Notícias

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROÍBE A VENDA DE PESTICIDAS COM TALOAMINA

Escrito por RCM/Lusa em 2016-05-13 15:54:09

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROÍBE A VENDA DE PESTICIDAS COM TALOAMINA

O Ministério da Agricultura anunciou que "foi identificada a taloamina como substância potencialmente carcinogénica". A informação foi revelada num comunicado que está a ser avançado por vários órgãos de comunicação social. "Os serviços da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária notificaram as empresas produtoras de fitofármacos sobre a taloamina, um co-formulante utilizado nos compostos herbicidas à base de glifosato, tendo em vista a retirada imediata desta substância do mercado", refere o mesmo comunicado que foi difundido pela Lusa. O ministério de Capoulas Santos adianta que "os produtos fitofarmacêuticos contendo esse co-formulante são susceptíveis de constituir risco grave para a saúde humana ou animal ou para o ambiente", razão pela qual devem ser imediatamente proibidos. A decisão tomada é justificada com o "processo de reavaliação comunitária da substância activa glifosato e face aos recentes estudos que determinam o potencial carcinogénico de certas formulações com base nesta substância activa". Segundo o comunicado, todos os produtos fitofarmacêuticos que contenham taloamina "devem ser cancelados", tendo as empresas até 30 de junho para procederem à recolha dos produtos, "data a partir da qual a sua venda é rigorosamente proibida". A proibição determina a saída de 17 produtos do mercado, de um total de 83 que contém glifosato.

MAU TEMPO ATRASA E PROVOCA PERDAS NA PRODUÇÃO DE CEREJA DO FUNDÃO

Escrito por RCM/Lusa em 2016-05-12 14:40:01

MAU TEMPO ATRASA E PROVOCA PERDAS NA PRODUÇÃO DE CEREJA DO FUNDÃO

As condições climatéricas adversas que se têm verificado este ano estão a atrasar a produção de cereja do Fundão e a provocar "uma quebra significativa", que em algumas variedades chega a ser total. José Pinto Castello Branco, produtor e presidente da Cerfundão, empresa de embalamento e comercialização de cereja diz que neste concelho, que tem uma das maiores áreas de produção de cereja de todo o país, a colheita costuma arrancar no final de abril, mas este ano ainda nenhum produtor começou a colher e "as melhores perspectivas" só apontam o início da campanha para o final da próxima semana, ou até mais tarde. Segundo José Pinto Castello Branco, o atraso e as perdas estão a ser essencialmente provocados pelo frio e pela chuva intensa que se verificaram não só nos últimos dias, mas também na altura da floração, o que impediu um normal desenrolar do processo de polinização e o consequente desenvolvimento do fruto.

DOCUMENTÁRIO SOBRE VIDA E OBRA DA ARQUITECTA ZAHA HADID EM IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2016-05-06 12:32:21

DOCUMENTÁRIO SOBRE VIDA E OBRA DA ARQUITECTA ZAHA HADID EM IDANHA-A-NOVA

A Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos exibe em Idanha-a-Nova, no próximo dia 12 de maio, o documentário sobre a vida e obra da arquitecta Zaha Hadid. A sessão é destinada à população em geral. O documentário passa no Centro Cultural Raiano às 19H00. Esta iniciativa faz parte do ciclo Projectar, da Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos e conta com o apoio do Município de Idanha-a-Nova. "Quem ousa vence" é o nome deste trabalho produzido Alan Yentob sobre a vida e obra da arquitecta britânica de ascendência iraquiana. Esta é quadragésima primeira sessão da actividade Pojectar. As sessões Projectar da Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos pretendem exibir documentários de Arquitectura, como forma de divulgar a vida e obra de arquitectos com importância na história e teoria da Arquitectura e assim contribuir para o enriquecimento da cultura arquitectónica da região Centro do País.

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

Escrito por RCM em 2016-05-04 13:33:17

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

O Município de Idanha-a-Nova criou recentemente na internet a plataforma Banco de Terras e Casas (bancodeterras.recomecar.pt). Esta nova ferramenta pretende facilitar o encontro entre a procura e a oferta de terrenos e casas no concelho. A plataforma estabelece a ligação entre particulares que procuram vender, alugar ou dar a cultivar os seus terrenos e aqueles que procuram casas ou terrenos para comprar, arrendar ou cultivar no concelho de Idanha-a-Nova. Com esta iniciativa, a autarquia pretende criar oportunidades para quem quer investir em Idanha-a-Nova e, simultaneamente, para proprietários que tenham terrenos, equipamentos agrícolas ou casas que queiram rentabilizar. Basta preencher o formulário com a descrição simples do que procura ou oferece. A utilização é livre, gratuita e implica apenas um registo prévio. O Banco de Terras e Casas é um projecto desenvolvido ao abrigo da estratégia Recomeçar, que visa a revitalização do concelho de Idanha-a-Nova.

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

Escrito por RCM em 2016-05-03 12:24:02

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

A Assembleia da República aprovou dois projectos de resolução do Bloco de Esquerda e do PAN que recomendam ao Governo que volte a proibir a caça na Serra da Malcata.  A bancada do PS absteve-se na votação dos dois diplomas e o deputado socialista Ascenso Simões votou contra, ao lado do CDS-PP. A autorização para caçar na Serra da Malcata foi dada pelo Governo de António Costa ao fazer publicar uma portaria no início de Fevereiro que revogava uma outra de Agosto de 1993 que proibiu as actividades cinegéticas naquela reserva localizada entre Penamacor e o Sabugal, abrangendo uma parte dos distritos de Castelo Branco e da Guarda, junto à fronteira com Espanha. A Serra da Malcata tem sido um dos locais onde se tem tentado reintroduzir o lince ibérico, considerado como espécie em perigo e inscrito na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais. O projecto apresentado pelo Bloco sublinha que "a decisão levanta ainda mais questões e riscos dada a actual situação deficitária de recursos humanos e de financiamento da reserva". O Parlamento quer assim que o governo recue na decisão de autorizar a caça na Reserva Natural da Serra da Malcata.  

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 |

Convenção Nacional de Rádios 2019

Facebook

Escrito por RCM em 2019-10-10 18:27:51

Convenção Nacional de Rádios 2019

    A Associação Portuguesa de Radiodifusão organiza, no próximo dia 26 de Outubro, na Vila de Mafra, a Convenção Nacional de Rádios 2019.   Este evento no salão Nobre do Edifício Municipal de Serviços (Loja do Cidadão), conta com o apoio da Rádio do Concelho de Mafra, da Câmara Municipal de Mafra, da ERC, da Sitemaster, da Delta Cafés e da Fastprint.   Neste dia de trabalho destinado apenas aos associados da APR serão analisadas as seguintes matérias:   Manhã:   - Análise da situação actual; - Medidas a tomar; - Contencioso com a PassMúsica.   Tarde:   - Galgar o futuro próximo; - Da programação linear para a não linear; - Produção de conteúdos híbridos; - Plataforma digital.

Ler mais

TAMBÉM NA BEIRA INTERIOR O PS GANHA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-10-07 10:07:17

TAMBÉM NA BEIRA INTERIOR O PS GANHA

FELICITAÇÕES E PARABÉNS AOS VENCEDORES. Aos “derrotados” desejamos que tenham energia e motivação para continuarem na luta em prol dum Portugal mais justo e próspero, em paz social. Os 45,5 % de abstencionistas que meditem nas consequências por não terem cumprido o seu dever cívico… O Partido Socialista, vencedor das eleições legislativas de ontem, é também o grande dominador nos resultados da Beira Interior, ganhando nos distritos de Castelo Branco e Guarda e aumentando o número de deputados de quatro para cinco. O PSD elege apenas dois. Se em Castelo Branco o triunfo é uma repetição do que aconteceu em 2015, na Guarda é uma reviravolta, pois há quatro anos tinha sido o PSD a vencer. No distrito de Castelo Branco, o PS reforçou ainda mais o seu domínio, conseguindo este ano uma vitória esmagadora com 40,88% dos votos, contra apenas 26,33% do PSD. É uma diferença superior a 14 por cento, quando em 2015 tinha sido apenas de três por cento. Em termos de eleição de deputados pelo círculo, os socialistas elegem Hortense Martins, Eurico Brilhante Dias e Nuno Fazenda. O PSD elege apenas Cláudia André. Na terceira posição continua o Bloco de Esquerda (11,05%), seguido de CDU (4,75%), CDS (3,71%), PAN (2,38%) e Chega (1,27%). Por concelho, os socialistas mantêm as vitórias no Fundão, Covilhã, Belmonte, Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila velha de Ródão e conquistam Penamacor e Proença-a-Nova (que há quatro anos haviam votado PSD). O PSD vence em três concelhos “habituais” na zona do Pinhal: Oleiros, Sertã e Vila de Rei. A abstenção no distrito subiu e foi de 44,91% (em 2015 foi 42,54%).  

Ler mais

RCM COM MAIS DE 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES

Facebook

Escrito por RCM em 2019-09-14 13:04:30

RCM COM MAIS DE 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES

             O SITE DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO JÁ ULTRAPASSOU OS 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES DE CIBERNAUTAS DO PAÍS E DO MUNDO.     Pode escutar a RCM em :   FM: 98.7 Mhz e 107.8 Mhz   em   www.radiomonsanto.pt   ou:   www.radiomonsanto.radios.pt   e ainda acompanhar a RCM na página   www.facebook.com/radiomonsanto    

Ler mais

RCM COM MAIS DE 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES

Facebook

Escrito por RCM em 2019-09-08 19:54:23

RCM COM MAIS DE 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES

O SITE DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO JÁ ULTRAPASSOU OS 10 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES DE CIBERNAUTAS DO PAÍS E DO MUNDO.     Pode escutar a RCM em :   FM: 98.7 Mhz e 107.8 Mhz   em:   www.radiomonsanto.pt   ou:   www.radiomonsanto.radios.pt   e ainda acompanhar a RCM na página:   www.facebook.com/radiomonsanto                

Ler mais

TOLERÂNCIA ZERO PARA A PROPAGANDA DOS POLÍTICOS

Facebook

Escrito por RCM em 2019-09-03 17:49:33

TOLERÂNCIA ZERO PARA A PROPAGANDA DOS POLÍTICOS

  A RÁDIO CLUBE DE MONSANTO não vai acompanhar as iniciativas locais no âmbito das eleições do próximo dia 6 de Outubro. A RCM decidiu voltar a boicotar a cobertura jornalística às iniciativas desenvolvidas localmente pelos vários candidatos às eleições legislativas.  À semelhança daquela que foi a posição assumida noutras circunstâncias por esta emissora, e por várias outras rádios locais do país, e recentemente na campanha para as eleições europeias, a RCM vai continuar sem acompanhar as acções de campanha promovidas localmente pelos candidatos a deputados à Assembleia da República. Na base desta decisão estão uma série de entraves que têm vindo a ser colocados às rádios locais, com decisões que podem levar, no limite, ao fechar de portas de várias estações emissoras.  “Os problemas das rádios portuguesas já são há muito tempo conhecidos pela classe política, mas a situação das rádios de proximidade está, em nosso entender, numa fase crítica, decisiva até". A não emissão de tempos de antena e a situação dos pagamentos dos direitos conexos são apenas duas das matérias referidas, sendo que "O Estado não defende os direitos das rádios locais", e que "os políticos não ouvem as rádios", por isso, "chegou o momento das rádios não ouvirem os políticos".

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line