Notícias

SERRA DA ESTRELA: ESTRADA DE ACESSO À TORRE ENCERRA DEVIDO À QUEDA DE NEVE

Escrito por RCM/Lusa em 2016-01-05 13:14:39

SERRA DA ESTRELA: ESTRADA DE ACESSO À TORRE ENCERRA DEVIDO À QUEDA DE NEVE

A estrada Piornos-Torre-Lagoa Comprida, na Serra da Estrela, foi encerrada ao trânsito às 04:30 de hoje devido à queda de neve, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco. De acordo com a mesma fonte, o fecho da estrada nacional 338 abrange os troços 11, 12 e 13, entre Piornos e o cruzamento para a Torre, acesso à Torre e cruzamento da Torre para a Lagoa Comprida. A mesma fonte adiantou ainda que pelas 05:30 foi também cortado o acesso da nacional 338 entre Loriga (Seia) e a Lagoa Comprida e também o troço número dois na Estrada Nacional 339, entre Lagoa Comprida e o Sabugueiro. Segundo o Comando distrital de operações de socorro (CDOS) de Castelo Branco, e com base nas informações transmitidas pelo Centro de Limpeza de Neve, não há previsão para a abertura das vias.

IMPOSTOS: MAIS DE 80% DAS CÂMARAS NÃO VÃO MEXER NO IMI

Escrito por RCM em 2015-12-28 12:55:55

IMPOSTOS: MAIS DE 80% DAS CÂMARAS NÃO VÃO MEXER NO IMI

A grande maioria dos portugueses vai pagar o mesmo às autarquias. As novas regras vão permitir um alívio a grande parte das famílias com filhos. O Imposto Municipal sobre Imóveis não vai trazer surpresas à maior parte dos portugueses residentes em território nacional. De acordo com os dados enviados ao Fisco pelas autarquias, citados pelo Jornal de Negócios, cerca de 84% das câmaras municipais vão manter a taxa inalterada, num total de 259 autarquias. Das 308 câmaras nacionais, apenas 3 vão aumentar o imposto cobrado aos residentes em 2016 e 46 vão aliviar o peso fiscal sobre os munícipes. De salientar que 2016 vai trazer uma inovação que permite um alívio para muitos contribuintes: o IMI familiar. A nova lei introduz um desconto progressivo para as famílias com filhos, que aumenta por cada descendente até um desconto máximo de 20% para quem tem três ou mais filhos. Recorde-se que no concelho, a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova vai manter a taxa mínima do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e, além disso, aplicar a redução máxima deste imposto para famílias com filhos. O presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto, referiu que à taxa mínima de IMI, de 0,3%, acresce uma redução que vai beneficiar famílias com filhos que tenham habitação própria e permanente no concelho de Idanha-a-Nova.  

AIDA RECHENA NOVA DIRECTORA DO MUSEU NACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MUSEU DO CHIADO

Escrito por RCM em 2015-12-22 10:44:49

AIDA RECHENA NOVA DIRECTORA DO MUSEU NACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MUSEU DO CHIADO

A museóloga Aida Rechena, natural de Monsanto – a Aldeia Mais Portuguesa, foi escolhida para directora do Museu do Chiado, em Lisboa, substituindo no cargo David Santos, disse à agência Lusa fonte da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).  De acordo com o subdirector da DGPC, Samuel Rego, Aida Rechena foi seleccionada por concurso público tendo sido a que apresentou "o projecto mais consistente e inovador para os desafios do futuro" do Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado. Doutorada em Museologia, Aida Rechena era, desde 2005, directora do Museu Francisco Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco. Entre 2012 e Setembro passado acumulou também a direcção do Museu da Guarda.  Desde os anos 1990, a par do percurso académico, Aida Rechena foi técnica superior na Direcção-Geral de Educação, no Museu de Angra do Heroísmo, no antigo Instituto Português do Património Arquitectónico e na Câmara Municipal de Odivelas. Em 2012, Aida Rechena foi distinguida pela Associação Portuguesa de Museologia pela tese de doutoramento "Sociomuseologia e Género. Imagens da Mulher em exposições de Museus Portugueses". Aida Rechena assume a direcção do Museu do Chiado meses depois de concluída a primeira fase do projecto de ampliação do museu para as antigas instalações do extinto Governo Civil de Lisboa, um projecto ambicionado há mais de duas décadas pelos sucessivos directores que geriram aquele espaço museológico.  O Museu do Chiado tem sob a sua tutela a Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves, também em Lisboa. Felicitamos a ilustre monsantina e desejamos-lhe os maiores sucessos nesta sua nova e honrosa missão. Um abraço de muita admiração e respeito para esta distinta colaboradora da Rádio Clube de Monsanto. BOAS FESTAS e parabéns também para a sua Família.  

ARTE MODERNA EM EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL RAIANO EM IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2015-12-21 15:36:04

ARTE MODERNA EM EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL RAIANO EM IDANHA-A-NOVA

O Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, tem patente uma nova exposição, até 31 de janeiro de 2016. A mostra traz a público alguns dos nomes mais representativos da arte moderna feita em Portugal no século XX, com obras de Vieira da Silva, Paula Rego, Júlio Resende ou Mário Cesariny. Intitulada “Perspectiva: Coleccionador – A arte moderna em Portugal na colecção de Paulo Lopo”, a exposição é constituída por obras pertencentes a Paulo Lopo. O coleccionador cresceu em São Miguel d’Acha, mas fez carreira em Lisboa. A mostra pode ser visitada de terça-feira a domingo (a área de exposições encerra à segunda-feira).

IDANHA-A-NOVA: CRISTINA RODRIGUES ANUNCIA EXPOSIÇÕES NA EUROPA

Escrito por RCM em 2015-12-15 14:20:57

IDANHA-A-NOVA: CRISTINA RODRIGUES ANUNCIA EXPOSIÇÕES NA EUROPA

A arquitecta e artista plástica Cristina Rodrigues escolheu o seu atelier no Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, para apresentar a Tour Internacional de 2016, que passará por Espanha, Itália e França. A partir do seu atelier, no Centro Cultural Raiano, a artista plástica tem concebido e projectado obras que levam Idanha-a-Nova a espaços culturais da Europa e do Mundo, apoiadas, sobretudo, em elementos culturais do concelho e na vivência da mulher raiana. Cristina Rodrigues refere que uma nova versão da famosa Manta de Adufes, inspirada no símbolo maior da riqueza e da tradição musical do concelho, será “a grande estrela” do primeiro projecto da digressão de 2016, A exposição acontece em Sevilha, na primavera, e vai ocupar oito edifícios da cidade, desde museus e monumentos, ao Consulado Geral de Portugal. A artista plástica adianta também que estão previstos outros projectos expositivos, a apresentar em Itália e em França no segundo semestre de 2016. Uma outra exposição, no Japão, começará a ser concebida no próximo ano para inaugurar em 2017.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line