Notícias

A23: INSTALAÇÃO DE PÓRTICOS ARRANCA NO INÍCIO DE 2011

Escrito por Lusa / RCM em 2010-11-19 12:33:30

A23: INSTALAÇÃO DE PÓRTICOS ARRANCA NO INÍCIO DE 2011

A Scutvias, concessionária da SCUT Beira Interior disse à Lusa que a instalação dos pórticos para a cobrança de portagens na A23 deverá arrancar no início de 2011, enquanto as concessionárias das restantes três SCUT não avançaram datas. O Governo anunciou que a cobrança de portagens nas SCUT Interior Norte, Beiras Litoral e Alta, Beira Interior e Algarve terá início até 15 de Abril de 2011, mas o ministro das Obras Públicas já disse que se houver condições para que a cobrança comece antes desta data, o Governo trabalhará nesse sentido. Contactadas pela Lusa, as concessionárias das quatro SCUT afirmaram, por escrito, que ainda não começaram a instalar os pórticos que permitirão a cobrança de portagens.

CASTELO BRANCO: GREVE DOS IMPOSTOS COM ADESÃO DE 60 POR CENTO

Escrito por Lusa / RCM em 2010-11-17 14:19:03

CASTELO BRANCO: GREVE DOS IMPOSTOS COM ADESÃO DE 60 POR CENTO

A adesão à greve dos trabalhadores dos impostos no distrito de Castelo Branco foi “ligeiramente superior” a 60 por cento, disse à agência Lusa o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI), Marcelo Castro. Segundo aquele responsável, a paralisação distrital levou ao encerramento de oito das 14 repartições de finanças da região. Para Marcelo Castro, a adesão registou valores “francamente positivos”. O dirigente sindical mostra-se satisfeito, sobretudo devido ao facto de esta ser já “a terceira semana de greve e continuarmos a manter a mobilização a níveis muito elevados”. O protesto dos trabalhadores dos impostos começou no dia 03, com uma paralisação nacional, continuando até ao fim do mês com greves a nível distrital.

ASSOCIAÇÃO DAS ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL FOI OFICIALMENTE CONSTITUIDA NA VILA DA BATALHA

Escrito por RCM em 2010-11-14 09:57:59

ASSOCIAÇÃO DAS ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL FOI OFICIALMENTE CONSTITUIDA NA VILA DA BATALHA

A assinatura da escritura notarial da AHP - Associação das Aldeias Históricas de Portugal - teve lugar no dia 8 do corrente mês de Novembro, na Histórica Vila da Batalha. A  AHP – Aldeias Históricas de Portugal, Associação de Defesa, Reabilitação e Salvaguarda do Património, de âmbito nacional, é uma pessoa colectiva de direito privado, constituída sob a forma de Associação, sem fins lucrativos, apolítica e não religiosa. Tem a sua sede na Aldeia Histórica e Secular de Monsanto da Beira. Fazem parte da AHP como sócios fundadores, personalidades de alta craveira, cujos conhecimentos e prestígio são motivo de orgulho e de esperança num futuro promissor para a AHP. Entre outros, conta com Sua Alteza Real, Dom Duarte Nuno de Bragança; Professor Doutor Augusto Pereira Brandão, Vice-Reitor da Universidade Lusófona; Dr. Luís Raposo, Director do Museu Nacional de Arqueologia; Dr. Carlos Barroso Guerra, advogado; Almirante António Alberto Rodrigues Cabral; Carlos Ângelo Amaral Botelho, Pintor e Escultor, Dr. Alberto Silva Fernandes, Presidente da Associação dos Amigos de Pereiro; Professor Doutor Jorge Paiva, Professor da Universidade de Coimbra; Dom Lourenço de Almada; Dr.ª Vanessa Botto Cerqueira, advogada; Câmara Municipal do Sardoal, Dr. José Marques Nunes, empresário de restauro do Património “Quadrifólio”; Dr.ª Isabel Meireles, Professora Universitária e advogada; Dr. Carlos Manuel Boavida, arqueólogo, Dr.ª Maria Isabel de Lima Pereira da Silva da Veiga Cabral, Técnica Superior do IGESPAR, Eng.º Armindo Jacinto, Administrador da Naturtejo, Dr. João Carlos Martins Mendonça da Fonseca, Psicólogo, Dr. Américo André, Etnólogo,  Professor Joaquim Manuel da Fonseca, Radialista.

ÁGUAS DO ALARDO SEM ELECTRICIDADE E COM ORDENADO DOS TRABALHADORES EM ATRASO

Escrito por Lusa / RCM em 2010-11-11 15:41:34

ÁGUAS DO ALARDO SEM ELECTRICIDADE E COM ORDENADO DOS TRABALHADORES EM ATRASO

A unidade de engarrafamento de água mineral, que pertencia até ao ano passado a Sousa Cintra, tem passado por dificuldades, “está paralisada desde Setembro e nós fomos abandonados”, disse hoje Manuel Paulino, trabalhador da fábrica e delegado sindical. O salário de Outubro ainda não foi pago e está também em dívida 25 por cento do subsídio de férias. “Conseguimos os outros 75 por cento graças a recebimentos de clientes, que contactámos pelos nossos telemóveis”, mas a tarefa não foi fácil, porque “muitos já têm os pagamentos à empresa penhorados”. Manuel Paulino considera a situação tanto mais grave porque há cinco casais que trabalham na fábrica, sendo o sindicalista e a mulher um deles. “Por enquanto temos algumas economias, mas se isto não se resolve não sei como vai ser porque o rendimento em nossa casa depende todo da fábrica”, destacou.

VÍTIMAS DA A23 QUEREM 7 MILHÕES DE EUROS EM INDEMNIZAÇÕES

Escrito por Lusa / RCM em 2010-11-11 15:33:27

VÍTIMAS DA A23 QUEREM 7 MILHÕES DE EUROS EM INDEMNIZAÇÕES

As vítimas do acidente de 2007 na A23 querem sete milhões de euros em indemnizações, disse à Lusa um dos advogados. Mas apenas uma das seguradoras admitiu pagar e repartir uma verba inferior. O desastre de 5 de Novembro de 2007 resultou do embate entre um ligeiro, segurado pela Zurich, e um autocarro da Câmara de Castelo Branco que transportava alunos da Universidade Sénior, com apólice da Allianz. A condutora do veículo foi condenada pelo Tribunal de Castelo Branco em Dezembro de 2009 a quatro anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, enquanto o motorista do autocarro foi absolvido. A condutora recorreu da sentença para o Tribunal da Relação de Coimbra, assim como o Ministério Público, mas ambos os recursos foram negados.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 | 254 |

LEI DA TRANSPARÊNCIA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-11-23 18:07:32

LEI DA TRANSPARÊNCIA

LEI DA TRANSPARÊNCIA   NFORMAÇÃO INSTITUCIONAL DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO (Publica-se nos termos da Lei da transparência nos meios da comunicação social) Director Executivo: Professor Joaquim Manuel da Fonseca a) - Capital Social: 142.047,72 €; b) - Sócio único e detentor da totalidade do capital social da empresa MONSANTORÁDIO; c) - Administrador e Gestor da RCM: http://www.radiomonsanto.pt/…/pdf/administrador_e_gestor.pdf d) - Responsável pela orientação e pela supervisão do conteúdo das emissões da RCM; e) - Estatuto Editorial da RCM: http://www.radiomonsanto.pt/ficheiros/pdf/estatuto.pdf

Ler mais

SECRETARIA DE ESTADO DAS FLORESTAS EM CASTELO BRANCO

Facebook

Escrito por RCM em 2019-11-20 13:53:13

SECRETARIA DE ESTADO DAS FLORESTAS EM CASTELO BRANCO

    O Governo vai instalar em Castelo Branco a Secretaria de Estado Conservação da Natureza, Florestas e do Ordenamento do Território. O antigo Presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova regressa assim a Castelo Branco, onde no último ano trabalhou como Secretário de Estado da Valorização do Interior. O Governo retirou a Secretaria de Estado da Valorização do Interior de Castelo Branco, transferindo-a para Bragança, onde começou a funcionar na segunda-feira.

Ler mais

DESPREZO PELA BEIRA INTERIOR

Facebook

Escrito por RCM em 2019-11-19 10:29:56

DESPREZO PELA BEIRA INTERIOR

DESPREZO PELA BEIRA INTERIOR   O Governo extinguiu a Secretaria de Estado da Valorização do Interior em Castelo Branco pouco mais de um ano depois de ter anunciado a sua instalação na cidade. A União dos Sindicatos de Castelo Branco diz que o interior "fica a ver navios". O organismo passa a estar sediado em Bragança, terra da nova titular da pasta, Isabel Ferreira. A ministra da Coesão Territorial, afirmou que este “é um sinal de que o Governo quer associar o conhecimento, as instituições de ensino superior, as autarquias e as associações empresariais para o desenvolvimento do Interior”, dizendo ainda que com a escolha de Bragança “é muito mais fácil aos actores que temos aqui no território ir bater à porta da Senhora Secretária de Estado e da sua equipa, e porque para nós é mais fácil acompanhar o que se passa no território, sempre de braço dado com os actores locais”. No comunicado em que anuncia a nova morada não é feita qualquer referência à anterior localização em Castelo Branco. A Secretaria de Estado da Valorização do Interior foi criada em Outubro do ano passado e teve como titular João Paulo Catarino, que com o novo Governo transitou para a pasta das florestas. Para os sindicatos da CGTP não faz sentido instalar a secretaria de estado consoante a origem do titular da pasta e demonstra a “ausência de uma verdadeira politica para o Interior e de coesão territorial”, com uma “lógica de ziguezague, traduzida em constantes mudanças de sedes e de rumo” com o objectivo de “esconder o falhanço das políticas e fazer crer que algo está a ser feito, com o único fito de criar expectativas (falsas) nas populações e fazer que anda sem andar”.   Reconquista - 18/11/2019

Ler mais

ARMINDO JACINTO JÁ ANUNCIOU QUE SE VAI RECANDIDATAR À CAMARA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-11-16 14:26:07

ARMINDO JACINTO JÁ ANUNCIOU QUE SE VAI RECANDIDATAR À CAMARA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA

  O Presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, é bacharel em engenharia de produção agrícola, pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco e antigo funcionário da CGD, será de novo candidato nas próximas Eleições Autárquicas, que irão ocorrer em 2021, como informou, de maneira informal, a uma rádio local da região. É a sua terceira e última candidatura ao Município raiano, em conformidade com a legislação em vigor. O autarca socialista foi vereador e vice-Presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, em regime de permanência, de Janeiro de 2002 até Junho de 2013. Assumiu nessa data as funções de Presidente interino, após a renúncia de Álvaro Rocha. Três meses depois realizaram-se as eleições Autárquicas e Armindo Jacinto foi a votos, tendo ganho aquele que foi o seu primeiro mandato como Presidente eleito. Em 2017 voltou a ser eleito.  “A educação tem sido uma estratégia política seguida no concelho de Idanha-a-Nova, desde o berçário ao ensino superior. Uma estratégia que já deu frutos, pois a título de exemplo, passamos de zero para uma centena de bebés inscritos no berçário, pois fizemos já a matrícula 107”. Recordamos que este foi também o tema que levou à reabertura da escola de Monsanto. “A escola de Monsanto foi fechada pelo Ministério da Educação, mas conseguimos que fosse reaberta e, como resultado, já aumentarem os alunos de uma para duas turmas, tal como aconteceu em Penha Garcia”, acrescentando que “o investimento numa educação de qualidade aumenta também a qualidade de vida”.

Ler mais

ESTAÇÃO REPETIDORA DA RCM NAS TERMAS DE MONFORTINHO

Facebook

Escrito por RCM em 2019-11-15 14:47:17

ESTAÇÃO REPETIDORA DA RCM NAS TERMAS DE MONFORTINHO

  ...................................................... Por motivos de ordem técnica a estação repetidora da Rádio Clube de Monsanto, a operar na Serra de Monfortinho, nos 107.8 Mhz, não esteve no ar nestes últimos dias. ................................................... Devido aos maus acessos os técnicos tiveram dificuldades em proceder às necessárias reparações em tempo mais célere, dado que também levaram os equipamentos a pé e às costas num percurso de cerca de dois quilómetros. .................................................. Do facto pedimos desculpas e a melhor compreensão aos habituais ouvintes da zona da fronteira Luso-Espanhola, que foram privados da nossa emissão.

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line