Notícias

BASTONÁRIO CONSIDERA QUE MEDIDAS DE INCENTIVO À COLOCAÇÃO NO INTERIOR FALHARAM

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-22 13:57:49

BASTONÁRIO CONSIDERA QUE MEDIDAS DE INCENTIVO À COLOCAÇÃO NO INTERIOR FALHARAM

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, considerou hoje que falharam as medidas de incentivo para a colocação de médicos no interior do país. A edição de hoje do Diário de Notícias revela que os incentivos do Governo -- pagamento extra, mais dias de férias em cinco anos - só levaram 20 médicos para as zonas mais carenciadas do país e nas especialidades com maior falta de clínicos. "O que falhou foram as medidas em si. Mesmo quando foram publicadas, a Ordem [dos Médicos] foi profundamente crítica. Foi feito já numa fase final do mandato do Governo em que Paulo Macedo foi ministro da Saúde e eram essencialmente medidas cosméticas", disse José Manuel Silva, em declarações à Lusa. José Manuel Silva defendeu a necessidade de "estimular as pessoas a fixarem-se no interior de forma positiva, aplicando medidas de discriminação positiva ao interior" do país, sublinhado que as medidas proposta do executivo anterior "foram pensadas mais para uma cosmética eleitoral do que para serem efectivas".  

IDANHA-A-NOVA: BOOM FESTIVAL VAI TER NOVAS ÁREAS

Escrito por RCM em 2016-04-22 12:31:06

IDANHA-A-NOVA: BOOM FESTIVAL VAI TER NOVAS ÁREAS

O Boom Festival 2016 apresenta este ano quatro novas áreas. O anúncio foi feito esta semana por Alfredo Vasconcelos, membro da organização do festival. O Nataraj Dance é um novo espaço dedicado essencialmente à dança clássica. O Ngo Django vai receber organizações não-governamentais num espaço de partilha de mensagens importantes com o público. O Eco Tech pretende dar destaque aos pequenos inventores que por vezes constroem produtos interessantes mas que têm pouca visibilidade. E porque são cada vez mais as pessoas que se deslocam ao Boom de bicicleta, a organização resolveu criar o Bike Village. Este é um novo espaço para os que vão até Idanha-a-Nova de bicicleta, uma área para descansar e concertar os seus meios de transporte. A organização do festival decidiu ainda baixar substancialmente a fasquia em relação ao público. A ideia é ter menos gente para ser possível oferecer melhores condições. Alfredo Vasconcelos garante que este ano vai haver mais e melhor serviço de alimentação e que o festival vai continuar a apoiar e a promover os produtos orgânicos locais e nacionais. O Boom Festival vai ter lugar em Idanha-a-Nova de 11 a 18 de agosto, a edição deste ano é dedicada ao xamanismo.

MINISTRO-ADJUNTO GARANTE QUE VAI HAVER REDUÇÃO NO CUSTO DAS AUTO-ESTRADAS DA BEIRA INTERIOR

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-19 13:43:35

MINISTRO-ADJUNTO GARANTE QUE VAI HAVER REDUÇÃO NO CUSTO DAS AUTO-ESTRADAS DA BEIRA INTERIOR

O ministro-adjunto anunciou que vai ser criada uma redução no custo das auto-estradas nas antigas scuts do interior. Eduardo Cabrita disse ainda que vão ser criados descontos para as transportadoras de mercadorias em postos de gasolina em três regiões de fronteira com Espanha; Vilar Formoso, Elvas e uma terceira zona a definir na área norte do país. Já quanto à redução do custo das auto-estradas, Eduardo Cabrita sublinha que também irão permitir “um tratamento mais favorável para os transportadores de mercadorias. O ministro considera que estas medidas são mecanismos da promoção de competitividade das empresas de mercadorias, mas também medidas de promoção do interior. Eduardo Cabrita referiu que "até ao verão será criada uma redução no custo das auto-estradas nas zonas do interior, nas chamadas ex-SCUT [vias sem custos para o utilizador]", num "tratamento mais favorável para os transportadores de mercadorias".

AUTARCAS CRITICAM CANCELAMENTO DA CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO ALVITO, AMBIENTALISTAS APROVAM A DECISÃO

Escrito por RCM em 2016-04-19 13:09:40

AUTARCAS CRITICAM CANCELAMENTO DA CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO ALVITO, AMBIENTALISTAS APROVAM A DECISÃO

Com a notícia desta semana do cancelamento da construção da barragem do Alvito, no rio Tejo, que abrange os concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão, sucedeu-se uma onda de críticas contra a decisão do executivo de António Costa. O fim da construção da barragem do Alvito, que já vinha do anterior Governo do PSD/CDS, foi agora reconfirmada pelo executivo do PS. Alguns autarcas e forças políticas da região reagiram com descontentamento ao anúncio do Governo. O presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, considerou o cancelamento da construção da barragem do Alvito um “revés” no investimento público na região". O presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, disse que é a EDP não quer fazer a barragem do Alvito e que prescindiu das contrapartidas que teve que avançar à data da assinatura do contrato. A distrital do PSD de Castelo Branco acusou o PS de quebrar “mais uma promessa eleitoral”. Já o PDR de Castelo Branco manifestou a sua indignação e preocupação. Mas nem todas as reacções foram de descontentamento. A associação ambientalista Quercus manifestou a sua satisfação pelo cancelamento da construção da barragem do Alvito. Samuel Infante, da Quercus diz que “são boas notícias para a região e para o país, porque este Plano Nacional de Barragens (PNB) claramente não resolve os problemas energéticos e traz problemas de impacto na biodiversidade.”

IDANHA-A-NOVA: TOULÕES RECEBE FESTA DA ROSA ALBARDEIRA

Escrito por RCM em 2016-04-18 13:54:22

IDANHA-A-NOVA: TOULÕES RECEBE FESTA DA ROSA ALBARDEIRA

A 1ª Festa da Rosa Albardeira vai ter lugar na localidade de Toulões, nos dias 23 e 24 de abril. Lazer, música ao vivo e animação nas ruas e campos desta aldeia raiana, no concelho de Idanha-a-Nova, são algumas das propostas da primeira edição deste evento. O programa tem início na noite de sábado, pelas 20h00, com uma Grande Noite de Fados. Vão ouvir-se as vozes dos fadistas Amílcar Ribeiro, Ana Paula e Valeria Carvalho, num espectáculo com entrada livre. Na manhã de domingo vai decorrer o 2º Percurso Pedestre da Rosa Albardeira. As inscrições podem ser feitas através do telefone 277 202 900 ou do endereço electrónico info@turismodenatureza.com. Durante a tarde, a partir das 15 horas, sobem ao palco quatro grupos do concelho de Idanha-a-Nova: Saca Sons (Zebreira), Cantares de Segura, Cantigas D’Aldeia (Monfortinho) e Modas de D’Antes (Toulões). Antes, pelas 14h30, é feita a apresentação pública do “Banco de Terras e Casas”, uma nova plataforma para facilitar o encontro entre a oferta e a procura de terrenos e casas no concelho de Idanha-a-Nova. A Festa da Rosa Albardeira termina ao som dos “Adiafa”, com um concerto que vai ter lugar a partir das 19 horas.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line