Notícias

CORREIOS JÁ FECHARAM 60 ESTAÇÕES ESTE ANO

Escrito por RCM / Expresso em 2013-05-30 15:03:58

CORREIOS JÁ FECHARAM 60 ESTAÇÕES ESTE ANO

Os CTT já encerraram 60 estações em 2013, num processo de reorganização que ainda continua em curso. Os CTT já fecharam 60 estações de correios este ano, de acordo com dados fornecidos pela empresa ao Expresso, e não dizem quantas ainda irão fechar. A empresa assegura que os locais onde as estações - que são lojas próprias dos CTT - são "transferidas" (terminologia usada pela empresa, que fala em transferência ao invés de encerramento) têm também postos de correio, dos quais 31 foram criados este ano, pelo que os habitantes não ficam sem serviços na zona. Mesmo assim, têm sido constantes nas últimas semanas os protestos das populações perante o encerramento de várias estações. Ao todo, os CTT têm 689 estações de correios no país, mas, apesar da insistência do Expresso, não esclarecem quantas ainda irão fechar, por ser um processo ainda em análise, segundo a empresa presidida por Francisco Lacerda.

RÁDIOS LOCAIS SEM NOTÍCIAS DA REGIÃO

Escrito por RCM/Sol em 2013-05-28 14:45:50

RÁDIOS LOCAIS SEM NOTÍCIAS DA REGIÃO

Há rádios locais que se recusam a transmitir noticiários sobre os concelhos onde emitem. As denúncias têm chegado à deputada Carla Cruz, do PCP, que afirma haver "rádios que não estão a cumprir a lei" e deixam localidades sem acesso a informação regional. Isto mesmo levou a que os comunistas solicitassem à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) as conclusões de um grupo de trabalho criado para avaliar a aplicação da Lei da Rádio, em vigor desde o final de 2010. Contactada pelo SOL, fonte da ERC admite que o "problema se possa colocar" nos concelhos onde só existem rádios locais temáticas, embora não tenha recebido "queixas formais sobre este incumprimento". No ano passado, a ERC recomendou, numa proposta directiva, a emissão diária de pelo menos um serviço noticioso nas rádios locais temáticas entre as 7h e as 20h. Mas a ideia não foi bem recebida pelos operadores. José Faustino, Presidente da Associação Portuguesa de Radiodifusão, diz que fica em causa a "sobrevivência" de muitas rádios se os operadores forem "obrigados a ter um jornalista para assegurar informação numa rádio de música jazz". Em Portugal, apenas as rádios generalistas estão obrigadas a emitir pelo menos três serviços noticiosos entre as 7h e as 24h. Ou seja, basta passar a temática para fugir a esta obrigação.

CASTELO DE PENAMACOR CLASSIFICADO MONUMENTO NACIONAL

Escrito por RCM/Reconquista em 2013-05-27 08:58:36

CASTELO DE PENAMACOR CLASSIFICADO MONUMENTO NACIONAL

O Governo aprovou a classificação de seis edificações/sítios como monumentos nacionais, entre os quais está o castelo de Penamacor. Além deste monumento foram classificados a ponte de Arrábida, o cromeleque de Vale de Maria do Meio (Évora), o santuário de São João de Arga (Caminha), o abrigo do Lagar Velho (Leiria) e o Menir da Tapada (Castelo de Vide). O processo de classificação do castelo de Penamacor começou em 1943 e foi retomado antes e depois do 25 de Abril de 1974. No entanto só agora é dado como concluído. Nos últimos anos o monumento foi aberto ao público e em 2011 foi criado um miradouro panorâmico e um pequeno núcleo museológico. Apesar de se congratular com a decisão o Vice-Presidente da autarquia de Penamacor, António Cabanas, disse à agência Lusa que a demora de 30 anos na conclusão do processo de classificação “mostra que o Estado não funciona de todo, mesmo para estas questões”.

TURISMO RURAL PORTUGAL

Escrito por RCM em 2013-05-26 09:52:21

TURISMO RURAL PORTUGAL

A cerimónia de Escritura Pública de Constituição da Federação Portuguesa de Turismo Rural vai realizar-se no dia 31 de Maio, no Rosmaninhal, concelho de Idanha-a-Nova. No âmbito da cerimónia, que contará com a presença do Secretário de Estado de Turismo, Dr. Adolfo Mesquita Nunes, serão apresentados os órgãos sociais e as estratégias orientadoras da Federação Portuguesa de Turismo Rural. A Escritura Pública tem lugar no Hotel Rural Herdade da Poupa, no Rosmaninhal.

MONSANTO FABRICANTE DE ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS

Escrito por RCM/UOL Notícias em 2013-05-25 08:30:10

MONSANTO FABRICANTE DE ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS

O documentário "O Mundo segundo a Monsanto", exibido recentemente pela TV franco-alemã Arte, traça a história da principal fabricante de organismos geneticamente modificados (OGM), cujos grãos de soja, milho e algodão se proliferam pelo mundo, apesar dos alertas de ambientalistas. A directora, a francesa Marie-Monique Robin, baseou seu filme - e um livro de mesmo título - na empresa com sede em Saint-Louis (Missouri, EUA), que, em mais de um século de existência, foi fabricante do PCB (pireno), o agente laranja usado como herbicida na guerra do Vietnam, e de hormônios de aumento da produção de leite proibidos na Europa. O documentário destaca os perigos do crescimento exponencial das plantações de transgénicos, que, em 2007, cobriam 100 milhões de hectares, com propriedades genéticas patenteadas em 90% pela Monsanto. A pesquisa durou três anos e a levou aos Estados Unidos e a países como Brasil, Índia, Paraguai e México, comparando as virtudes proclamadas dos OGM com a realidade de camponeses mergulhados pelas dívidas com a multinacional, de moradores das imediações das plantações pessoas que sofrem com problemas de saúde ou de variedades originais de grãos ameaçadas pelas espécies transgénicas. Pode saber mais em: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=y6leaqoN6Ys#!

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 |

FESTIVAL GIACOMETTI

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-14 15:11:05

FESTIVAL GIACOMETTI

FESTIVAL DE HOMENAGEM A MICHEL GIACOMETTI EM FERREIRA DO ALENTEJO – 30 de Maio a 2 de Junho MÚSICA, GASTRONOMIA, ARTES & OFÍCIOS, DANÇA, ANTROPOLOGIA E CINEMA. Este evento anual, acolhe para si desafios culturais ao chamar um espectacular cartaz nacional e internacional de várias expressões contemporâneas, fazendo co-habitar tradição e atitude inovadora. O incontornável etno-musicólogo da salvaguarda da Cultura Popular Portuguesa, Michel Giacometti, oriundo da Córsega, deixou-nos um manancial de documentos fotográficos, sonoros e escritos, assim como uma extraordinária colecção de instrumentos musicais e objectos etnográficos, uma herança patrimonial determinante para o entendimento do contexto social, político e cultural do mundo português arcaico, infelizmente em desintegração.  Este homem tanto nos inspira e nos estimula na preservação da NOSSA TRADIÇÃO.   ………………………………………………………………   AS GUARDIÃS DA ARTE DE TOCAR ADUFE Dia 1 de Junho em Ferreira do Alentejo   Concerto pelas Adufeiras de Monsanto, numa interligação especial da artista Celina da Piedade, que toca também com dois grupos corais femininos de Ferreira do Alentejo e com o seu convidado especial Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés), que invulgarmente vai tocar viola campaniça. O icónico Tim dos Xutos e Pontapés, diz estar encantado de se juntar às Adufeiras de Monsanto, tanto mais que vai ser um momento triunfal pois estarão dois grupos femininos de cante alentejano também em cima do palco.  O grupo das Adufeiras de Monsanto é reconhecido internacionalmente e faz jus às suas raízes nas tradições ancestrais da Aldeia Mais Portuguesa, uma terra rica em lendas ligadas aos rituais da Primavera.  Promovendo o extraordinário património cultural de Monsanto com os seus fatos coloridos, canções e ritmos do adufe, um instrumento feminino por excelência que trespassou contextos religiosos e teve a sua proliferação na Península Ibérica nos séculos XI e XII.  Na sua constituição actual, as Adufeiras de Monsanto, oferecem um autêntico privilégio para os que assistem às suas actuações. A não perder pelas 21:30 na PRAÇA COMENDADOR INFANTE PASSANHA EM FERREIRA DO ALENTEJO.

Ler mais

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-05 14:12:17

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Ler mais

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-02 19:32:20

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

  Rádio Clube de Monsanto há 34 anos ao Serviço do Território da Idanha, no País e no Mundo. “O nosso passado é a nossa MEMÓRIA e o que a nossa MEMÓRIA não guarda nunca ocorreu ainda que tenha ocorrido”.

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-30 14:43:54

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line