Notícias

IDANHA-A-NOVA DEFENDE REGULAÇÃO DO PREÇO DA MELANCIA

Escrito por Lusa / RCM em 2011-07-14 10:24:17

IDANHA-A-NOVA DEFENDE REGULAÇÃO DO PREÇO DA MELANCIA

O presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Álvaro Rocha, defende a criação de mecanismos de regulação do preço da melancia para travar a importação de "fruta de baixa qualidade a preços de saldo". A melancia é um dos principais produtos do concelho e tema de um festival que vai decorrer no próximo fim-de-semana, mas o presidente do município não esconde que há dificuldades em tornar a actividade rentável. Neste momento em que a empresa Hortas de Idanha, de que a câmara é sócia, começa a vender melancia em grande quantidade, já o sul de Espanha "exporta melancia de segunda produção", explicou à agência Lusa. Ou seja, com um clima mais quente, "as primeiras melancias são produzidas em Maio e vendidas a preços altos, porque ainda há poucas; agora, as mesmas plantas dão o segundo fruto, de qualidade inferior e vendido ao desbarato".

CASTELO BRANCO: POLITÉCNICO SOBE PROPINA PARA 840 EUROS

Escrito por RCM em 2011-07-13 12:27:01

CASTELO BRANCO: POLITÉCNICO SOBE PROPINA PARA 840 EUROS

O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) vai aumentar as propinas dos cursos de licenciatura de 750 para 840 euros no próximo ano lectivo. O anúncio foi feito esta semana pelo presidente da instituição. Segundo Carlos Maia, apesar do aumento, "continua a ser um dos valores mais baixos do País". O presidente do politécnico albicastrense sublinhou que o acréscimo de receitas deverá ser fundamentalmente dirigido para acção social. Os orçamentos dos serviços de acção social têm sido "socorridos" pelas receitas próprias do IPCB, frisou Carlos Maia, durante uma conferência de imprensa de apresentação do relatório e contas de 2010 do instituto.

FUNDÃO PROCESSA CONCURSO 7 MARAVILHAS DA GASTRONOMIA

Escrito por Lusa / RCM em 2011-07-12 12:23:01

FUNDÃO PROCESSA CONCURSO 7 MARAVILHAS DA GASTRONOMIA

O município do Fundão anunciou esta semana a intenção de agir legalmente contra o concurso 7 Maravilhas da Gastronomia, que acusa de ter mudado o nome e transferido uma especialidade para outro concelho. A organização, porém, disse à agência Lusa que a Perdiz de Escabeche foi, inicialmente, «colocada erradamente como sendo de Alpedrinha». O prato foi apresentado publicamente em Abril com o nome da vila do concelho do Fundão, mas passou a ser promovido no concurso como um prato apadrinhado pelo município de Idanha-a-Nova. Em comunicado, a autarquia presidida por Manuel Frexes queixa-se do facto de a mudança ter acontecido depois de não aceitar pagar 17 mil euros à organização.

CASTELO BRANCO: INVESTIGADORES QUEREM PÔR POPULAÇÃO A ANDAR DE BICICLETA

Escrito por Lusa / RCM em 2011-07-11 12:56:03

CASTELO BRANCO: INVESTIGADORES QUEREM PÔR POPULAÇÃO A ANDAR DE BICICLETA

Ter 20 por cento da cidade de Castelo Branco a andar de bicicleta, dentro de dez anos, é a ambição de um projecto, já em curso, de investigadores da Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB). Rui Alves, docente e investigador da ESTCB e coordenador do projecto Mobilidade Casa – Escola, acredita que a bicicleta “é um transporte com futuro”. Castelo Branco “tem condições excelentes para as bicicletas: a maior parte das vias tem declives baixos, fáceis de vencer”. Estudos já realizados concluem que 52 por cento das deslocações urbanas diárias são feitas em carro próprio, valor que dispara para 73 por cento nas viagens entre casa e escola. Além do mais, 53 por cento das famílias na cidade tem pelo menos uma bicicleta em casa, “mas falta o hábito de as utilizar, daí o trabalho de sensibilização” em curso nas escolas para novas gerações terem “uma nova cultura”. Para Rui Alves, “se dentro de 10 anos houvesse 20 pessoas em cada 100 a andar de bicicleta em Castelo Branco era excepcional”.

IDANHA-A-NOVA: VACAS DESTROEM PLANTAÇÕES DE FEIJÃO-VERDE

Escrito por Lusa / RCM em 2011-07-08 11:33:32

IDANHA-A-NOVA: VACAS DESTROEM PLANTAÇÕES DE FEIJÃO-VERDE

Dezenas de vacas a pastar sem guarda têm invadido e causado prejuízos em 15 hectares de cultivo de feijão-verde e outros produtos, em terrenos arrendados pelo Estado em Idanha-a-Nova, adiantou fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR) à Lusa. Segundo Sérgio Castanheira, um dos arrendatários que esta quinta-feira apresentou queixa contra o proprietário dos animais, «as vacas circulam sem vigilância desde o último ano» nos terrenos do Couto da Várzea, alugados a diversos exploradores agrícolas. Meloa, melancia, beringela e feijão-verde estão entre as culturas que este ano crescem no Couto da Várzea, nos antigos terrenos de experimentação da Direcção Regional de Agricultura da Beira Interior. Sucedem ao cultivo do tabaco e, segundo Sérgio Castanheira, há contratos de fornecimento assegurados, entre eles, com uma empresa espanhola.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 |

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR 2018 POR TERRAS DE IDANHA

Facebook

Escrito por CMIN em 2018-11-14 18:32:30

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR  2018 POR TERRAS DE IDANHA

A sexta edição do Fora do Lugar volta a "ocupar" Idanha-a-Nova - UNESCO Cidade Criativa da Música - de 23 de Novembro a 8 de Dezembro de 2018 - com música, histórias, passeios, desenho, viagens, conversa, troca e aprendizagem, bagagem de cá e de lá e descoberta no "lugar mais bonito do mundo"! Resultado da parceria entre a Arte das Musas e o Município de Idanha-a-Nova (e com o apoio do Ministério da Cultura e da Direcção Geral das Artes), este Festival assume-se como uma proposta do mundo rural virado para o país, para a Península Ibérica e para a Europa.  Com a direcção artística de Filipe Faria, o Fora do Lugar – Festival Internacional de Músicas Antigas é hoje um dos projectos culturais mais relevantes na área da música no país. Pondo em diálogo diferentes formas e tempos da música desafia a uma atitude perante as músicas antigas, e aborda, de um forma inovadora, os diálogos decorrentes dos conceitos binómios de erudito/popular e antigo/contemporâneo.   

Ler mais

RECITAIS DA PIANISTA MARIA JOÃO PIRES

Facebook

Escrito por DN/LUSA em 2018-10-27 18:16:40

RECITAIS DA PIANISTA MARIA JOÃO PIRES

A pianista portuguesa fará dois recitais em Dezembro no Centro de Artes de Belgais, um espaço cultural criado pela artista no distrito de Castelo Branco e que foi recentemente renovado e reactivado.   A informação dos recitais, marcados para 14 e 15 de Dezembro, consta da página oficial do Centro de Artes de Belgais, uma propriedade rural em Escalos de Baixo (Castelo Branco) onde anteriormente funcionou o Centro Belgais para o Estudo das Artes, fundado por Maria João Pires. Criado em 1999 como um projecto educativo, pedagógico e cultural, com impacto na região e que chegou a ter o apoio do Ministério da Educação, o Centro Belgais para o Estudo das Artes encerrou em 2009 alegando na altura uma "difícil situação económico-financeira". Quase uma década depois, o projecto cultural de Maria João Pires foi renovado e reactivado como Centro de Artes de Belgais, disponibilizando-se retiros musicais, espaço para actuações e oficinas de música. Há ainda uma valência de alojamento e de produção de azeite, como se lê na página oficial. Contactado pela agência Lusa, o administrador do Centro de Artes de Belgais, Vítor Dias, explicou que em 2009 o projecto "havia encerrado devido à ocupada agenda de Maria João Pires". "Com imensos concertos por todo mundo não tinha tempo para tantas responsabilidades tendo que optar pelo encerramento temporário. Actualmente a situação permite que o Centro volte de novo ao seu pleno", referiu, sem especificar há quanto tempo o centro foi reactivado. Em 2010, pouco depois do encerramento do anterior projecto, Maria João Pires afirmava, em diferentes entrevistas para a imprensa estrangeira, que iria avançar com um projecto social semelhante no Brasil, país onde pediu dupla nacionalidade. Ao longo da última década, a pianista admitiu algum cansaço e intenção de se retirar dos palcos, embora tenha feito algumas actuações, sobretudo fora de Portugal. Além dos dois recitais em Dezembro em Belgais, nos quais irá tocar composições de Mozart e Chopin para uma audiência de 125 pessoas, Maria João Pires mantém, para 2019, o concerto a 22 de Fevereiro no Palau de La Musica, em Barcelona.  

Ler mais

IDANHA-A-NOVA CAPITAL DA SUSTENTABILIDADE E DA CRIATIVIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2018-10-13 15:56:52

IDANHA-A-NOVA  CAPITAL DA SUSTENTABILIDADE E DA CRIATIVIDADE

Programa completo dos eventos agendados Idanha-a-Velha / 2 a 4 de novembro Nas Terras do Rei Wamba…há Sementes! Conferência "De sementes felizes a alimentos saudáveis" Encontro Internacional de Alimentação Saudável, Produção Biológica e Biodinâmica, com a presença de participantes e oradores de vários países do mundo. Moraleja (ESPANHA) / 8 e 9 de novembro Fórum Mundial de Inovação Rural Onde Idanha se apresenta como a 1ª Bio Região em Portugal. Monsanto / 8 a 11 de novembro Lendas do Castelo - Histórias da Aldeia Entre a Noite e a Madrugada I-Danha Food Lab Um encontro mundial de empresas de inovação tecnológica sobre economia verde, com a presença de participantes e oradores de vários países. O tema vai ao encontro dos objetivos do Dia Mundial do Turismo. Idanha-a-Nova / 13 de novembro Sessão Pública - Estratégia Nacional de Agricultura Biológica Geopark Naturtejo / 13 e 14 de novembro Encontro de Empresários Espanhóis Idanha-a-Velha / 15 a 17 de novembro Cimeira "Destinos de Turismo Sustentáveis" Participação de diferentes organismos nacionais e internacionais como a Organização Mundial do Turismo, ONU, Turismo de Portugal, entre outros. 23 de novembro a 8 de dezembro Fora do Lugar - Festival Internacional de Músicas Antigas

Ler mais

HOTEL DO TEMPLO EM IDANHA-A-VELHA

Facebook

Escrito por RCM em 2018-10-11 17:36:41

HOTEL DO TEMPLO EM IDANHA-A-VELHA

A apresentação do projecto Hotel do Templo, decorreu no passado dia 10 de Outubro, na Casa do Concelho de Idanha-a-Nova, com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Manuel Mendes Godinho. O Hotel do Templo localiza-se na Civitas Igaeditanorum, a antiga Egitânia, a árabe La Jdanyia e hoje a aldeia histórica de Idanha-a-Velha.  Esta cidade, com 2 mil anos de História, está ligada à História da nossa civilização ocidental. Aqui nasceu o Papa São Dâmaso, o 1º Pontífice, que criou a Bíblia, fez de Roma a sede da Cristandade e obteve o reconhecimento do Cristianismo como religião oficial. Iniciou o uso das Bulas, enquanto expressão legal do poder temporal do Papa, usando como seu selo o Anel Papal e deu início à celebração do Advento, à consagração dos festejos do Dia de Natal, através da Missa do Galo. A Civitas Igaeditanorum que recebeu pregação do Apóstolo São Paulo, foi também berço de reis visigodos, governadores islâmicos, como o Rei Wamba, o wali Ibn Marwan, o imã que liderou a 1ª revolta xiita da História Saqiya ibn Abd al Wahid. Conquistada e reconquistada, por sarracenos e cristãos, como Carlos Magno e Hashim Abd al-Haziz. São os Templários e Gualdim Pais, seu Mestre, que recebe a doação de Idanha-a-Velha, que vai ajudar a estabelecer as fronteiras de Portugal, nos equilíbrios Políticos e Militares com Castela e com o Islão. O futuro Hotel do Templo, Casa dos Templários, entre Muralhas Romanas, Património Nacional, será um espaço diferenciador de toda a oferta existente, um hotel temático, uma experiência inesquecível, que o vai transportar ao Segredo dos Templários de uma forma que nunca imaginou e onde os hóspedes poderão viver o imaginário dos mistérios e lendas das Histórias da nossa História, com que sempre sonhámos. Durante esta sessão, o Município de Idanha-a-Nova irá também associar-se às comemorações dos 900 anos da fundação dos Templários, pela ONG, OSMTH, que vão decorrer em 2019, em Portugal, com iniciativas a partir da Civitas Igaeditanorum, a Egitânia, La Jdanyia, a Velha Idanha. O projecto do Hotel do Templo irá contemplar 45 quartos numa área total de 5740m2, vai ser lançado em concurso público, no âmbito do projecto REVIVE, Reabilitação, Património e Turismo, promovido pelo Governo Português.  

Ler mais

VAMOS AJUDAR OS NOSSOS BOMBEIROS DE IDANHA

Facebook

Escrito por RCM em 2018-10-09 14:46:05

VAMOS AJUDAR OS NOSSOS BOMBEIROS DE IDANHA

VAMOS AJUDAR OS NOSSOS BOMBEIROS DE IDANHA  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line