Notícias

IDANHA-A-NOVA: MUNICIPIO LANÇA “DIRECTÓRIO DE EMPRESAS”

Escrito por RCM em 2016-03-09 12:22:40

IDANHA-A-NOVA: MUNICIPIO LANÇA “DIRECTÓRIO DE EMPRESAS”

A Câmara Municipal lançou esta semana o Directório de Empresas do Concelho de Idanha-a-Nova. Esta é uma nova ferramenta para criar e desenvolver novos negócios. O Directório já está disponível on-line em http://diretorioempresas.recomecar.pt e pretende ser, além de uma montra da actividade económica do concelho, uma porta aberta para novos horizontes e oportunidades empresariais. Esta nova ferramenta agiliza o acesso a informação sobre a oferta existente e permite uma visão panorâmica da economia do concelho. O projecto foi desenvolvido no âmbito da estratégia Recomeçar em Idanha, que segundo a Câmara Municipal, visa a revitalização do concelho, melhorando a qualidade de vida dos idanhenses e criando oportunidades para quem deseja sair dos grandes centros urbanos, aproximando-se de um Mundo Rural inovador e empreendedor.

DISTRITAL DO PSD ACUSA GOVERNO E PS LOCAL DE “OPORTUNISMO POLITICO”

Escrito por RCM/Lusa em 2016-03-08 20:00:03

DISTRITAL DO PSD ACUSA GOVERNO E PS LOCAL DE “OPORTUNISMO POLITICO”

A distrital do PSD de Castelo Branco acusou esta semana o Governo e o PS local de fazerem em Idanha-a-Nova uma manobra de “propaganda eleitoral” e de mero “oportunismo político”. Em comunicado a Comissão Política Distrital de Castelo Branco do PSD refere que o “O partido socialista e o actual Governo não vieram a Idanha-a-Nova nem anunciar, nem prometer, obras ou investimentos para o interior, mas sim, apenas, para apresentar uma chamada Unidade de Missão para a Valorização do Interior”, No sábado, o primeiro-ministro António Costa anunciou em Idanha-a-Nova a criação de uma unidade de missão para valorizar o interior do país, que vai ser coordenada pela deputada socialista Helena Freitas. Os sociais-democratas desvalorizam a criação deste organismo e argumentam que nem o interior nem o país “precisam de unidades para criar empregos que o povo paga”. No comunicado, sublinham que o diagnóstico dos problemas do interior “está há muito feito” e adiantam que a região precisa de “medidas e projectos de investimento que permitam inverter o actual ciclo de empobrecimento, despovoamento e regressão”.

IDANHA-A-NOVA ESCOLA PROFISSIONAL DA RAIA COMEMOROU 23º ANIVERSÁRIO

Escrito por RCM em 2016-03-08 19:59:27

IDANHA-A-NOVA ESCOLA PROFISSIONAL DA RAIA COMEMOROU 23º ANIVERSÁRIO

A Escola Profissional da Raia (EPRIN), em Idanha-a-Nova, celebrou recentemente o seu 23º aniversário com um jantar que envolveu toda a comunidade educativa, entidades idanhenses e outras escolas profissionais. O presidente da EPRIN, João Carlos Sousa, afirmou que esta é “uma instituição que demonstra que o sucesso também passa pelo ensino profissional”, agradecendo “todo o reconhecimento da comunidade” e manifestando a ambição de fazer da EPRIN “uma das melhores escolas do distrito de Castelo Branco”. A directora pedagógica da EPRIN, Idalina Costa, anunciou o interesse em avançar com candidaturas para inclusão de dois novos cursos na escola, na sequência do recente reconhecimento de Idanha-a-Nova como Cidade Criativa da Música, pela UNESCO. Esta pretensão foi saudada pelo presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, que lembrou que “o investimento na educação é o que mais retorno traz a um território”.

CASTELO BRANCO: HORTENSE MARTINS REELEITA NA FEDERAÇÃO DISTRITAL DO PS

Escrito por RCM em 2016-03-07 19:39:00

CASTELO BRANCO: HORTENSE MARTINS REELEITA NA FEDERAÇÃO DISTRITAL DO PS

Hortense Martins foi este fim-de-semana reeleita como presidente da Federação Distrital de Castelo Branco do Partido Socialista.  A votação decorreu nas diferentes secções Concelhias que compõem a Distrital albicastrense do PS. A dirigente, actualmente deputada e vice-presidente da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas da Assembleia da República, vai cumprir mais um mandato de dois anos. Os militantes das 16 estruturas socialistas, concelhias e secções, do distrito de Castelo Branco, reelegeram com 98,1 % dos votos, a deputada e única candidata à presidência da Distrital do PS de Castelo Branco. Foram ainda eleitos os delegados ao Congresso Distrital da Federação de Castelo Branco do PS, cuja realização está agendada para Vila Velha de Ródão no próximo dia 19 de março.

HISTÓRIA DO CENTRO DA MOCIDADE NA GUARDA

Escrito por RCM em 2016-03-05 11:29:35

HISTÓRIA DO CENTRO DA MOCIDADE NA GUARDA

HISTÓRIA DO CENTRO DA MOCIDADE NA GUARDA O caderno HISTÓRIA DO CENTRO DA MOCIDADE NA GUARDA editado pelo “GUIÃO – Centro de Estudos Portugueses” foi apresentado no dia 4 de Março, no SOLAR dos PÓVOAS [onde o Centro funcionou], actual Sede Executiva da Junta de Freguesia da Guarda. [Simbolicamente no dia em que ocorreu o 622º aniversário do nascimento do INFANTE D. HENRIQUE, que foi Patrono da M.P.]. “Era uma vez… O CENTRO DA MOCIDADE PORTUGUESA na Guarda – memórias de um graduado ”, agora editada pelo “GUIÃO – Centro de Estudos Portugueses” (associação de direito privado e sem fins lucrativos, com sede em Lisboa, no Palácio da Independência). É seu autor António Alexandre Alves Nabais Caldeira, Advogado de créditos firmados e sediado, com cartório próprio, na cidade e comarca da Guarda é, também, associado efectivo do “GUIÃO” - Centro de Estudos Portugueses. Foi Graduado-Guia/Comandante de Bandeira; Sócio Fundador da Secção Portuguesa da Amnistia Internacional, foi depois, Coordenador do Grupo Portugal 9 (Guarda) e mais tarde Representante da A. I. nos distritos da Guarda, Castelo Branco e Viseu; Presidente da Direcção da Associação de Crianças Sobredotadas. Actualmente é assessor da Direcção da Associação Desenvolver o Talento. Como resulta linear, trata-se de um testemunho pessoal, que passa em revista o período 1965/1974, tendo como pretexto o Centro M.P. [que funcionou na Casa da Mocidade da Guarda, à Praça Luís de Camões], um tempo cheio de vivências extraordinárias no seio de uma organização de juventude que deixou marcas indeléveis em muitos jovens e os ajudou a cultivar valores intemporais. Tem o propósito de ajudar a preencher uma lacuna de outros trabalhos editoriais, coligindo factos e documentos que contribuam para uma melhor compreensão, desideologizada e descomplexada, do que foi a Mocidade Portuguesa até 1974. A cerimónia de apresentação do referido "Caderno da Portugalidade" foi um sucesso, com sala cheia. 

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line