Galeria de Fotografias

Marcos de uma Vida

Dedicada à Rádio, ao Ensino e à Comunidade

  • Joaquim Fonseca nasceu na Vila de Mêda, no distrito da Guarda, em 1 de Fevereiro de 1945, no seio de uma família humilde e numerosa.
  • Joaquim Fonseca deu os seus primeiros passos na "arte de bem dizer" na peça poética de Manuel Daniel, representada na Vila Medense, no Verão de 1959.
  • Joaquim Fonseca sentiu a sua primeira grande atracção pelos microfones nas férias de verão do  ano de 1959.
  • Joaquim Fonseca aos microfones da Estação Emissora CSB 21 -  Rádio Altitude da Guarda, no ano de 1964.
  • Joaquim Fonseca apaixonou-se por Monsanto, a Aldeia Mais Portuguesa, em 1965.
  • O senhor Presidente da República, Almirante Américo Thomaz, ladeado por Joaquim Fonseca, durante a visita aos jovens da ONMP que assistiram à inauguração da Ponte Salazar, no dia 6 de Agosto de 1966.
  • Joaquim Fonseca na estrada de Baguia, em comissão de serviço militar na Província Ultramarina do então Timor Português, em Agosto de 1969.
  • Joaquim Fonseca nos estúdios da Emissora Oficial de Timor, na cidade de Dili (1970).
  • Joaquim Fonseca em provas no Estádio Nacional, na Cruz Quebrada, para ingresso no ISEF, em 1971.
  • Joaquim Fonseca encontrou em Monsanto a jovem da sua vida.
  • Maria Amélia e Joaquim Fonseca casaram e vivem na "Aldeia Mais Portuguesa" (1972).
  • Joaquim Fonseca promoveu, em 1982, o II Festival Nacional de Folclore, para angariação de fundos para o Lar da Terceira Idade de Monsanto, construído, anos depois, precisamente no mesmo local do palco.
  • Joaquim Fonseca ofereceu uma lembrança ao senhor Presidente da República, General Ramalho Eanes, em visita a Monsanto no ano de 1983. Na foto o Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Joaquim Morão.
  • O Senhor Ministro da Educação, Professor Dr. José Augusto Seabra e o Prof. Joaquim Fonseca, na cerimónia de inauguração das novas instalações da Escola Preparatória e Secundária de Penamacor, em 24 de Março de 1984.
  • O Prof. Joaquim Fonseca no seu gabinete de Presidente do Conselho Directivo da recém inaugurada Escola C+S de Penamacor (1984).
  • Joaquim Fonseca no primeiro estúdio da RCM (1985).
  • Joaquim Fonseca  e a locutora Maria Helena no segundo estúdio da RCM (1987).
  • Joaquim Fonseca nos novos estúdios da RCM (1990).
  • Joaquim Fonseca no Centro de Emissão da RCM no cabeço do Castelo de Monsanto (1990).
  • O senhor Primeiro Ministro, Professor Dr. Aníbal Cavaco Silva recebeu uma lembrança de Joaquim Fonseca, Director da RCM (Verão de 1992).
  • Joaquim Fonseca , Director Executivo da Rádio Clube de Monsanto ( 2007).
  • Joaquim Fonseca actualiza a página da Internet www.radiomonsanto.pt (2007).
  •  O senhor Presidente da República inaugurou a exposição de homenagem ao Pintor Mestre José Manuel Soares.
  • O senhor Presidente da República, Professor Dr. Aníbal Cavaco Silva, em conversa com D. Ângela Vimonte,  esposa do Pintor Mestre José Manuel Soares e com Joaquim Fonseca, no dia 27 de Novembro de 2008.
  • O senhor Presidente da República foi sensibilizado por Joaquim Fonseca para o valioso espólio artístico do consagrado Pintor Mestre José Manuel Soares, avaliado em cerca de dois milhões de euros.
  • O senhor Presidente da República, o Presidente do Município de Mêda e Joaquim Fonseca, na inauguração da exposição de obras de arte do Pintor Mestre José Manuel Soares, no dia 27 de Novembro de 2008.
  • O senhor Presidente da República, esposa, Joaquim Fonseca e comitiva na exposição de homenagem ao Pintor Mestre José Manuel Soares, no dia 27 de Novembro de 2008, na Casa Municipal da Cultura da cidade de Mêda.
  • O senhor Presidente da República assinou o Livro de Honra da exposição de homenagem ao Pintor Mestre Soares, na Casa Municipal da Cultura de Mêda, sob o olhar interessado de D. Ângela Vimonte e de Joaquim Fonseca.

Nome: JOAQUIM MANUEL DA FONSECA
Data de Nascimento: 01/02/1945
Naturalidade: MÊDA
Distrito: GUARDA
Estado Civil: CASADO, com dois filhos.
Formado em: EDUCAÇÃO FÍSICA PELO I.S.E.F. (ex-Instituto Superior de Educação Física de Lisboa).

- Fez os estudos secundários na cidade da Guarda.
- Foi Locutor- Produtor na Rádio Altitude da Guarda, durante quinze anos.
- De1969 a 1971, foi Adjunto do Director da Emissora de Radiodifusão de Timor, em Díli e com funções de Produtor, Realizador e Locutor.
- Redactor (e Chefe de Redacção-interino) do jornal semanário militar "A Província de Timor", editado pelo (CTIT) Comando Territorial Independente de Timor.
- Professor da Escola Industrial e Comercial “Prof. Silva Cunha” de Díli, onde dirigiu o Centro de Actividades Circum-Escolares e fundou o    jornal quinzenário "Em Frente".
- Colaborou nos jornais semanários Timorenses "A Voz de Timor" e "A Seara".
- Foi correspondente da Emissora Nacional  na cidade de Díli (Timor Português).
- De Timor enviou, semanalmente, para publicação na Metrópole - em vários jornais e revistas - temas diversos, visando a divulgação Luso-Timorense, o mesmo fazendo com a transmissão de programas radiofónicos, quinzenais, na Rádio Altitude da Guarda, Estação Rádio da Madeira e Emissora Oficial de Macau.
- Em 1971, de regresso à Metrópole, foi docente na Escola Preparatória da Guarda, reatando, paralelamente, a sua colaboração na Rádio Altitude.
- Em 1976 publica o livro "Comissão em Timor", a favor da causa do povo Timorense (esgoatdo).
- Em 1979/80 faz o Estágio Clássico e Profissional na Escola Preparatória Afonso de Paiva, na cidade de Castelo Branco.
- Em 1979 é eleito Vereador da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, pela Aliança Democrática, tendo-lhe sido atribuído o Pelouro da Assistência e Assuntos Sociais.
- Em 1980/81 é colocado na Escola Preparatória de Penamacor, como Professor Profissionalizado (no ano seguinte é nomeado Professor Efectivo da Escola Preparatória de Idanha-a-Nova).
- Em 1980/81 é nomeado, pelo Ministério da Educação, Presidente do Conselho Directivo da Escola Preparatória de Penamacor (depois eleito entre 1981/1986).
- Em 1986/87 é eleito Presidente do Conselho Directivo da Escola C+S de Penamacor, desempenhando, simultaneamente, as funções de Presidente do Conselho Pedagógico e do Conselho Administrativo, mantendo-se no desempenho dessas funções até ao dia 31 de Julho de 1991. 
Curso de Formadores do "Projecto Vida" promovido em Lisboa pelos Ministérios da Justiça e da Educação, em Outubro de 1988.
- É eleito, como independente apoiado pelo PSD, para a Assembleia de Freguesia de Monsanto, em 17 de Dezembro de 1989.
- Por despacho de 18/09/1995, da Direcção da CGA, foi-lhe reconhecido o direito à aposentação de Professor do Quadro de Nomeação Definitiva da Escola Preparatória e Secundária de Penamacor.
- Colaborador do Programa de Folclore "Portugal de Norte a Sul", de Guilherme Nuno, que se transmitiu em Rádio Altitude da Guarda.
- Dinamizador folclórico desde 1962. Foi membro do Rancho Folclórico do Centro Cultural da Guarda.
- Delegado da revista mensal "Folclore", editada pelo Padre Joaquim Adelino Rodrigues.
- Presidente da Comissão Cultural e Educativa da Casa do Povo de Monsanto de 1976 a 1978.
- Publica o livro "Monsanto 1938 - 1978" (esgotado).
- Dinamizador e organizador da deslocação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Monsanto ao XII Festival Internacional de Folclore da Jugoslávia (Zagreb), em 1977.
- Distinguido com a Medalha de Ouro da Federação do Folclore Português, em 1978.
- Presidente da Direcção do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Monsanto de 1979 a 1990.
- Membro do Conselho Técnico Regional da Federação do Folclore Português de 1976 a 1990.
- Dinamizador e organizador de diversos torneios de Jogos Tradicionais, exposições de fotografias de 1938, de trajos regionais e de artesanato Monsantino.
- Presidente de Direcção da Casa do Povo de Monsanto desde 1984 a 2010.
- Foi Secretário da Direcção da Associação Distrital das Casas do Povo de Castelo Branco (1985/86).
- Organizou e dinamizou os Festivais Nacionais de Folclore de Monsanto em 1978, 1982, 1984,1986 e 1988, como Presidente da     Comissão, integrando Ranchos Folclóricos do Minho ao Algarve.
- Em 1984 é co-fundador da Associação de Radioamadores da Beira Interior, com sede na cidade de Castelo Branco.
- Em 1984 é eleito Presidente da Direcção da Associação de Radioamadores da Beira Interior.
- Em 1985 funda a Rádio Clube de Monsanto, CRL para a defesa e a promoção da Música Portuguesa e dos valores tradicionais.
- Presidente da Direcção da Rádio Clube de Monsanto de 1985 a 2004.
- É convidado, por João David Nunes, a participar no III Congresso Português das Comunicações, realizado no Fórum Picoas, em Lisboa, de 14 a 16 de Novembro de 1990, apresentando a comunicação "A Rádio Local na defesa da identidade de um povo".
- Possui, em gravação magnética, numerosas entrevistas radiofónicas feitas, por si, a entidades e individualidades da vida política e cultural, como: os escritores Dr. Fernando Namora, Odette de Saint Maurice, Dr. Fernando Reis, o Pintor Mestre José Manuel Soares, o actor Fernando Curado Ribeiro, diversos Presidentes de Câmaras Municipais do distrito de Castelo Branco, o Dr. Mário Soares, o Professor Doutor Aníbal Cavaco Silva, o Eng.º Eurico de Melo, o Professor Doutor José Hermano Saraiva, o Dr. Arons de Carvalho, o Director do Teatro S. João e encenador Dr. Ricardo Pais, o locutor da RPT Henrique Mendes, etc.
- Colaborador dos jornais “Luz da Beira”, “Correio da Beira”, “A Guarda”, “Raiano”, “Reconquista”, “Notícias da Covilhã”, etc.
- Dinamizador e organizador responsável pelos diversos convívios e festas de aniversário da Rádio Clube de Monsanto (em Alpedrinha, Monsanto, Teixoso, Marvão, Covilhã, etc.).
- Director Executivo das “Adufeiras de Monsanto”, de 1996 a 2010.
- Co-Fundador, em 2002, da Sociedade “Monsantorádio”- Rádio Clube de Monsanto, Unipessoal, Limitada, sendo nomeado seu Director Executivo.
- Em 2003 adquire a totalidade da quota da Sociedade “Monsantorádio”, ficando seu sócio único e Administrador Executivo, com a competente autorização prévia da Alta Autoridade para a Comunicação Social e do Instituto da Comunicação Social.

FEIRA RAIANA EM IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2019-03-20 13:02:51

FEIRA RAIANA EM IDANHA-A-NOVA

IADNHA-A-NOVA ACOLHE MAIS UMA EDIÇÃO DA FEIRA RAIANA

Ler mais

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-31 16:34:21

NOVO ANO – MELHORES DIAS PARA AS RÁDIOS LOCAIS?

  Sendo a radiodifusão um serviço cultural de interesse público não tem merecido o devido reconhecimento pelo Estado Português, sendo até praticamente ignorado nos últimos anos.  Poderá dizer-se numa óptica optimista que o sector está estabilizado, mas também não será incorrecto afirmar que ele se encontra estagnado. É bom ter a noção da realidade. O Estado parece apostado na “morte lenta” das micro e pequenas empresas, onde se incluem a maioria das rádios portuguesas. Foi, aliás, aproveitando as leis desfavoráveis para as rádios, mas altamente benéficas para os representantes do direito de autor e direitos conexos, que a PassMúsica desencadeou uma ofensiva perante as rádios locais para além de tudo o que é razoável. Continua a ser correcto e actual afirmar-se que as rádios locais se encontram confrontadas com quatro grandes ameaças: 1. Ofensiva da PassMúsica, referente aos direitos conexos; 2. Constrangimentos causados pelo Estado, nomeadamente, excesso de regulamentação, regulação e fiscalização; 3. Dificuldades de mercado, causadas pela crise económica, sem perspécticas de regressão; 4. Concorrência de novos meios tecnológicos, através da internet. A Rádio Clube de Monsanto desde sempre tem sobrevivido com graves dificuldades financeiras e carência de recursos humanos, próprias duma aldeia do interior profundo. Esperamos que no Novo Ano de 2019 a situação melhore um pouquinho…para podermos comemorar os 34 anos ao serviço do Regionalismo e da Música Portuguesa, na sua companhia amiga. Vamos resistir enquanto tivermos forças, em homenagem e preito de reconhecimento ao nosso fiel auditório, que muito nos tem ajudado desde 1985. Bem hajam e votos de excelente Ano Novo, sobretudo com saúde, paz, esperança e luz, não esquecendo as comunidades da diáspora, que nos acompanham, em todo o mundo, através do nosso site www.radiomonsanto.pt já com 9.397.034 de visitas.  

Ler mais

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

Facebook

Escrito por RCM em 2018-12-03 10:10:07

IDANHA APROVA ORÇAMENTO DE 24 MILHÕES PARA 2019

  A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, aprovou a proposta de orçamento para 2019, no valor de 24 milhões de euros, mais dois milhões face ao orçamento deste ano, foi hoje anunciado. O orçamento foi aprovado por maioria pelo executivo de maioria socialista, com o voto contra do vereador do PSD. Segundo o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, o orçamento para 2019 reflecte o investimento na captação de programas comunitários que o executivo conseguiu durante este ano. "2019 será um ano de muita exigência para a concretização dos projectos que temos em curso, nomeadamente no âmbito da economia verde e na afirmação de Idanha-a-Nova como biorregião", disse. O autarca adianta que vai ser um orçamento de continuidade e de afirmação da estratégia definida pelo município em áreas como a social ou a economia, com destaque para sectores como a educação, saúde e habitação. "Estamos apostados na captação de empresas inovadoras no sentido de criar mais riqueza e emprego e trazer e fixar mais famílias para o concelho", sustentou. Armindo Jacinto sublinha ainda o "forte investimento" que vai ser feito na habitação, sobretudo com a implementação de planos de acção para a reabilitação urbana em todas as freguesias de Idanha-a-Nova e não apenas na sede de concelho.  

Ler mais

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-29 15:15:28

NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO.

SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÓS, COMO RÁDIO LOCAL, NÃO QUEREMOS SUBSÍDIOS DO ESTADO. ................................................................................................. Queremos tão só e apenas que não nos castiguem com taxas e taxinhas, e cada dia com mais e mais exigências, inadmissíveis e absolutamente injustificadas. Até porque prestamos um SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA.   A Rádio Clube de Monsanto – A VOZ DA PORTUGALIDADE - tem um historial de 33 anos de sobrevivências com as maiores dificuldades financeiras e graves carências de recursos humanos. Simplesmente porque teimamos em resistir neste interior profundo e abandonado pelos mandantes do poder nacional e local. Estamos também a pagar o preço de sempre ter querido estar ao lado dos mais humildes, dos que lutam pela liberdade e pelos seus elementares direitos a uma digna vivência social. A liberdade é muito bonita…mas tem-nos dado muitas chatices. Mas queremos continuar a ser livres. Só não sabemos até quando temos forças para nos aguentar nesta dura batalha. Mas duma coisa temos a certeza: SÓ CAIREMOS DE PÉ. E se verdadeiramente quer ajudar a Comunicação Social, senhor Presidente da República, faça chegar este nosso angustiante apelo ao Governo que o senhor Professor Marcelo Rebelo de Sousa “teima em trazer ao colo”, com todo o devido respeito que nos merece o Supremo Magistrado da Nação.

Ler mais

O MADEIRO EM PENAMACOR

Facebook

Escrito por RCM em 2018-11-22 09:36:09

O MADEIRO EM PENAMACOR

  Recorde-se o Penamacor Vila Madeiro ganhou fama de ser o maior do país. Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar unem-se para cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira para aquecer o Menino Jesus. O grande monte de madeira, depositado no adro da igreja, é ateado ao cair da noite do dia 24, à excepção de Penamacor, que arde de 23 para 24, e mantém-se aceso durante vários dias. Depois da ceia de Natal, a população reúne-se em redor da fogueira, num gesto ritual de fraterno encontro. Em Penamacor, a chegada do Madeiro tem data marcada e o acto assume foros de festividade. De facto, no dia 8 de Dezembro, a população acorre generosamente à rua para saudar o cortejo de tractores e reboques, em número que procura sempre bater o antecedente, onde os jovens do ano, dantes só os rapazes e agora também as raparigas, empoleirados nos troncos, atiram à rebatina os frutos do ramo de laranjeira que a praxe manda trazer, cantando acompanhados à concertina.      

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2019 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line