonte solar. O contrato de cedência dos espaços foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e pelo gerente da Enersun, Vítor Coelho Silva e inclui 10 infra-estruturas distribuídas por vários pontos do concelho. O projecto tem em vista a promoção da eficiência energética e da utilização de energias renováveis, dois objectivos que segundo a autarquia vão ao encontro da política energética sustentável definida pela Câmara de Idanha-a-Nova. O acordo autoriza a utilização de coberturas e outros espaços de prédios urbanos para a instalação de unidades de mini produção de energia eléctrica em baixa tensão, a partir de fonte solar. Com esta autorização, a Câmara Municipal tem direito a receber 6% da receita total da venda da electricidade, num primeiro período de 15 anos, e posteriormente 14% num período prorrogável de 10 anos.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 |

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

HOMENAGEM AO MÉDICO E ESCRITOR FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-11 10:16:54

HOMENAGEM AO MÉDICO E ESCRITOR FERNANDO NAMORA

HOMENAGEM AO MÉDICO E ESCRITOR FERNANDO NAMORA NO CENTENÁRIO DO SEU NASCIMENTO (15 DE ABRIL DE 1919 - 2019)       A Sociedade dos Amigos do Museu de Francisco Tavares Proença Júnior promove na sexta-feira, pelas 18 horas, uma homenagem a Fernando Namora.   A apresentação de “A medicina em Fernando Namora como celebração dos valores humanos” está a cargo de António Lourenço Marques Gonçalves da Sociedade dos Amigos do Museu de Francisco Tavares Proença Júnior e director dos cadernos de Cultura : Medicina da Beira Interior.   A cerimónia de homenagem do centenário de nascimento de Fernando Namora vai contar também com o testemunho de Joaquim Manuel da Fonseca, amigo de Fernando Namora e director da Rádio Clube de Monsanto.   Vai ainda ser feita uma leitura de textos do escritor por Otília Duarte, Mariana Galeano e Ana Celeste Azevedo.   O Museu de Francisco Tavares Proença Júnior tem no seu acervo, duas telas de Fernando Namora que revelam uma das suas facetas artística mais desconhecida e um raro e original relatório médico da sua passagem pela freguesia de Tinalhas, documento que será editado num dos próximos números da revista da “Materiaes”, órgão da Sociedade dos Amigos do Museu.   O ano de 2019 vai também trazer a reedição das obras de Fernando Namora, como a “A noite e a madrugada”, drama que decorre na fronteira de Penha Garcia.   Fernando Namora nasceu a 15 de Abril de 1919 em Condeixa-a-Nova.   Faleceu em Lisboa em 1989.   Médico de profissão foi autor de uma extensa obra, bastante divulgada e traduzida em várias línguas nas décadas de 70 e 80 do século XX , que tiveram nas paisagens geográficas e humanas da Beira Baixa , principalmente a aldeia de Monsanto os seus cenários literários.  

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-08 13:44:37

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

EM CASTELO BRANCO ASSINALA-SE O CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA,  QUE FOI GRANDE AMIGO DE MONSANTO, ONDE TEVE CASA E A FAMÍLIA AINDA MORA.

Ler mais

MONSANTO CINCO ESTRELAS

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-05 11:51:26

MONSANTO CINCO ESTRELAS

A aldeia histórica de Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, voltou a ganhar o Prémio Cinco Estrelas Regiões, que distingue ícones regionais de referência nacional que são reconhecidos pelos portugueses como sendo extraordinários. Monsanto, que já havia sido considerado um destino Cinco Estrelas em 2018, renova o título este ano. O Município de Idanha-a-Nova congratula todos os monsantinos, idanhenses, visitante e turistas que estão na origem desta segunda vitória consecutiva no Prémio Cinco Estrelas. Este galardão é mais um reconhecimento de Monsanto como destino de excelência, na linha de outras distinções como é a eleição frequente para listas de melhores vilas e aldeias do mundo. De acordo com a organização do concurso, o Prémio Cinco Estrelas Regiões “é um sistema de avaliação que identifica o melhor que existe em cada uma das 20 regiões (18 distritos + regiões autónomas) ao nível de recursos naturais, gastronomia, arte e cultura, empresas, património e outros ícones regionais de referência nacional”. Através de uma votação nacional os portugueses identificaram, para cada um dos distritos, o que consideram extraordinário a vários níveis. A cerimónia de entrega dos prémios deste ano terá lugar na cidade de Viseu, no dia 17 de Maio.

Ler mais

FEIRA RAIANA EM IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-03-20 13:02:51

FEIRA RAIANA EM IDANHA-A-NOVA

IADNHA-A-NOVA ACOLHE MAIS UMA EDIÇÃO DA FEIRA RAIANA

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line