Notícias

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR PROÍBE CONFERÊNCIA SOBRE SAHARA OCIDENTAL

Escrito por RCM em 2016-12-06 15:43:02

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR PROÍBE CONFERÊNCIA SOBRE SAHARA OCIDENTAL

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade da Beira Interior proibiu a conferência «Sahara Ocidental – A luta pela autodeterminação de um povo» após receber uma carta da Embaixada marroquina. A denúncia é feita pelo Núcleo de Estudantes de Ciência Política e Relações Internacionais da faculdade da Covilhã. A Presidência da FCSH-UBI terá recebido, a 2 de Dezembro, um e-mail com uma carta em anexo da Embaixada do Reino de Marrocos, assinada pela embaixadora marroquina, que continha várias declarações políticas sobre a questão do Sahara Ocidental da perspectiva oficial do Reino de Marrocos. Os estudantes consideram que se trata de «um grave entrave à liberdade académica e à liberdade de iniciativa daqueles que integram a UBI e deste Núcleo em particular». Isabel Lourenço, da organização Porunsaharalibre e membro da Fundación Sahara Occidental, oradora da conferência, lamenta profundamente a decisão da Presidência da FCSH-UBI que considera reflectir “um acto de auto-censura e de desconhecimento profundo do tema do Sahara Ocidental e do estatuto legal deste território não autónomo cuja ocupação ilegal por Marrocos é amplamente documentada pelas Nações Unidas, pelo Tribunal Internacional e no último acórdão do Tribunal Europeu de Justiça”.  

ESGIN-IPCB CELEBRA 25 ANOS DE CRIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR EM IDANHA-A-NOVA

Escrito por em 2016-12-05 14:26:01

ESGIN-IPCB CELEBRA 25 ANOS DE CRIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR EM IDANHA-A-NOVA

A Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Castelo Branco comemora os 25 anos de criação do Ensino Superior em Idanha-a-Nova. A sessão solene de celebração do aniversário terá lugar no dia 6 de dezembro, no Auditório Professor Domingos Rijo, pelas 9:30. A história do Ensino Superior em Idanha-a-Nova começa com a criação da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Castelo Branco (ESTIG), que iniciou as suas actividades em 1991, na vila de Idanha-a-Nova, com os cursos de bacharelato em Contabilidade e Gestão Financeira e Contabilidade e Gestão de Pessoal. Mais tarde, em 1997, extingue-se a ESTIG e é criada a Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN). Para assinalar os 25 anos foi realizado um filme e elaborado um livro intitulados “25 anos de Ensino Superior em Idanha-a-Nova – Os trilhos da Memória”, que serão apresentados na sessão solene. A cerimónia de comemoração integra ainda, uma Oração de Sapiência proferida pela Professora Doutora Helena Freitas, Coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior; uma homenagem às entidades e individualidades responsáveis pela criação/desenvolvimento do Ensino Superior em Idanha-a-Nova e a inauguração de uma Galeria de Directores.

ANIVERSÁRIO DO ACIDENTE (?) DE CAMARATE

Escrito por RCM em 2016-12-04 14:01:33

ANIVERSÁRIO DO ACIDENTE (?) DE CAMARATE

1º DE DEZEMBRO COMEMORADO COM PATRIOTISMO

Escrito por RCM em 2016-12-01 14:29:05

1º DE DEZEMBRO COMEMORADO COM PATRIOTISMO

Ao som do Hino da Restauração, tocado na sede da Rádio Clube de Monsanto, foi hoje, cerca do meio-dia, colocada uma coroa de flores, na base do Memorial aos antigos Combatentes. Foram depois transmitidas na antena da emissora da Aldeia Mais Portuguesa, numa emissão especial, diversas canções com poemas de Portugalidade, nas vozes de Adriano Correia de Oliveira, Nuno da Câmara Pereira, José Campos e Sousa, Pedro Barroso, Teresa Tapadas e Amália Rodrigues.  

FALECEU O CANTOR ARLINDO DE CARVALHO

Escrito por RCM em 2016-11-29 10:03:48

FALECEU O CANTOR ARLINDO DE CARVALHO

As cerimónias fúnebres têm lugar na Soalheira, esta quarta-feira, pelas 15 horas. A Música Portuguesa está de luto, com tão grande perda. Arlindo de Carvalho, grande amigo da RCM desde 1985. A NOSSA HOMENAGEM E INDELÉVEL SAUDADE. Faleceu no sábado sábado, no Hospital Amadora-Sintra, vítima de doença súbita, Arlindo de Carvalho, o autor, compositor e interprete Arlindo de Carvalho, nascido na Soalheira-Fundão, no dia 27 de Abril de 1930. Muitas das suas músicas, como Fadinho Serrano, Chapéu Preto, Comboio da Beira Baixa, Aldeia de Monsanto, Penamacor, Trova da Guarda, Cantiga do Oledo, Marcha de Castelo Branco, Cova da Minha Beira, Soalheira e tantas outras, foram popularizadas nas vozes de artistas nacionais e internacionais, como Amália Rodrigues, Gina Maria, Tonicha, Rão Kyao, Júlio Pereira, Maria Mendes, Orquestra Típica Albicastrense, Richard Winsboroug, Carlos Guilherme,etc. Foi professor na sua terra natal, no Porto, em Lisboa e ainda na Alemanha e França, onde esteve exilado.   QUE REPOUSE EM PAZ JUNTO DO PAI CELESTE.  

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 |

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-31 16:34:21

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

  Sendo a radiodifusão um serviço cultural de interesse público não tem merecido o devido reconhecimento pelo Estado Português, sendo até praticamente ignorado nos últimos anos.  Poderá dizer-se numa óptica optimista que o sector está estabilizado, mas também não será incorrecto afirmar que ele se encontra estagnado. É bom ter a noção da realidade. O Estado parece apostado na “morte lenta” das micro e pequenas empresas, onde se incluem a maioria das rádios portuguesas. Foi, aliás, aproveitando as leis desfavoráveis para as rádios, mas altamente benéficas para os representantes do direito de autor e direitos conexos, que a PassMúsica desencadeou uma ofensiva perante as rádios locais para além de tudo o que é razoável. Continua a ser correcto e actual afirmar-se que as rádios locais se encontram confrontadas com quatro grandes ameaças: 1. Ofensiva da PassMúsica, referente aos direitos conexos; 2. Constrangimentos causados pelo Estado, nomeadamente, excesso de regulamentação, regulação e fiscalização; 3. Dificuldades de mercado, causadas pela crise económica, sem perspécticas de regressão; 4. Concorrência de novos meios tecnológicos, através da internet. A Rádio Clube de Monsanto desde sempre tem sobrevivido com graves dificuldades financeiras e carência de recursos humanos, próprias duma aldeia do interior profundo. Esperamos que no Novo Ano de 2019 a situação melhore um pouquinho…para podermos comemorar os 34 anos ao serviço do Regionalismo e da Música Portuguesa, na sua companhia amiga. Vamos resistir enquanto tivermos forças, em homenagem e preito de reconhecimento ao nosso fiel auditório, que muito nos tem ajudado desde 1985. Bem hajam e votos de excelente Ano Novo, sobretudo com saúde, paz, esperança e luz, não esquecendo as comunidades da diáspora, que nos acompanham, em todo o mundo, através do nosso site www.radiomonsanto.pt já com 9.397.034 de visitas.  

Ler mais

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-03 10:10:07

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

  A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, aprovou a proposta de orçamento para 2019, no valor de 24 milhões de euros, mais dois milhões face ao orçamento deste ano, foi hoje anunciado. O orçamento foi aprovado por maioria pelo executivo de maioria socialista, com o voto contra do vereador do PSD. Segundo o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, o orçamento para 2019 reflecte o investimento na captação de programas comunitários que o executivo conseguiu durante este ano. "2019 será um ano de muita exigência para a concretização dos projectos que temos em curso, nomeadamente no âmbito da economia verde e na afirmação de Idanha-a-Nova como biorregião", disse. O autarca adianta que vai ser um orçamento de continuidade e de afirmação da estratégia definida pelo município em áreas como a social ou a economia, com destaque para sectores como a educação, saúde e habitação. "Estamos apostados na captação de empresas inovadoras no sentido de criar mais riqueza e emprego e trazer e fixar mais famílias para o concelho", sustentou. Armindo Jacinto sublinha ainda o "forte investimento" que vai ser feito na habitação, sobretudo com a implementação de planos de acção para a reabilitação urbana em todas as freguesias de Idanha-a-Nova e não apenas na sede de concelho.  

Ler mais

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-29 15:15:28

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÓS, COMO RÁDIO LOCAL, NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO. ................................................................................................. Queremos tão só e apenas que não nos castiguem com taxas e taxinhas, e cada dia com mais e mais exigências, inadmissíveis e absolutamente injustificadas. Até porque prestamos um SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA.   A Rádio Clube de Monsanto – A VOZ DA PORTUGALIDADE - tem um historial de 33 anos de sobrevivências com as maiores dificuldades financeiras e graves carências de recursos humanos. Simplesmente porque teimamos em resistir neste interior profundo e abandonado pelos mandantes do poder nacional e local. Estamos também a pagar o preço de sempre ter querido estar ao lado dos mais humildes, dos que lutam pela liberdade e pelos seus elementares direitos a uma digna vivência social. A liberdade é muito bonita…mas tem-nos dado muitas chatices. Mas queremos continuar a ser livres. Só não sabemos até quando temos forças para nos aguentar nesta dura batalha. Mas duma coisa temos a certeza: SÓ CAIREMOS DE PÉ. E se verdadeiramente quer ajudar a Comunicação Social, senhor Presidente da República, faça chegar este nosso angustiante apelo ao Governo que o senhor Professor Marcelo Rebelo de Sousa “teima em trazer ao colo”, com todo o devido respeito que nos merece o Supremo Magistrado da Nação.

Ler mais

O MADEIRO EM PENAMACOR

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-22 09:36:09

O MADEIRO EM PENAMACOR

  Recorde-se o Penamacor Vila Madeiro ganhou fama de ser o maior do país. Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar unem-se para cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira para aquecer o Menino Jesus. O grande monte de madeira, depositado no adro da igreja, é ateado ao cair da noite do dia 24, à excepção de Penamacor, que arde de 23 para 24, e mantém-se aceso durante vários dias. Depois da ceia de Natal, a população reúne-se em redor da fogueira, num gesto ritual de fraterno encontro. Em Penamacor, a chegada do Madeiro tem data marcada e o acto assume foros de festividade. De facto, no dia 8 de Dezembro, a população acorre generosamente à rua para saudar o cortejo de tractores e reboques, em número que procura sempre bater o antecedente, onde os jovens do ano, dantes só os rapazes e agora também as raparigas, empoleirados nos troncos, atiram à rebatina os frutos do ramo de laranjeira que a praxe manda trazer, cantando acompanhados à concertina.      

Ler mais

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR 2018 POR TERRAS DE IDANHA

Facebook

Escrito por CMIN em 2018-11-14 18:32:30

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR  2018 POR TERRAS DE IDANHA

A sexta edição do Fora do Lugar volta a "ocupar" Idanha-a-Nova - UNESCO Cidade Criativa da Música - de 23 de Novembro a 8 de Dezembro de 2018 - com música, histórias, passeios, desenho, viagens, conversa, troca e aprendizagem, bagagem de cá e de lá e descoberta no "lugar mais bonito do mundo"! Resultado da parceria entre a Arte das Musas e o Município de Idanha-a-Nova (e com o apoio do Ministério da Cultura e da Direcção Geral das Artes), este Festival assume-se como uma proposta do mundo rural virado para o país, para a Península Ibérica e para a Europa.  Com a direcção artística de Filipe Faria, o Fora do Lugar – Festival Internacional de Músicas Antigas é hoje um dos projectos culturais mais relevantes na área da música no país. Pondo em diálogo diferentes formas e tempos da música desafia a uma atitude perante as músicas antigas, e aborda, de um forma inovadora, os diálogos decorrentes dos conceitos binómios de erudito/popular e antigo/contemporâneo.   

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line