Notícias

Concorrente da Áustria ao Festival Eurovisão da Canção 2018 mostra postal de Monsanto-Portugal

Escrito por RCM em 2018-02-07 14:06:11

Concorrente da Áustria ao Festival Eurovisão da Canção 2018 mostra postal de Monsanto-Portugal

Como é já habitual no Festival Eurovisão da Canção, cada um dos artistas participantes no concurso protagoniza um postal, um pequeno vídeo habitualmente transmitido antes da sua actuação, à medida que o palco é preparado para a canção seguinte. Este ano, em que o Festival Eurovisão da Canção se realiza pela primeira vez em Portugal, os postais dos países a concurso serão gravados em Portugal, e irão mostrar algumas das melhores paisagens nacionais, sob o conceito “Welcome to Portugal!”. Cesar Sampson, o artista escolhido este ano pela Áustria para representar o país no concurso musical, foi o primeiro a gravar o seu postal em Portugal e passou os últimos dias em filmagens na aldeia histórica de Monsanto, no município de Idanha-a-Nova. Monsanto é uma aldeia histórica de um encanto singular, que manteve a sua autenticidade ao longo do tempo. Para a sua peculiaridade contribuem dois títulos que lhe foram atribuídos no séc. XX – Aldeia Mais Portuguesa de Portugal, em 1938, e o de Aldeia Histórica em 1995. Ícone turístico da região, Monsanto distingue-se pelas suas características casas em granito e pelo imponente castelo medieval. Para a gravação deste postal da Áustria, um dos cenários escolhidos foi o castelo, um local que nos leva numa autêntica viagem no tempo. Depois de transpor as suas muralhas, uma paisagem surpreendente aguarda por Cesar Sampson e a aldeia enche-se de adrenalina para uma viagem de BTT pela colina abaixo, entre a natureza e os edifícios históricos da aldeia.

ALTICE PORTUGAL LIGA MACIÇO CENTRAL DA SERRA DA ESTRELA POR FIBRA ÓPTICA

Escrito por RCM em 2018-02-07 10:15:28

ALTICE PORTUGAL LIGA MACIÇO CENTRAL DA SERRA DA ESTRELA POR FIBRA ÓPTICA

Seia, Covilhã, Manteigas, Gouveia, Fundão e Oliveira do Hospital e perto de meia centena de freguesias, vão ser ligados através de fibra óptica da Altice Portugal, num “verdadeiro projecto de interesse público”, descreve a operadora numa nota enviada às redacções O investimento “de vários milhões de euros” que vai ligar os seis concelhos do maciço central da Serra da Estrela é classificado como “inédito”, acrescenta a Altice. “Este projecto que, tem agora início, vai criar infraestruturas onde nunca houve, permitindo a ligação destas populações às autoestradas da informação, algo que nunca aconteceu em várias décadas”. O investimento pretende igualmente uma mais-valia na captação de investimento privado e, a médio e longo prazo, na criação de emprego. “Trata-se de uma alavanca para o maior desenvolvimento económico local e regional, com uma preocupação não só com as populações, mas também com o tecido empresarial”, refere a Altice. “Uma aposta da empresa que faz do investimento em zonas de baixa densidade populacional uma prioridade, como são disso exemplo os Call Centers da Guarda, Covilhã e Castelo Branco, na mesma região”.

CONFIRMADA POLUIÇÃO DO TEJO POR PARTE DAS EMPRESAS DE CELULOSE

Escrito por Lusa/RCM em 2018-02-01 10:41:13

CONFIRMADA POLUIÇÃO DO TEJO POR PARTE DAS EMPRESAS DE CELULOSE

O presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) revelou que a carga poluente que afectou o rio Tejo na zona de Abrantes, a 24 de janeiro, teve origem nas descargas da indústria da pasta de papel. Nuno Lacasta que falava na sede do organismo, no Zambujal, concelho da Amadora, explicou que a elevada concentração de carga orgânica resultou de uma conjugação de factores, mas que na próxima semana será avaliada a medida de redução de descargas, determinada pelo Ministério do Ambiente, da fábrica da Celtejo. Em conferência de imprensa, Nuno Lacasta salientou que o rio Tejo "não tem cheias desde maio de 2016" e que 2017 se caracterizou por períodos de temperaturas muito elevadas, com registos de precipitação "abaixo da média", contribuindo para uma redução de caudais. Apesar de se escusar a nomear a empresa que estará na origem do foco de poluição, o presidente da APA reforçou "que as actividades por parte das indústrias de pasta de papel localizadas a montante, nomeadamente do açude de Abrantes, têm um impacto negativo e significativo na qualidade da água no rio Tejo".

MENOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL EM 2017

Escrito por RCM em 2018-01-27 10:25:58

MENOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL EM 2017

A crise dos media em Portugal parece não ter fim. A 31 de Dezembro último estavam registados na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) 2451 órgãos de comunicação social, menos 66 do que no último dia de 2016, quando foi contabilizado um total de 2517 meios. A perda fez-se sentir, sobretudo, do lado das publicações periódicas, onde se integram jornais e revistas, das mais diversas periodicidades. Foram registados menos 62 órgãos de comunicação social deste tipo. Esta área de negócio continua a representar o grosso dos registos que dão entrada no regulador dos media, presidido desde Dezembro pelo Juiz Sebastião Póvoas. Também as empresas jornalísticas enfrentaram um novo revés, com a perda de 31 meios. Já os operadores de radiodifusão, proprietários de rádios, são agora menos quatro. Pelo contrário, num mercado que aposta cada vez mais no digital, assistiu-se a um incremento nos registos de serviços de programas distribuídos exclusivamente pela internet (mais 29) e dos operadores televisivos (mais dois). Referência ainda para o registo de nove operadores de distribuição e uma empresa jornalística - a agência noticiosa Lusa - que mantiveram os números do ano anterior.  

FALECEU O SENHOR DOUTOR MANUEL LEAL FREIRE (1928-2018)

Escrito por RCM em 2018-01-25 17:24:34

FALECEU O SENHOR DOUTOR MANUEL LEAL FREIRE  (1928-2018)

Faleceu na madrugada de ontem, no Porto, o escritor e advogado MANUEL LEAL FREIRE, de 89 anos, natural da Bismula, concelho do Sabugal.   Manuel Leal Freire foi um profundo conhecer das tradições raianas, que registou e perpetuou em livros, artigos, palestras e conferências. Foi um homem ímpar em termos de cultura. Quer em prosa quer em poesia, exprimiu a voz do nosso povo e envolveu-se em causas culturais e sociais de reconhecido valor.   Homem Bom, de grande sabedoria e humor, que nunca esqueceu as suas raízes, um Cidadão nobre no Direito e na Cultura deste país, cujos livros, artigos e outros trabalhos mereciam ser mais conhecidos. 

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 |

FESTIVAL GIACOMETTI

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-14 15:11:05

FESTIVAL GIACOMETTI

FESTIVAL DE HOMENAGEM A MICHEL GIACOMETTI EM FERREIRA DO ALENTEJO – 30 de Maio a 2 de Junho MÚSICA, GASTRONOMIA, ARTES & OFÍCIOS, DANÇA, ANTROPOLOGIA E CINEMA. Este evento anual, acolhe para si desafios culturais ao chamar um espectacular cartaz nacional e internacional de várias expressões contemporâneas, fazendo co-habitar tradição e atitude inovadora. O incontornável etno-musicólogo da salvaguarda da Cultura Popular Portuguesa, Michel Giacometti, oriundo da Córsega, deixou-nos um manancial de documentos fotográficos, sonoros e escritos, assim como uma extraordinária colecção de instrumentos musicais e objectos etnográficos, uma herança patrimonial determinante para o entendimento do contexto social, político e cultural do mundo português arcaico, infelizmente em desintegração.  Este homem tanto nos inspira e nos estimula na preservação da NOSSA TRADIÇÃO.   ………………………………………………………………   AS GUARDIÃS DA ARTE DE TOCAR ADUFE Dia 1 de Junho em Ferreira do Alentejo   Concerto pelas Adufeiras de Monsanto, numa interligação especial da artista Celina da Piedade, que toca também com dois grupos corais femininos de Ferreira do Alentejo e com o seu convidado especial Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés), que invulgarmente vai tocar viola campaniça. O icónico Tim dos Xutos e Pontapés, diz estar encantado de se juntar às Adufeiras de Monsanto, tanto mais que vai ser um momento triunfal pois estarão dois grupos femininos de cante alentejano também em cima do palco.  O grupo das Adufeiras de Monsanto é reconhecido internacionalmente e faz jus às suas raízes nas tradições ancestrais da Aldeia Mais Portuguesa, uma terra rica em lendas ligadas aos rituais da Primavera.  Promovendo o extraordinário património cultural de Monsanto com os seus fatos coloridos, canções e ritmos do adufe, um instrumento feminino por excelência que trespassou contextos religiosos e teve a sua proliferação na Península Ibérica nos séculos XI e XII.  Na sua constituição actual, as Adufeiras de Monsanto, oferecem um autêntico privilégio para os que assistem às suas actuações. A não perder pelas 21:30 na PRAÇA COMENDADOR INFANTE PASSANHA EM FERREIRA DO ALENTEJO.

Ler mais

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-05 14:12:17

FESTIVAL DA FLORES EM ALDEIA DE SANTA MARGARIDA

Ler mais

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

Facebook

Escrito por RCM em 2019-05-02 19:32:20

PÁGINAS DAS HISTÓRIA DA RÁDIO DA PORTUGALIDADE

  Rádio Clube de Monsanto há 34 anos ao Serviço do Território da Idanha, no País e no Mundo. “O nosso passado é a nossa MEMÓRIA e o que a nossa MEMÓRIA não guarda nunca ocorreu ainda que tenha ocorrido”.

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por CMIN em 2019-04-30 14:43:54

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Ler mais

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-04-17 13:01:43

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FERNANDO NAMORA UM TESTEMUNHO DE AFONSO ALMEIDA BRANDÃO     Na sua fase inicial de vida é sabido que ainda chegou a exercer Medicina cerca de um ano. Posteriormente, a sua veia de Escritor falou mais forte e acabaria por escrever vários Livros excepcionais que deixaria a Título Póstumo. Conheci o Fernando Namora nos inícios da Década de 80 Anos, da 2º Metade do Séc. XX.   Ele no Inverno refugiava-se na aldeia do Magoito (localidade a cerca de 10 Km. de Sintra), na Vivenda do dono da Editora das EDIÇÕES 70, para escrever. Chegava a ficar por lá 3 a 4 meses alojado. Vinha à Vila almoçar por volta das 15 horas (sempre no Café Lé) e, à noite, ficava por casa a ver TV, outras vezes a ouvir Música Clássica ou a escrever. Invariavelmente, bebia um Chá acompanhado de uma Torradas. Deitava-se, regra geral, entre as 3 e as 4 horas da madrugada.    Eu e o Eng. Eduardo Silva --- o dono das EDIÇÕES 70, à época --- cedia-lhe a sua Vivenda gratuitamente para ele escrever. Raro era o dia em que nós os três não estávamos juntos. EU vivia no Magoito com a minha ex-Mulher (e que por lá continua) e o Eduardo vinha de Lisboa ao Magoito, todos os dias, e ficava instalado na Residencial Central, do velho Nuro Gulamhussen, um comerciante de nacionalidade indiana, mas naturalizado português há muitos anos.      Estas estadias do Fernando Namora, no Inverno, na Aldeia do Magoito, foram frequentes ao longo de vários anos. A Amizade entre AMBOS (Escritor e Editor) era uma Amizade antiga de tempos de Escola e Meninice). Recordo, com saudade, estes encontros.Já lá vão quase 40 Anos, como o Tempo passa, Meu Deus!   Por vezes EU e o Eduardo íamos visitá-lo à noite. Do Centro da Aldeia e do Café onde estávamos, à casa onde se encontrava o Fernando Namora, eram 600 metros, mais coisa-menos coisa. Aparecíamos de surpresa e ele ficava feliz por nos ver.    Numa certa noite chegou mesmo a desabafar: «Ainda bem que vocês apareceram. Estou sem paciência para escrever, não sai nada de jeito... Vamos comemorar, ouvir música e conversar. A escrita fica para amanhã...». E os três acabávamos, assim, por entrar pela Noite dentro, ao som de música Clássica (na maioria das vezes, com trechos de Chopin), tendo como única companhia uma garrafa de Whisky.Velho -- 12 Anos, um pacote de Bolacha Maria e muita conversa animada e bem disposta.   Ambos já não estão entre nós, infelizmente.Tenho Saudades, imensas Saudades deles e daquele Tempo.  São tempos que não voltam mais... nunca mais... Ficaram "enterrados" no Passado...   Recordo-os, agora e hoje, com os olhos marejados de lágrimas, estes dois bons Amigos Nobres --- e que faziam o favor de me aturar e acolher nos seus convívios e serões inesquecíveis...   Paz à Vossa Alma e até um Dia!   Afonso Almeida Brandão

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line