Notícias

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO HÁ 32 ANOS CONSIGO

Escrito por RCM em 2017-01-26 16:37:11

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO HÁ 32 ANOS CONSIGO

VINTE MIL ESCUTEIROS ESPERADOS NO ACAMPAMENTO NACIONAL EM IDANHA-A-NOVA

Escrito por LUSA/RCM em 2017-01-20 15:46:54

VINTE MIL ESCUTEIROS ESPERADOS NO ACAMPAMENTO NACIONAL EM IDANHA-A-NOVA

Mais de 20 mil escuteiros vão participar no 23.º Acampamento Nacional (Acanac), entre 31 de julho e 06 de agosto, em Idanha-a-Nova, disse hoje à agência Lusa o chefe nacional. "Todas as regiões do país, continente e ilhas, vão estar representadas no 23.º acampamento nacional dos escuteiros que decorre este ano entre os dias 31 de julho e 6 de agosto, no Campo Nacional de Actividades Escutistas (CNAE), no Monte Trigo, em Idanha-a-Nova", disse à agência Lusa Manuel Augusto Antunes. O acampamento nacional dos escuteiros decorre apenas de cinco em cinco anos, sendo que, neste momento, estão já inscritos para participar no evento 17.150 escuteiros, número que deverá ultrapassar os 20 mil. O 23.º Acanac irá contar também com a participação de escuteiros estrangeiros, nomeadamente oriundos dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), Europa, Estados Unidos da América (EUA) e Hong Kong, sendo que o período de inscrição para estes decorre durante os meses de março e de abril.

APOSTA NA CRIAÇÃO DE COELHO BRAVO PARA INTEGRAÇÃO DO LINCE IBÉRICO

Escrito por PÚBLICO em 2017-01-18 15:58:30

APOSTA NA CRIAÇÃO DE COELHO BRAVO  PARA INTEGRAÇÃO  DO LINCE IBÉRICO

Os concelhos de Castelo de Vide, do Sabugal e de Penamacor, com a supervisão da Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), vão instalar uma rede de parques de criação de coelhos-bravos com o objectivo de, posteriormente, os libertar nos locais onde vai ser introduzido o maior felino da Península Ibérica. É assegurada, desta forma, a alimentação do lince-ibérico nas serras da Malcata, de São Mamede e na área de Moura/Barrancos. O projecto de recuperação da população de coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus), que custará um milhão de euros, é candidato ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR). Entre as medidas delineadas no projecto estão a construção e requalificação de cercados para a reprodução do coelho-bravo, a criação de morouços (tocas artificiais), a realização de sementeiras e acções de controlo das espécies predadoras do animal. Ao limitar os movimentos dos animais, torna-se mais fácil o controlo das doenças que têm dizimado o coelho-bravo. Esta espécie sofreu uma forte diminuição na segunda metade do século XX, um pouco por toda a Península Ibérica, devido principalmente à acção de duas doenças víricas: mixomatose e doença hemorrágica viral (DHV). Em 2010 foi identificada uma nova variante do vírus responsável pela DHV.    

FUNDÃO PROMOVE ENSINO DO PORTUGUÊS JUNTO DOS IMIGRANTES

Escrito por RCM em 2017-01-15 19:32:51

FUNDÃO PROMOVE ENSINO DO PORTUGUÊS JUNTO DOS IMIGRANTES

Trinta imigrantes de várias nacionalidades que estão radicados no Fundão vão frequentar uma formação de português. A acção pretende contribuir para acolher e dar melhores ferramentas de integração àqueles que escolheram o concelho para residir. A iniciativa resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal do Fundão e o Instituto de Emprego e Formação Profissional. A informação foi avançada pela vereadora da Cultura, Alcina Cerdeira que revelou que estão inscritos participantes de sete nacionalidades diferentes. A formação começa na quarta feira e prolonga-se até junho, num total de 150 horas. Estão inscritas pessoas oriundas de países como França, Roménia, Ucrânia, Arménia, Inglaterra, Senegal e Irlanda.

SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE DIZ QUE APOIO À FIXAÇÃO DE MÉDICOS NO INTERIOR NÃO SE LIMITA A MAIS DINHEIRO

Escrito por LUSA em 2017-01-13 16:32:58

SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE DIZ QUE APOIO À FIXAÇÃO DE MÉDICOS NO INTERIOR NÃO SE LIMITA A MAIS DINHEIRO

O secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, disse esta semana que as medidas para a fixação de médicos no Interior do país não se restringem à majoração dos ordenados e que abarcam outras questões como a formação e valorização profissional. Manuel Delgado falava na Covilhã, distrito de Castelo Branco, à margem da inauguração da Unidade de Farmacovigilância que ficará instalada na Universidade da Beira Interior e que pretende contribuir para aumentar a segurança na utilização de medicamentos, dando resposta aos distritos de Castelo Branco, Guarda e Viseu. Questionado pela agência Lusa sobre a carência de médicos no Interior, o governante garantiu que a tutela está empenhada em dar resposta a este problema e sublinhou que as medidas vão muito além da mera questão de um aumento no ordenado. Manuel Delgado lembrou que o decreto-lei aprovado no último ano para a fixação dos médicos no Interior “engloba incentivos de instalação, incentivos de apoio à família (mulher e filhos), bem como incentivos remuneratórios e de formação”. Já no que concerne à eventual instalação da Unidade de Medicina Nuclear no Fundão e da Unidade de Hemodinâmica na Covilhã, duas reivindicações antigas da região, o governante explicou que “ainda não há decisões fechadas” sobre essas matérias.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 |

FESTIVAL GIACOMETTI

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-14 15:11:05

FESTIVAL GIACOMETTI

FESTIVAL DE HOMENAGEM A MICHEL GIACOMETTI EM FERREIRA DO ALENTEJO – 30 de Maio a 2 de Junho MÚSICA, GASTRONOMIA, ARTES & OFÍCIOS, DANÇA, ANTROPOLOGIA E CINEMA. Este evento anual, acolhe para si desafios culturais ao chamar um espectacular cartaz nacional e internacional de várias expressões contemporâneas, fazendo co-habitar tradição e atitude inovadora. O incontornável etno-musicólogo da salvaguarda da Cultura Popular Portuguesa, Michel Giacometti, oriundo da Córsega, deixou-nos um manancial de documentos fotográficos, sonoros e escritos, assim como uma extraordinária colecção de instrumentos musicais e objectos etnográficos, uma herança patrimonial determinante para o entendimento do contexto social, político e cultural do mundo português arcaico, infelizmente em desintegração.  Este homem tanto nos inspira e nos estimula na preservação da NOSSA TRADIÇÃO.   ………………………………………………………………   AS GUARDIÃS DA ARTE DE TOCAR ADUFE Dia 1 de Junho em Ferreira do Alentejo   Concerto pelas Adufeiras de Monsanto, numa interligação especial da artista Celina da Piedade, que toca também com dois grupos corais femininos de Ferreira do Alentejo e com o seu convidado especial Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés), que invulgarmente vai tocar viola campaniça. O icónico Tim dos Xutos e Pontapés, diz estar encantado de se juntar às Adufeiras de Monsanto, tanto mais que vai ser um momento triunfal pois estarão dois grupos femininos de cante alentejano também em cima do palco.  O grupo das Adufeiras de Monsanto é reconhecido internacionalmente e faz jus às suas raízes nas tradições ancestrais da Aldeia Mais Portuguesa, uma terra rica em lendas ligadas aos rituais da Primavera.  Promovendo o extraordinário património cultural de Monsanto com os seus fatos coloridos, canções e ritmos do adufe, um instrumento feminino por excelência que trespassou contextos religiosos e teve a sua proliferação na Península Ibérica nos séculos XI e XII.  Na sua constituição actual, as Adufeiras de Monsanto, oferecem um autêntico privilégio para os que assistem às suas actuações. A não perder pelas 21:30 na PRAÇA COMENDADOR INFANTE PASSANHA EM FERREIRA DO ALENTEJO.

Ler mais

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-05 14:12:17

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Ler mais

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-02 19:32:20

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

  Rádio Clube de Monsanto há 34 anos ao Serviço do Território da Idanha, no País e no Mundo. “O nosso passado é a nossa MEMÓRIA e o que a nossa MEMÓRIA não guarda nunca ocorreu ainda que tenha ocorrido”.

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-30 14:43:54

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line