Notícias

AO ENCONTRO DA SEMENTE EM MONSANTO

Escrito por RCM em 2014-12-01 13:20:12

AO ENCONTRO DA SEMENTE EM MONSANTO

Monsanto recebe durante o próximo fim-de-semana a décima iniciativa anual da Associação Colher Para Semear. Concluída a prospecção do património vegetal cultivado no concelho de Idanha-a-Nova a associação entendeu que chegou a hora de expor o conteúdo congregado durante este ano. A iniciativa “Ao Encontro da Semente 2014” culmina a investigação no terreno das variedades cultivadas no concelho, empreendida pela Associação Colher Para Semear entre Fevereiro e Dezembro deste ano. Segundo associação este evento procura sobretudo homenagear e felicitar o povo do concelho de Idanha-a-Nova pela diversidade de plantas cultivares que ainda mantém. Além da exposição do património hortícola e frutícola das variedades tradicionais cultivadas no concelho, este encontro de três dias inclui a apresentação de uma longa-metragem, palestras, oficinas práticas e animação cultural.  

MONSANTO: EXPOSIÇÃO “CONHECER, REGISTAR E VALORIZAR O PATRIMÓNIO” PATENTE ATÉ JANEIRO

Escrito por RCM em 2014-12-01 13:18:40

MONSANTO: EXPOSIÇÃO “CONHECER, REGISTAR E VALORIZAR O PATRIMÓNIO” PATENTE ATÉ JANEIRO

O posto de turismo de Monsanto tem patente até ao dia 5 de Janeiro, a exposição de fotografia “Conhecer, registar e valorizar o património – Monsanto 2014”. Esta mostra engloba mais de 40 imagens captadas pela objectiva de alunos da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) A exposição resulta da concretização de um projecto de fotografia, coordenado pelos professores da ESART Alexandra Cruchinho e Nelson Antunes, que organizaram um encontro fotográfico em Monsanto com um grupo de 54 estudantes daquela escola. Foi definido um percurso que implicou a identificação e passagem por alguns dos pontos de interesse histórico mais representativos daquela que é conhecida como a “Aldeia mais Portuguesa de Portugal”. A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova produziu um catálogo desta exposição, disponível no Posto de Turismo de Monsanto.

BANCO ALIMENTAR: PORTUGUESES AJUDAM MENOS 15%

Escrito por RCM em 2014-12-01 12:09:46

BANCO ALIMENTAR: PORTUGUESES AJUDAM MENOS 15%

O Banco Alimentar Contra a Fome de Castelo Branco recolheu este fim-de-semana na sua zona de intervenção mais de 17 toneladas de alimentos. Este número foi conseguido nos concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e Penamacor. Para os responsáveis que coordenaram esta enorme operação de recolha de alimentos, em termos logísticos a mesma decorreu muito bem, tendo, contudo, sido registada uma diminuição na quantidade total de alimentos recolhidos, relativamente a campanhas idênticas realizadas em anos anteriores. O momento de crise que o país atravessa não será alheio a esta situação. As dificuldades económicas dos portugueses reflectiram-se na recolha de alimentos do último fim-de-semana, realizada pelos Bancos Alimentares Contra a Fome. «Há o mesmo número de doações, mas os sacos vêm menos cheios», revela Isabel Jonet. O balanço apresenta um corte de 15% em relação ao ano passado. Ainda assim, foram recolhidas 2.325 toneladas de alimentos. A campanha foi realizada em 1.995 superfícies comerciais e contou com a colaboração de 42 mil voluntários.  

FESTIVAL FORA DO LUGAR REGRESSA A IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2014-11-26 13:10:35

FESTIVAL FORA DO LUGAR REGRESSA A IDANHA-A-NOVA

O Fora do Lugar arranca este fim-de-semana em Monsanto com um concerto de João Hasselberg. O espectáculo acontece esta sexta-feira pelas 21h30m na Capela de S.Pedro de Vir-a-Corça. O músico apresenta um diálogo entre os seus dois discos como líder: Whatever it is you’re seeking, won’t come in the form you’re expecting (Sintoma Records 2013) e Truth has to be given in riddles (Sintoma Records 2014). A terceira edição do Fora do Lugar, Festival Internacional de Músicas Antigas, começa esta sexta-feira e decorre até 13 de Dezembro, no concelho de Idanha-a-Nova. O festival surge da parceria entre a produtora Arte das Musas e o Município de Idanha-a-Nova e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura e da Direcção Geral das Artes. Nesta terceira edição, o Festival traz a Idanha nomes sonantes do panorama nacional e internacional da música antiga e de cruzamento como a catalã Arianna Savall (filha de Jordi Savall) ou Galandum Galundaina. Na área do cinema e da fotografia, está programada a estreia nacional de uma curta-metragem do jovem realizador francês Nino Laisné – “En présence” -, com legendagem em português ou a exposição “Barra das Almas” do fotógrafo Valter Vinagre. A entrada em todos os concertos é livre, sujeita à lotação das salas.    

CRISTINA RODRIGUES PREPARA PEÇA TÊXTIL ONDE UTILIZA O BORDADO DE CASTELO BRANCO

Escrito por RCM/ Lusa em 2014-11-26 13:02:05

CRISTINA RODRIGUES PREPARA PEÇA TÊXTIL ONDE UTILIZA O BORDADO DE CASTELO BRANCO

Cristina Rodrigues está a trabalhar num bordado de Castelo Branco, que ficará em exposição permanente numa igreja inglesa. A arquitecta está a preparar uma peça têxtil, produzida por artesãs de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Amarante, que vai ficar em exposição permanente na Catedral de Manchester. Este trabalho surge na sequência de um outro, uma manta de 63 adufes trabalhada por mulheres portuguesas que vivem naquela região de Inglaterra, instalado desde julho na catedral inglesa. Na nova peça, a artista vai utilizar o bordado de Castelo Branco, que ficará em exposição permanente na Catedral de Manchester".  A obra está já a ser executada e a artista portuguesa está a trabalhar em conjunto com o Museu Francisco Tavares Proença Júnior, de Castelo Branco. Cristina Rodrigues, arquitecta e artista portuguesa que divide a vida entre Manchester, em Inglaterra, e Idanha-a-Nova, onde tem o seu ateliê em Portugal, explicou à lusa que está a usar uma nova técnica na produção da peça, feita com seda, linho e algodão, e que, no final, terá um tamanho de sete por 10 metros.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 |

FESTIVAL GIACOMETTI

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-14 15:11:05

FESTIVAL GIACOMETTI

FESTIVAL DE HOMENAGEM A MICHEL GIACOMETTI EM FERREIRA DO ALENTEJO – 30 de Maio a 2 de Junho MÚSICA, GASTRONOMIA, ARTES & OFÍCIOS, DANÇA, ANTROPOLOGIA E CINEMA. Este evento anual, acolhe para si desafios culturais ao chamar um espectacular cartaz nacional e internacional de várias expressões contemporâneas, fazendo co-habitar tradição e atitude inovadora. O incontornável etno-musicólogo da salvaguarda da Cultura Popular Portuguesa, Michel Giacometti, oriundo da Córsega, deixou-nos um manancial de documentos fotográficos, sonoros e escritos, assim como uma extraordinária colecção de instrumentos musicais e objectos etnográficos, uma herança patrimonial determinante para o entendimento do contexto social, político e cultural do mundo português arcaico, infelizmente em desintegração.  Este homem tanto nos inspira e nos estimula na preservação da NOSSA TRADIÇÃO.   ………………………………………………………………   AS GUARDIÃS DA ARTE DE TOCAR ADUFE Dia 1 de Junho em Ferreira do Alentejo   Concerto pelas Adufeiras de Monsanto, numa interligação especial da artista Celina da Piedade, que toca também com dois grupos corais femininos de Ferreira do Alentejo e com o seu convidado especial Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés), que invulgarmente vai tocar viola campaniça. O icónico Tim dos Xutos e Pontapés, diz estar encantado de se juntar às Adufeiras de Monsanto, tanto mais que vai ser um momento triunfal pois estarão dois grupos femininos de cante alentejano também em cima do palco.  O grupo das Adufeiras de Monsanto é reconhecido internacionalmente e faz jus às suas raízes nas tradições ancestrais da Aldeia Mais Portuguesa, uma terra rica em lendas ligadas aos rituais da Primavera.  Promovendo o extraordinário património cultural de Monsanto com os seus fatos coloridos, canções e ritmos do adufe, um instrumento feminino por excelência que trespassou contextos religiosos e teve a sua proliferação na Península Ibérica nos séculos XI e XII.  Na sua constituição actual, as Adufeiras de Monsanto, oferecem um autêntico privilégio para os que assistem às suas actuações. A não perder pelas 21:30 na PRAÇA COMENDADOR INFANTE PASSANHA EM FERREIRA DO ALENTEJO.

Ler mais

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-05 14:12:17

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Ler mais

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-02 19:32:20

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

  Rádio Clube de Monsanto há 34 anos ao Serviço do Território da Idanha, no País e no Mundo. “O nosso passado é a nossa MEMÓRIA e o que a nossa MEMÓRIA não guarda nunca ocorreu ainda que tenha ocorrido”.

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-30 14:43:54

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line