Notícias

BASTONÁRIO CONSIDERA QUE MEDIDAS DE INCENTIVO À COLOCAÇÃO NO INTERIOR FALHARAM

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-22 13:57:49

BASTONÁRIO CONSIDERA QUE MEDIDAS DE INCENTIVO À COLOCAÇÃO NO INTERIOR FALHARAM

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, considerou hoje que falharam as medidas de incentivo para a colocação de médicos no interior do país. A edição de hoje do Diário de Notícias revela que os incentivos do Governo -- pagamento extra, mais dias de férias em cinco anos - só levaram 20 médicos para as zonas mais carenciadas do país e nas especialidades com maior falta de clínicos. "O que falhou foram as medidas em si. Mesmo quando foram publicadas, a Ordem [dos Médicos] foi profundamente crítica. Foi feito já numa fase final do mandato do Governo em que Paulo Macedo foi ministro da Saúde e eram essencialmente medidas cosméticas", disse José Manuel Silva, em declarações à Lusa. José Manuel Silva defendeu a necessidade de "estimular as pessoas a fixarem-se no interior de forma positiva, aplicando medidas de discriminação positiva ao interior" do país, sublinhado que as medidas proposta do executivo anterior "foram pensadas mais para uma cosmética eleitoral do que para serem efectivas".  

IDANHA-A-NOVA: BOOM FESTIVAL VAI TER NOVAS ÁREAS

Escrito por RCM em 2016-04-22 12:31:06

IDANHA-A-NOVA: BOOM FESTIVAL VAI TER NOVAS ÁREAS

O Boom Festival 2016 apresenta este ano quatro novas áreas. O anúncio foi feito esta semana por Alfredo Vasconcelos, membro da organização do festival. O Nataraj Dance é um novo espaço dedicado essencialmente à dança clássica. O Ngo Django vai receber organizações não-governamentais num espaço de partilha de mensagens importantes com o público. O Eco Tech pretende dar destaque aos pequenos inventores que por vezes constroem produtos interessantes mas que têm pouca visibilidade. E porque são cada vez mais as pessoas que se deslocam ao Boom de bicicleta, a organização resolveu criar o Bike Village. Este é um novo espaço para os que vão até Idanha-a-Nova de bicicleta, uma área para descansar e concertar os seus meios de transporte. A organização do festival decidiu ainda baixar substancialmente a fasquia em relação ao público. A ideia é ter menos gente para ser possível oferecer melhores condições. Alfredo Vasconcelos garante que este ano vai haver mais e melhor serviço de alimentação e que o festival vai continuar a apoiar e a promover os produtos orgânicos locais e nacionais. O Boom Festival vai ter lugar em Idanha-a-Nova de 11 a 18 de agosto, a edição deste ano é dedicada ao xamanismo.

MINISTRO-ADJUNTO GARANTE QUE VAI HAVER REDUÇÃO NO CUSTO DAS AUTO-ESTRADAS DA BEIRA INTERIOR

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-19 13:43:35

MINISTRO-ADJUNTO GARANTE QUE VAI HAVER REDUÇÃO NO CUSTO DAS AUTO-ESTRADAS DA BEIRA INTERIOR

O ministro-adjunto anunciou que vai ser criada uma redução no custo das auto-estradas nas antigas scuts do interior. Eduardo Cabrita disse ainda que vão ser criados descontos para as transportadoras de mercadorias em postos de gasolina em três regiões de fronteira com Espanha; Vilar Formoso, Elvas e uma terceira zona a definir na área norte do país. Já quanto à redução do custo das auto-estradas, Eduardo Cabrita sublinha que também irão permitir “um tratamento mais favorável para os transportadores de mercadorias. O ministro considera que estas medidas são mecanismos da promoção de competitividade das empresas de mercadorias, mas também medidas de promoção do interior. Eduardo Cabrita referiu que "até ao verão será criada uma redução no custo das auto-estradas nas zonas do interior, nas chamadas ex-SCUT [vias sem custos para o utilizador]", num "tratamento mais favorável para os transportadores de mercadorias".

AUTARCAS CRITICAM CANCELAMENTO DA CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO ALVITO, AMBIENTALISTAS APROVAM A DECISÃO

Escrito por RCM em 2016-04-19 13:09:40

AUTARCAS CRITICAM CANCELAMENTO DA CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO ALVITO, AMBIENTALISTAS APROVAM A DECISÃO

Com a notícia desta semana do cancelamento da construção da barragem do Alvito, no rio Tejo, que abrange os concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão, sucedeu-se uma onda de críticas contra a decisão do executivo de António Costa. O fim da construção da barragem do Alvito, que já vinha do anterior Governo do PSD/CDS, foi agora reconfirmada pelo executivo do PS. Alguns autarcas e forças políticas da região reagiram com descontentamento ao anúncio do Governo. O presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, considerou o cancelamento da construção da barragem do Alvito um “revés” no investimento público na região". O presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, disse que é a EDP não quer fazer a barragem do Alvito e que prescindiu das contrapartidas que teve que avançar à data da assinatura do contrato. A distrital do PSD de Castelo Branco acusou o PS de quebrar “mais uma promessa eleitoral”. Já o PDR de Castelo Branco manifestou a sua indignação e preocupação. Mas nem todas as reacções foram de descontentamento. A associação ambientalista Quercus manifestou a sua satisfação pelo cancelamento da construção da barragem do Alvito. Samuel Infante, da Quercus diz que “são boas notícias para a região e para o país, porque este Plano Nacional de Barragens (PNB) claramente não resolve os problemas energéticos e traz problemas de impacto na biodiversidade.”

IDANHA-A-NOVA: TOULÕES RECEBE FESTA DA ROSA ALBARDEIRA

Escrito por RCM em 2016-04-18 13:54:22

IDANHA-A-NOVA: TOULÕES RECEBE FESTA DA ROSA ALBARDEIRA

A 1ª Festa da Rosa Albardeira vai ter lugar na localidade de Toulões, nos dias 23 e 24 de abril. Lazer, música ao vivo e animação nas ruas e campos desta aldeia raiana, no concelho de Idanha-a-Nova, são algumas das propostas da primeira edição deste evento. O programa tem início na noite de sábado, pelas 20h00, com uma Grande Noite de Fados. Vão ouvir-se as vozes dos fadistas Amílcar Ribeiro, Ana Paula e Valeria Carvalho, num espectáculo com entrada livre. Na manhã de domingo vai decorrer o 2º Percurso Pedestre da Rosa Albardeira. As inscrições podem ser feitas através do telefone 277 202 900 ou do endereço electrónico info@turismodenatureza.com. Durante a tarde, a partir das 15 horas, sobem ao palco quatro grupos do concelho de Idanha-a-Nova: Saca Sons (Zebreira), Cantares de Segura, Cantigas D’Aldeia (Monfortinho) e Modas de D’Antes (Toulões). Antes, pelas 14h30, é feita a apresentação pública do “Banco de Terras e Casas”, uma nova plataforma para facilitar o encontro entre a oferta e a procura de terrenos e casas no concelho de Idanha-a-Nova. A Festa da Rosa Albardeira termina ao som dos “Adiafa”, com um concerto que vai ter lugar a partir das 19 horas.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 |

FESTIVAL GIACOMETTI

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-14 15:11:05

FESTIVAL GIACOMETTI

FESTIVAL DE HOMENAGEM A MICHEL GIACOMETTI EM FERREIRA DO ALENTEJO – 30 de Maio a 2 de Junho MÚSICA, GASTRONOMIA, ARTES & OFÍCIOS, DANÇA, ANTROPOLOGIA E CINEMA. Este evento anual, acolhe para si desafios culturais ao chamar um espectacular cartaz nacional e internacional de várias expressões contemporâneas, fazendo co-habitar tradição e atitude inovadora. O incontornável etno-musicólogo da salvaguarda da Cultura Popular Portuguesa, Michel Giacometti, oriundo da Córsega, deixou-nos um manancial de documentos fotográficos, sonoros e escritos, assim como uma extraordinária colecção de instrumentos musicais e objectos etnográficos, uma herança patrimonial determinante para o entendimento do contexto social, político e cultural do mundo português arcaico, infelizmente em desintegração.  Este homem tanto nos inspira e nos estimula na preservação da NOSSA TRADIÇÃO.   ………………………………………………………………   AS GUARDIÃS DA ARTE DE TOCAR ADUFE Dia 1 de Junho em Ferreira do Alentejo   Concerto pelas Adufeiras de Monsanto, numa interligação especial da artista Celina da Piedade, que toca também com dois grupos corais femininos de Ferreira do Alentejo e com o seu convidado especial Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés), que invulgarmente vai tocar viola campaniça. O icónico Tim dos Xutos e Pontapés, diz estar encantado de se juntar às Adufeiras de Monsanto, tanto mais que vai ser um momento triunfal pois estarão dois grupos femininos de cante alentejano também em cima do palco.  O grupo das Adufeiras de Monsanto é reconhecido internacionalmente e faz jus às suas raízes nas tradições ancestrais da Aldeia Mais Portuguesa, uma terra rica em lendas ligadas aos rituais da Primavera.  Promovendo o extraordinário património cultural de Monsanto com os seus fatos coloridos, canções e ritmos do adufe, um instrumento feminino por excelência que trespassou contextos religiosos e teve a sua proliferação na Península Ibérica nos séculos XI e XII.  Na sua constituição actual, as Adufeiras de Monsanto, oferecem um autêntico privilégio para os que assistem às suas actuações. A não perder pelas 21:30 na PRAÇA COMENDADOR INFANTE PASSANHA EM FERREIRA DO ALENTEJO.

Ler mais

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-05 14:12:17

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Ler mais

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-02 19:32:20

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

  Rádio Clube de Monsanto há 34 anos ao Serviço do Território da Idanha, no País e no Mundo. “O nosso passado é a nossa MEMÓRIA e o que a nossa MEMÓRIA não guarda nunca ocorreu ainda que tenha ocorrido”.

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-30 14:43:54

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line