Livro de Visitas

Assine o Livro de Visitas

Contacte através de:
SEDE
Rua dos Cebolinhos, 6
6060 - 091 MONSANTO IDN
PORTUGAL

Tel.: (+351) 277 314 415 / 418
Fax: (+351) 277 314 254
Tlm: (+351) 96 921 63 05


DELEGAÇÃO EM CASTELO BRANCO
Urbanização Quinta Nova
Rua Mons. Alfredo Serra Magalhães
Lote 6 - 3º Frente
6000-494 Castelo Branco
PORTUGAL

Tlm: (+351) 96 921 63 05

Email: geral@radiomonsanto.pt

Veja quem assinou

VIVA RÁDIO MONSANTO:

Sr. RUI PEDRO FONSECA, é um dos melhores jornalistas em Portugal. Grande contribuinte na DIVULGAÇÃO da Rádio Clube em todo o mundo.
De MONSANTO. Viajero incansáveis. Para a Ásia, Índia, Tailândia, Malásia, Laos, Espanha.
Um repórter solitário, do conhecimento maravilhoso do mundo da comunicação. Parabéns e felicidades a Rádio Clube MONSANTO,
o som popular ao serviço regionalismo Português com música, notícias é a minha Companhia para o meu dia a dia.
En www.viriato-viera.com meu site é dos anos enlace. Desde atrás, eu considerei CLUBE MONSANTO RADIO, um dos melhores embaixadores de PORTUGAL nos cinco continentes.
Don Joaquim Manuel da Fonseca, Director-Geral de MONSANTO Rádio Clube é um dos grandes homens portugueses do nosso tempo. Seu alcance para os valores culturais de Portugal, e acima de tudo, as canções e música em PORTUGUÊS é UNIQUE.
MEU DESEJO DE VOLTAR A ABRAÇAR DON MANUEL DA FONSECA JOAQUIN está vivo há muitos anos, reunidos em FAR com o serviço que FAZ PARA O MUNDO.

UN Abraço,
JOSÉ VIERA GUTIERRÉZ
Cáceres - España



Estimado Amigo ,

Li e gostei do texto elaborado pelo seu Rui Pedro em terras de Timor-Leste. Ele escreve, com sentimento, aquilo que lhe vai na alma e retrata bem aquela gente simples e humilde, onde ainda permanecem os laços de afecto ao povo português.
Curiosa é também a sua descrição sobre o território e céus de Timor... a "via láctea"!
Parabéns!
Um dia pode escrever um livro sobre as suas viagens pela Ásia, dando a conhecer a cultura do Oriente.

Um abraço de amizade
Elias Vaz


Caríssimo Amigo:

Partilho da sua alegria, ao receber de Timor esta excelente reportagem do Rui Pedro Fonseca.
Neste trabalho continua bem visível a observação atenta do repórter e a sua grande capacidade de entendimento da terra e das gentes que observa. Gosto da sua expressividade e do suficiente poder de síntese ao descrever as situações e os
cenários.
Maravilhado com a leitura deste texto tão cheio de beleza interior, mando um abraço de
agradecimento e de felicitações. O Rui merece o melhor futuro.
Manuel Daniel


Texto e fotos que me transportam de imediato aos sons, cheiros e paisagens timorenses. Timor-Leste é lindo, lindo. Obrigada meu amigo pelo seu bonito texto e fotos.
Natália Carrascalão

Vale a pena ler e apreciar as fotos. Um grande abraço para ti Mano.
João Carlos Fonseca


Meu caro amigo:

Acabo de ler o retrato de viagem feito em Timor pelo Rui Pedro Fonseca.
Provavelmente é com emoção redobrada que recorda uma terra onde certamente foi tão feliz quanto o permitiu a juventude.
É para si uma sensação de regresso ao passado com os olhos num futuro sonhado e agora descrito pelo mais comovente relator possível: o olhar do seu filho.

As fotografia são muito bonitas e fico esperançado em que terei um dia a oportunidade de sentir mais de perto esta Peregrinação.

Um abraço
Amadeu Martinho


Caro Amigo e Companheiro:

Acredita que foi com alguma emoção que li este texto sobre Timor.
Eu mesmo estive em Dili também e em Baucau.
Acredita e são várias as vezes que falo às pessoas, de que foi um povo que me deixou saudade, dócil, com uma paisagem invejável, orgulhoso do seu portuguesismo e das suas tradições locais também, que casaram
perfeitamente na herança cultural lusa.
Pena foi que os políticos tivessem estragado tanto do que era a terra e as gentes e " as lágrimas de crocodilo" que muitos andam ainda a carpir serão não de solidariedade para com o povo timorense (não é maubere) para talvez de culpas e culpas que a consciência e a história carregam.

Abraço,
José Domingos


Caro amigo:

Obrigada por partilhar comigo um pedaço do seu Timor e do absolutamente fantástico trabalho do Rui Pedro.

Grande repórter, grande jornalista, que devia estar a trabalhar para um grande jornal, para uma cadeia de televisão ou para uma revista da especialidade.

Tem que insistir com o Rui Pedro para ele mostrar o seu trabalho. É um desperdício não o fazer, ele tem que pelo menos tentar bater a algumas portas. O trabalho do Rui Pedro é tão rico e tão específico que ele vai, com certeza, obter alguma resposta positiva. Tem é que tentar e batalhar por isso.

Um abraço e um beijinho ao Rui
e saudações jornalísticas da colega
Alcina Gomes


Querido Amigo:

Nem imagina a alegria que me deu receber novas de Timor e logo através do seu filho Rui Pedro, um jovem jornalista que é bem um descendente do seu Pai.

Gostei de ler os comentários dele e as dificuldades de movimentação que tem experimentado naquele território, bem como as reacções das pessoas com quem vai falando. Em certos momentos, pareceu-me ler o seu
livro "Comissão em Timor"...
O seu filho tem o dom de descrever muito bem os lugares que visita, como eu já tinha tido ocasião de apreciar.
É muito significativa a fotografia do Cristo Rei, bem como a paisagem maravilhosa recolhida pelo bom fotografo que ele é.

Calculo que, para si, foi agradável e muito reconfortante, por ser dele e por vir daquela terra que é sagrada para todos nós, portugueses.

Com um sincero Bem Haja, vai um abraço de parabéns e de muita amizade.
Manuel Daniel


Meu estimado Amigo e antigo Professor Joaquim Fonseca:

Gostei muito de ler a reportagem da visita a Timor do seu filho Rui Pedro Fonseca.

Um abraço Fraterno do Timorense, que em breve deseja abraçá-lo em Portugal.

José Luís Madeira Valadares
Melbourne - Victória
AUSTRÁLIA

2012-03-28

2012-03-29

MARIA – GLASGOW - FALMOUTH

Eu tenho apreciado o seu trabalho nesta página, vocês estão contribuindo com a escrita e fotos para uma óptima divulgação da vossa terra!
Este site é muito prestável.
Eu sou a Maria, vivo em Glasgow e eu vou ser uma fã desta rádio.
Também vou pedir desculpas pelo meu writting era a única maneira que encontrei para falar com vocês.
Bom dia a todos,
Bye bye
Maria

2012-03-27

JOÃO FRANCISO DUARTE - VILLENEUVE LE ROI


Olá Rádio Monsanto:

Desejo muitos anos de vida á nossa Rádio clube de Monsanto e a todos que nela fazem tão belas emissões, directores e locutores em geral .

Obrigado por nos fazerem reviver momentos de alegria com boa música e recordar velhos tempos. Com o vosso repertório musical tenho muito orgulho de ser Beirão e ser de Castelo Branco, belas origens e de gentes acolhedoras, que saúdo.

Felicidades.

João Francisco Duarte

2012-03-14

SILVÉRIO BRÁS

VILA FRANCA DE XIRA

Olá boa tarde a todo o auditório bem como a todos aqueles que da Rádio Monsanto fazem um meio de não embrutecer e não calar o que nos faz doer cá dentro e nos faz sangrar lentamente.

Adoro escutar a Rádio Clube de Monsanto. Aqui longe faço-o através da Net.

O meu torrão natal, fica situado, algures perdido na vastidão do Alentejo (Salavessa), Niza, situada paredes meias com o Rio Tejo, aonde a desertificação é notória. Os seus filhos abalam em busca de melhor sorte, que nem sempre os mima com tal ventura. Bem cedo os pais meteram malas ás costas e Cebolais de Cima nos recebeu. As industrias de lanifícios eram a menina dos olhos da beira baixa a nível de bem produzir os têxteis, mas como tudo neste pais o destino é um buraco sem fundo aonde pouco a pouco nos vão enterrando, sem fim á vista.
Como o futuro já não passava por ali para estes filhos já cansados rumaram a Lisboa (Vila Franca de Xira) cidade dormitório da grande urbe, sempre na esperança de voltar, mas com o futuro indefinido é cada vez mais difícil voltar.

Na minha aldeia natal o rádio cansado de tantas cantigas reproduzir, que o Albino (PAI) tanto adorava lá continua a debitar por mais velho que esteja vai tocando até que um mal maior possa calar essa voz.

Se vivemos numa democracia como podem alguns tentar extinguir a nossa rádio ???
Saibam que o que eu mais adoro escutar por aqui são realmente os pontos de vista, por vezes acutilantes e bastante incómodos para os senhores do poder, mas verdadeiros.
Não gosto de toda a música que passa, mas afinal a rádio foi feita para todos e não se encontra no panorama nacional rádio igual.
A Rádio Monsanto tem o bom senso de agradar à maioria das pessoas e ao seu povo simples e humilde e que não tem voz.

Aos domingos o programa para as crianças é delicioso. Quem se preocupa nas outras rádios com estas pessoas de palmo e meio ???

BEM-HAJAM por existirem e que os pontos de vista nunca acabem, por maior vontade que a mordaça tenha em querer calar os seus autores só porque chateiam os nossos (des)governantes.

Um abraço,

Silvério Brás

2012-02-17

MANUEL DANIEL – Vila Nova de Foz Côa


Bom Amigo:

Bem haja por me ter dado noticia da publicação ROTA DOS CASTELOS, que muito apreciei.

Estou convencido de que, paralelamente à linha de fronteira, do lado português, existe uma invisível espinha dorsal que nos integra, irmana e abraça.

De Miranda a Marvão, montanhas e vales, ar e água, aromas e costumes, tudo tem a mesma raiz - a raiz das raízes - deste Portugal profundo e eterno.

Parabéns a Monsanto por ser uma dessas belas jóias.

Sem dúvida nenhuma, Monsanto é um poema épico sobre o povo português, escrito no mais autêntico granito beirão.

Obrigado!

Um bom Domingo... e aquele abraço da nossa velha amizade.

Manuel Daniel

2012-01-15

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 |

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-03 10:10:07

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

  A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, aprovou a proposta de orçamento para 2019, no valor de 24 milhões de euros, mais dois milhões face ao orçamento deste ano, foi hoje anunciado. O orçamento foi aprovado por maioria pelo executivo de maioria socialista, com o voto contra do vereador do PSD. Segundo o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, o orçamento para 2019 reflecte o investimento na captação de programas comunitários que o executivo conseguiu durante este ano. "2019 será um ano de muita exigência para a concretização dos projectos que temos em curso, nomeadamente no âmbito da economia verde e na afirmação de Idanha-a-Nova como biorregião", disse. O autarca adianta que vai ser um orçamento de continuidade e de afirmação da estratégia definida pelo município em áreas como a social ou a economia, com destaque para sectores como a educação, saúde e habitação. "Estamos apostados na captação de empresas inovadoras no sentido de criar mais riqueza e emprego e trazer e fixar mais famílias para o concelho", sustentou. Armindo Jacinto sublinha ainda o "forte investimento" que vai ser feito na habitação, sobretudo com a implementação de planos de acção para a reabilitação urbana em todas as freguesias de Idanha-a-Nova e não apenas na sede de concelho.  

Ler mais

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-29 15:15:28

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÓS, COMO RÁDIO LOCAL, NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO. ................................................................................................. Queremos tão só e apenas que não nos castiguem com taxas e taxinhas, e cada dia com mais e mais exigências, inadmissíveis e absolutamente injustificadas. Até porque prestamos um SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA.   A Rádio Clube de Monsanto – A VOZ DA PORTUGALIDADE - tem um historial de 33 anos de sobrevivências com as maiores dificuldades financeiras e graves carências de recursos humanos. Simplesmente porque teimamos em resistir neste interior profundo e abandonado pelos mandantes do poder nacional e local. Estamos também a pagar o preço de sempre ter querido estar ao lado dos mais humildes, dos que lutam pela liberdade e pelos seus elementares direitos a uma digna vivência social. A liberdade é muito bonita…mas tem-nos dado muitas chatices. Mas queremos continuar a ser livres. Só não sabemos até quando temos forças para nos aguentar nesta dura batalha. Mas duma coisa temos a certeza: SÓ CAIREMOS DE PÉ. E se verdadeiramente quer ajudar a Comunicação Social, senhor Presidente da República, faça chegar este nosso angustiante apelo ao Governo que o senhor Professor Marcelo Rebelo de Sousa “teima em trazer ao colo”, com todo o devido respeito que nos merece o Supremo Magistrado da Nação.

Ler mais

O MADEIRO EM PENAMACOR

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-22 09:36:09

O MADEIRO EM PENAMACOR

  Recorde-se o Penamacor Vila Madeiro ganhou fama de ser o maior do país. Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar unem-se para cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira para aquecer o Menino Jesus. O grande monte de madeira, depositado no adro da igreja, é ateado ao cair da noite do dia 24, à excepção de Penamacor, que arde de 23 para 24, e mantém-se aceso durante vários dias. Depois da ceia de Natal, a população reúne-se em redor da fogueira, num gesto ritual de fraterno encontro. Em Penamacor, a chegada do Madeiro tem data marcada e o acto assume foros de festividade. De facto, no dia 8 de Dezembro, a população acorre generosamente à rua para saudar o cortejo de tractores e reboques, em número que procura sempre bater o antecedente, onde os jovens do ano, dantes só os rapazes e agora também as raparigas, empoleirados nos troncos, atiram à rebatina os frutos do ramo de laranjeira que a praxe manda trazer, cantando acompanhados à concertina.      

Ler mais

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR 2018 POR TERRAS DE IDANHA

Facebook

Escrito por CMIN em 2018-11-14 18:32:30

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR  2018 POR TERRAS DE IDANHA

A sexta edição do Fora do Lugar volta a "ocupar" Idanha-a-Nova - UNESCO Cidade Criativa da Música - de 23 de Novembro a 8 de Dezembro de 2018 - com música, histórias, passeios, desenho, viagens, conversa, troca e aprendizagem, bagagem de cá e de lá e descoberta no "lugar mais bonito do mundo"! Resultado da parceria entre a Arte das Musas e o Município de Idanha-a-Nova (e com o apoio do Ministério da Cultura e da Direcção Geral das Artes), este Festival assume-se como uma proposta do mundo rural virado para o país, para a Península Ibérica e para a Europa.  Com a direcção artística de Filipe Faria, o Fora do Lugar – Festival Internacional de Músicas Antigas é hoje um dos projectos culturais mais relevantes na área da música no país. Pondo em diálogo diferentes formas e tempos da música desafia a uma atitude perante as músicas antigas, e aborda, de um forma inovadora, os diálogos decorrentes dos conceitos binómios de erudito/popular e antigo/contemporâneo.   

Ler mais

RECITAIS DA PIANISTA MARIA JOÃO PIRES

Facebook

Escrito por DN/LUSA em 2018-10-27 18:16:40

RECITAIS DA PIANISTA MARIA JOÃO PIRES

A pianista portuguesa fará dois recitais em Dezembro no Centro de Artes de Belgais, um espaço cultural criado pela artista no distrito de Castelo Branco e que foi recentemente renovado e reactivado.   A informação dos recitais, marcados para 14 e 15 de Dezembro, consta da página oficial do Centro de Artes de Belgais, uma propriedade rural em Escalos de Baixo (Castelo Branco) onde anteriormente funcionou o Centro Belgais para o Estudo das Artes, fundado por Maria João Pires. Criado em 1999 como um projecto educativo, pedagógico e cultural, com impacto na região e que chegou a ter o apoio do Ministério da Educação, o Centro Belgais para o Estudo das Artes encerrou em 2009 alegando na altura uma "difícil situação económico-financeira". Quase uma década depois, o projecto cultural de Maria João Pires foi renovado e reactivado como Centro de Artes de Belgais, disponibilizando-se retiros musicais, espaço para actuações e oficinas de música. Há ainda uma valência de alojamento e de produção de azeite, como se lê na página oficial. Contactado pela agência Lusa, o administrador do Centro de Artes de Belgais, Vítor Dias, explicou que em 2009 o projecto "havia encerrado devido à ocupada agenda de Maria João Pires". "Com imensos concertos por todo mundo não tinha tempo para tantas responsabilidades tendo que optar pelo encerramento temporário. Actualmente a situação permite que o Centro volte de novo ao seu pleno", referiu, sem especificar há quanto tempo o centro foi reactivado. Em 2010, pouco depois do encerramento do anterior projecto, Maria João Pires afirmava, em diferentes entrevistas para a imprensa estrangeira, que iria avançar com um projecto social semelhante no Brasil, país onde pediu dupla nacionalidade. Ao longo da última década, a pianista admitiu algum cansaço e intenção de se retirar dos palcos, embora tenha feito algumas actuações, sobretudo fora de Portugal. Além dos dois recitais em Dezembro em Belgais, nos quais irá tocar composições de Mozart e Chopin para uma audiência de 125 pessoas, Maria João Pires mantém, para 2019, o concerto a 22 de Fevereiro no Palau de La Musica, em Barcelona.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line