Livro de Visitas

Assine o Livro de Visitas

Contacte através de:
SEDE
Rua dos Cebolinhos, 6
6060 - 091 MONSANTO IDN
PORTUGAL

Tel.: (+351) 277 314 415 / 418
Fax: (+351) 277 314 254
Tlm: (+351) 96 921 63 05


DELEGAÇÃO EM CASTELO BRANCO
Urbanização Quinta Nova
Rua Mons. Alfredo Serra Magalhães
Lote 6 - 3º Frente
6000-494 Castelo Branco
PORTUGAL

Tlm: (+351) 96 921 63 05

Email: geral@radiomonsanto.pt

Veja quem assinou

MARINA BATISTA – CASTELO BRANCO

Professor Fonseca,

Obrigado por ter partilhado esta entrevista na TVI.
Felicito-o por tudo.
Realmente é um grande exemplo para todos, principalmente para os jovens e sobretudo para mim.
O Professor Fonseca dá-nos força e esperança a todos, pois vemos em si um exemplo a seguir nestes tempos tão difíceis, pela sua paixão e luta constante pelos seus ideais.

Obrigado.
Marina

2012-05-04

LUÍS RAPOSO - LISBOA


Muito bonito e comovente esta sua entrevista na TVI.

É assim que se faz um País.
Com gente combativa e boa.

Parabéns !

Luís Raposo

2012-05-04

ANTÓNIO MENDES DO CARMO – ALVIDE - CASCAIS


Caro Senhor Joaquim Fonseca

Gostei muito da sua entrevista na TVI.
E já reenviei para alguns Amigos.
Eu sou de Monforte da Beira, fui para Lisboa aos 14 anos (em 1958) trabalhar numa taberna e depois fui melhorando e estudando à noite e tirei Economia, no ISEG.
Entretanto, como todos do meu tempo, estive em Angola na tropa.
Tive uma boa Escola de vida, felizmente!
Mantive sempre uma forte ligação à terra, onde passava sempre as minhas férias, quando tinha.
Hoje, com quase 68 anos, estou reformado e passo, alternadamente, uma semana aqui na terra e outra em Alvide, Cascais, onde vivo há 37 anos.
Finalmente, tenho uma vida óptima: sou detentor dum Bem (muito) escasso, que é o tempo. E como “o que determina o valor de um bem é a sua escassez”, então, sou uma pessoa rica!
Eu devia ter começado por dizer que gosto muito da Rádio Monsanto. É, aliás, o único posto que ouço! Aqui na minha casa, tenho um rádio 24 horas por dia ligadoà Rádio Monsanto. Quando não estou cá, fica para os 6 cães que tenho aqui ouvirem no quintal!
Quando venho para Monforte, logo em Niza já estou à procura de apanhar a Rádio Monsanto!
Também gosto muito das suas notas/crónicas. São sempre muito oportunas, objectivas e isentas! Parabéns pelo seu jeito de escrever e falar e pela sua coragem!
Penso que já me alonguei muito para o seu tempo escasso.
Um dia destes faço aí uma visita para o conhecer pessoalmente, se não for abuso, claro.
Aceite os meus cumprimentos e Bem Haja pelo seu trabalho em prol da Rádio e da Cultura da nossa Gente!

António Mendes do Carmo
Monforte da Beira
(Monsanto fica aqui em frente e vê-se bem da minha casa)


2012-05-04

ANTÓNIO DE ALMEIDA SERRANO – PALMELA

De visita à Família, ausente no Estrangeiro, de onde acabo de regressar, deixei passar a oportunidade de o ouvir, ao vivo na televisão.
No entanto, a modernidade tem destas coisas e, a destempo, ainda pude segui-lo por este vídeo da TVI. Parabéns por estes magníficos minutos.
Bem haja por todo o Bem que faz. Que nos faz. Ao nosso Povo. À nossa Beira. A Portugal. Ao Mundo.

Abraço cordial com votos de felicidades.
António Serrano

2012-05-03

JOSÉ MANUEL GONÇALVES SILVA – PANAMÁ



Para termos uma obra prima, o importante não é somente ter o material, mas sim o artista.

Gostei muito da sua da entrevista na TVI.

Formidável!
Grande homem!
Os meus parabéns,

José Manuel

2012-05-01

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 |

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-31 16:34:21

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

  Sendo a radiodifusão um serviço cultural de interesse público não tem merecido o devido reconhecimento pelo Estado Português, sendo até praticamente ignorado nos últimos anos.  Poderá dizer-se numa óptica optimista que o sector está estabilizado, mas também não será incorrecto afirmar que ele se encontra estagnado. É bom ter a noção da realidade. O Estado parece apostado na “morte lenta” das micro e pequenas empresas, onde se incluem a maioria das rádios portuguesas. Foi, aliás, aproveitando as leis desfavoráveis para as rádios, mas altamente benéficas para os representantes do direito de autor e direitos conexos, que a PassMúsica desencadeou uma ofensiva perante as rádios locais para além de tudo o que é razoável. Continua a ser correcto e actual afirmar-se que as rádios locais se encontram confrontadas com quatro grandes ameaças: 1. Ofensiva da PassMúsica, referente aos direitos conexos; 2. Constrangimentos causados pelo Estado, nomeadamente, excesso de regulamentação, regulação e fiscalização; 3. Dificuldades de mercado, causadas pela crise económica, sem perspécticas de regressão; 4. Concorrência de novos meios tecnológicos, através da internet. A Rádio Clube de Monsanto desde sempre tem sobrevivido com graves dificuldades financeiras e carência de recursos humanos, próprias duma aldeia do interior profundo. Esperamos que no Novo Ano de 2019 a situação melhore um pouquinho…para podermos comemorar os 34 anos ao serviço do Regionalismo e da Música Portuguesa, na sua companhia amiga. Vamos resistir enquanto tivermos forças, em homenagem e preito de reconhecimento ao nosso fiel auditório, que muito nos tem ajudado desde 1985. Bem hajam e votos de excelente Ano Novo, sobretudo com saúde, paz, esperança e luz, não esquecendo as comunidades da diáspora, que nos acompanham, em todo o mundo, através do nosso site www.radiomonsanto.pt já com 9.397.034 de visitas.  

Ler mais

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-03 10:10:07

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

  A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, aprovou a proposta de orçamento para 2019, no valor de 24 milhões de euros, mais dois milhões face ao orçamento deste ano, foi hoje anunciado. O orçamento foi aprovado por maioria pelo executivo de maioria socialista, com o voto contra do vereador do PSD. Segundo o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, o orçamento para 2019 reflecte o investimento na captação de programas comunitários que o executivo conseguiu durante este ano. "2019 será um ano de muita exigência para a concretização dos projectos que temos em curso, nomeadamente no âmbito da economia verde e na afirmação de Idanha-a-Nova como biorregião", disse. O autarca adianta que vai ser um orçamento de continuidade e de afirmação da estratégia definida pelo município em áreas como a social ou a economia, com destaque para sectores como a educação, saúde e habitação. "Estamos apostados na captação de empresas inovadoras no sentido de criar mais riqueza e emprego e trazer e fixar mais famílias para o concelho", sustentou. Armindo Jacinto sublinha ainda o "forte investimento" que vai ser feito na habitação, sobretudo com a implementação de planos de acção para a reabilitação urbana em todas as freguesias de Idanha-a-Nova e não apenas na sede de concelho.  

Ler mais

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-29 15:15:28

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÓS, COMO RÁDIO LOCAL, NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO. ................................................................................................. Queremos tão só e apenas que não nos castiguem com taxas e taxinhas, e cada dia com mais e mais exigências, inadmissíveis e absolutamente injustificadas. Até porque prestamos um SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA.   A Rádio Clube de Monsanto – A VOZ DA PORTUGALIDADE - tem um historial de 33 anos de sobrevivências com as maiores dificuldades financeiras e graves carências de recursos humanos. Simplesmente porque teimamos em resistir neste interior profundo e abandonado pelos mandantes do poder nacional e local. Estamos também a pagar o preço de sempre ter querido estar ao lado dos mais humildes, dos que lutam pela liberdade e pelos seus elementares direitos a uma digna vivência social. A liberdade é muito bonita…mas tem-nos dado muitas chatices. Mas queremos continuar a ser livres. Só não sabemos até quando temos forças para nos aguentar nesta dura batalha. Mas duma coisa temos a certeza: SÓ CAIREMOS DE PÉ. E se verdadeiramente quer ajudar a Comunicação Social, senhor Presidente da República, faça chegar este nosso angustiante apelo ao Governo que o senhor Professor Marcelo Rebelo de Sousa “teima em trazer ao colo”, com todo o devido respeito que nos merece o Supremo Magistrado da Nação.

Ler mais

O MADEIRO EM PENAMACOR

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-22 09:36:09

O MADEIRO EM PENAMACOR

  Recorde-se o Penamacor Vila Madeiro ganhou fama de ser o maior do país. Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar unem-se para cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira para aquecer o Menino Jesus. O grande monte de madeira, depositado no adro da igreja, é ateado ao cair da noite do dia 24, à excepção de Penamacor, que arde de 23 para 24, e mantém-se aceso durante vários dias. Depois da ceia de Natal, a população reúne-se em redor da fogueira, num gesto ritual de fraterno encontro. Em Penamacor, a chegada do Madeiro tem data marcada e o acto assume foros de festividade. De facto, no dia 8 de Dezembro, a população acorre generosamente à rua para saudar o cortejo de tractores e reboques, em número que procura sempre bater o antecedente, onde os jovens do ano, dantes só os rapazes e agora também as raparigas, empoleirados nos troncos, atiram à rebatina os frutos do ramo de laranjeira que a praxe manda trazer, cantando acompanhados à concertina.      

Ler mais

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR 2018 POR TERRAS DE IDANHA

Facebook

Escrito por CMIN em 2018-11-14 18:32:30

7º FESTIVAL FORA DO LUGAR  2018 POR TERRAS DE IDANHA

A sexta edição do Fora do Lugar volta a "ocupar" Idanha-a-Nova - UNESCO Cidade Criativa da Música - de 23 de Novembro a 8 de Dezembro de 2018 - com música, histórias, passeios, desenho, viagens, conversa, troca e aprendizagem, bagagem de cá e de lá e descoberta no "lugar mais bonito do mundo"! Resultado da parceria entre a Arte das Musas e o Município de Idanha-a-Nova (e com o apoio do Ministério da Cultura e da Direcção Geral das Artes), este Festival assume-se como uma proposta do mundo rural virado para o país, para a Península Ibérica e para a Europa.  Com a direcção artística de Filipe Faria, o Fora do Lugar – Festival Internacional de Músicas Antigas é hoje um dos projectos culturais mais relevantes na área da música no país. Pondo em diálogo diferentes formas e tempos da música desafia a uma atitude perante as músicas antigas, e aborda, de um forma inovadora, os diálogos decorrentes dos conceitos binómios de erudito/popular e antigo/contemporâneo.   

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line