Notícias

MONSANTO: FEIRA MEDIEVAL NA FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ

Escrito por RCM em 2016-05-02 14:12:16

MONSANTO: FEIRA MEDIEVAL NA FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ

Monsanto recebe no próximo fim-de-semana a Festa da Divina Santa Cruz. Esta aldeia histórica do concelho de Idanha-a-Nova, vai ser palco de teatralizações, cortejos, torneios, assalto ao castelo, bruxas, saltimbancos, folias, passeios de burro, jogos, mercado medieval e uma Ceia Templária na noite de sábado. As inscrições para este jantar devem ser feitas previamente pelos telefones 967 033 102 e 926 384 436. A Festa da Divina Santa Cruz está inserida no Provere Aldeias Históricas de Portugal e é co-financiada pelo Portugal 2020. O evento é organizado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e pela União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha.

CASTELO BRANCO: GOVERNO VAI REQUALIFICAR PARQUE AUTOMÓVEL DOS BOMBEIROS

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-28 13:43:00

CASTELO BRANCO: GOVERNO VAI REQUALIFICAR PARQUE AUTOMÓVEL DOS BOMBEIROS

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, disse esta semana que o Governo vai disponibilizar 10 milhões de euros para renovação do parque de viaturas dos bombeiros e 14 milhões de euros para requalificação de quartéis. "Vamos lançar o primeiro concurso para renovação de viaturas em maio, com cinco milhões de euros e outro em outubro, com mais cinco milhões de euros", afirmou esta 4ª-feira à noite Jorge Gomes, durante a apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) 2016 para o distrito de Castelo Branco. O governante admitiu que o parque de viaturas dos bombeiros está envelhecido e espera que os 10 milhões de euros disponibilizados para este ano possam contribuir para alterar a situação. O distrito de Castelo Branco vai ter este ano, a partir da fase “Charlie” (01 de julho a 30 de setembro), 176 equipas com 757 operacionais e 182 veículos, com o apoio de três helicópteros bombardeiros ligeiros que ficam estacionados em Castelo Branco, na Covilhã e Proença-a-Nova e dois aviões anfíbios. Rui Esteves, Comandante Operacional Distrital de Castelo Branco (CODIS), adiantou ainda que pela primeira vez vão estar no terreno oito equipas de resposta e avaliação da situação e 88 operacionais das juntas de freguesia do distrito apoiadas com 48 viaturas.

PREÇO NA A23 NÃO VAI BAIXAR COMO AS PORTAGENS DAS OUTRAS AUTO-ESTRADAS DO INTERIOR

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-26 16:30:16

PREÇO NA A23 NÃO VAI BAIXAR COMO AS PORTAGENS DAS OUTRAS AUTO-ESTRADAS DO INTERIOR

Esta terça-feira, na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, o ministro do Planeamento e Infra-Estruturas, Pedro Marques, sublinhou que, se não tivesse havido “uma renegociação desastrosa, a redução já era para todos” os do interior. O governante referia-se à renegociação concluída pelo governo de Passos Coelho, que transferiu para a concessionária as receitas de portagem da A23, o que implica agora uma nova negociação para poder aplicar a descida do preço das portagens, num valor que não foi referido na audição. O ministro do Planeamento e Infra-estruturas afirmou contudo no parlamento que a redução de portagens no interior só avança quando puder ser implementada em todas as auto-estradas abrangidas. Pedro Marques explicou que a redução não é imediata por ser necessário negociar com a concessionária da A23. Ainda assim o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas acredita que no verão as portagens no interior já terão uma nova tabela de preços. O Executivo diz que tem que renegociar com a concessionária porque o Estado está "amarrado e deixou de ter liberdade para decidir o valor das portagens" nesta auto-estrada, entre Torres Novas e a Guarda, uma vez que o governo anterior passou as receitas de portagem para a concessionária. Pedro Marques admite por isso eventuais custos associados a uma nova alteração do contrato.

IDANHA-A-NOVA QUER POTENCIAR MONSANTO NO MERCADO TURÍSTICO EXTERNO

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-26 12:25:58

IDANHA-A-NOVA QUER POTENCIAR MONSANTO NO MERCADO TURÍSTICO EXTERNO

O presidente da Câmara de Idanha-a-Nova apelou a um maior investimento na promoção de Portugal nos mercados externos, a propósito de um prémio alcançado por Monsanto. Esta aldeia histórica foi distinguida como uma das 30 aldeias e vilas mais bonitas da Europa pela Associação de Agências de Viagem do Japão. “Se isso acontecer [maior promoção], certamente que teremos melhores diferenciações e Portugal pode crescer ainda muito mais no turismo. E esse crescimento pode ser distribuído por todo o país”, disse Armindo Jacinto à agência Lusa. A aldeia histórica de Monsanto é a única presença portuguesa na lista elaborada pela Associação de Agências de Viagem do Japão, que convidou as empresas filiadas a votarem nas aldeias e vilas mais bonitas da Europa. Mais de 300 agentes de viagens e profissionais do turismo participaram nesta votação. A câmara de Idanha-a-Nova recebeu o galardão no domingo, das mãos do representante da Associação de Agências de Viagem do Japão, Kotaro Kogi, durante uma visita de operadores turísticos a Monsanto. A Associação de Agências de Viagem do Japão está a divulgar a lista das 30 aldeias e vilas mais bonitas da Europa e nesta lista de destinos obrigatórios Monsanto surge acompanhada de localidades francesas, italianas, alemãs, austríacas, holandesas, entre outras.  

IDANHA-A-NOVA: AUTARQUIA AUMENTA APOIOS SOCIAIS

Escrito por RCM em 2016-04-25 20:53:22

IDANHA-A-NOVA: AUTARQUIA AUMENTA APOIOS SOCIAIS

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova aprovou em reunião do executivo, o Relatório e Contas referentes ao ano de 2015. Os documentos, aprovados por maioria, reflectem segundo a autarquia o investimento significativo realizado na melhoria das condições de vida da população. Foi também aprovado o reforço e alargamento dos apoios sociais. As alterações seguem agora para apreciação da Assembleia Municipal. As principais novidades são o apoio na realização de obras em habitação própria e permanente para jovens que optem por residir em áreas de reabilitação urbana (zonas antigas); ajuda às populações mais carenciadas na comparticipação das despesas com lares, centros de dia e apoio domiciliário; e o alargamento dos apoios na educação aos estudantes do ensino superior privado. A Câmara de Idanha-a-Nova está também a trabalhar na implementação de Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) em todo o concelho. Neste momento encontra-se já delimitada a área da vila de Idanha-a-Nova, a aguardar aprovação da Assembleia Municipal. Os imóveis inseridos nestas áreas possuem benefícios fiscais, tais como isenções de IMI durante 5 anos e a isenção de imposto na primeira transmissão do imóvel reabilitado.

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line