Notícias

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROÍBE A VENDA DE PESTICIDAS COM TALOAMINA

Escrito por RCM/Lusa em 2016-05-13 15:54:09

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROÍBE A VENDA DE PESTICIDAS COM TALOAMINA

O Ministério da Agricultura anunciou que "foi identificada a taloamina como substância potencialmente carcinogénica". A informação foi revelada num comunicado que está a ser avançado por vários órgãos de comunicação social. "Os serviços da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária notificaram as empresas produtoras de fitofármacos sobre a taloamina, um co-formulante utilizado nos compostos herbicidas à base de glifosato, tendo em vista a retirada imediata desta substância do mercado", refere o mesmo comunicado que foi difundido pela Lusa. O ministério de Capoulas Santos adianta que "os produtos fitofarmacêuticos contendo esse co-formulante são susceptíveis de constituir risco grave para a saúde humana ou animal ou para o ambiente", razão pela qual devem ser imediatamente proibidos. A decisão tomada é justificada com o "processo de reavaliação comunitária da substância activa glifosato e face aos recentes estudos que determinam o potencial carcinogénico de certas formulações com base nesta substância activa". Segundo o comunicado, todos os produtos fitofarmacêuticos que contenham taloamina "devem ser cancelados", tendo as empresas até 30 de junho para procederem à recolha dos produtos, "data a partir da qual a sua venda é rigorosamente proibida". A proibição determina a saída de 17 produtos do mercado, de um total de 83 que contém glifosato.

MAU TEMPO ATRASA E PROVOCA PERDAS NA PRODUÇÃO DE CEREJA DO FUNDÃO

Escrito por RCM/Lusa em 2016-05-12 14:40:01

MAU TEMPO ATRASA E PROVOCA PERDAS NA PRODUÇÃO DE CEREJA DO FUNDÃO

As condições climatéricas adversas que se têm verificado este ano estão a atrasar a produção de cereja do Fundão e a provocar "uma quebra significativa", que em algumas variedades chega a ser total. José Pinto Castello Branco, produtor e presidente da Cerfundão, empresa de embalamento e comercialização de cereja diz que neste concelho, que tem uma das maiores áreas de produção de cereja de todo o país, a colheita costuma arrancar no final de abril, mas este ano ainda nenhum produtor começou a colher e "as melhores perspectivas" só apontam o início da campanha para o final da próxima semana, ou até mais tarde. Segundo José Pinto Castello Branco, o atraso e as perdas estão a ser essencialmente provocados pelo frio e pela chuva intensa que se verificaram não só nos últimos dias, mas também na altura da floração, o que impediu um normal desenrolar do processo de polinização e o consequente desenvolvimento do fruto.

DOCUMENTÁRIO SOBRE VIDA E OBRA DA ARQUITECTA ZAHA HADID EM IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2016-05-06 12:32:21

DOCUMENTÁRIO SOBRE VIDA E OBRA DA ARQUITECTA ZAHA HADID EM IDANHA-A-NOVA

A Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos exibe em Idanha-a-Nova, no próximo dia 12 de maio, o documentário sobre a vida e obra da arquitecta Zaha Hadid. A sessão é destinada à população em geral. O documentário passa no Centro Cultural Raiano às 19H00. Esta iniciativa faz parte do ciclo Projectar, da Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos e conta com o apoio do Município de Idanha-a-Nova. "Quem ousa vence" é o nome deste trabalho produzido Alan Yentob sobre a vida e obra da arquitecta britânica de ascendência iraquiana. Esta é quadragésima primeira sessão da actividade Pojectar. As sessões Projectar da Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos pretendem exibir documentários de Arquitectura, como forma de divulgar a vida e obra de arquitectos com importância na história e teoria da Arquitectura e assim contribuir para o enriquecimento da cultura arquitectónica da região Centro do País.

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

Escrito por RCM em 2016-05-04 13:33:17

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

O Município de Idanha-a-Nova criou recentemente na internet a plataforma Banco de Terras e Casas (bancodeterras.recomecar.pt). Esta nova ferramenta pretende facilitar o encontro entre a procura e a oferta de terrenos e casas no concelho. A plataforma estabelece a ligação entre particulares que procuram vender, alugar ou dar a cultivar os seus terrenos e aqueles que procuram casas ou terrenos para comprar, arrendar ou cultivar no concelho de Idanha-a-Nova. Com esta iniciativa, a autarquia pretende criar oportunidades para quem quer investir em Idanha-a-Nova e, simultaneamente, para proprietários que tenham terrenos, equipamentos agrícolas ou casas que queiram rentabilizar. Basta preencher o formulário com a descrição simples do que procura ou oferece. A utilização é livre, gratuita e implica apenas um registo prévio. O Banco de Terras e Casas é um projecto desenvolvido ao abrigo da estratégia Recomeçar, que visa a revitalização do concelho de Idanha-a-Nova.

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

Escrito por RCM em 2016-05-03 12:24:02

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

A Assembleia da República aprovou dois projectos de resolução do Bloco de Esquerda e do PAN que recomendam ao Governo que volte a proibir a caça na Serra da Malcata.  A bancada do PS absteve-se na votação dos dois diplomas e o deputado socialista Ascenso Simões votou contra, ao lado do CDS-PP. A autorização para caçar na Serra da Malcata foi dada pelo Governo de António Costa ao fazer publicar uma portaria no início de Fevereiro que revogava uma outra de Agosto de 1993 que proibiu as actividades cinegéticas naquela reserva localizada entre Penamacor e o Sabugal, abrangendo uma parte dos distritos de Castelo Branco e da Guarda, junto à fronteira com Espanha. A Serra da Malcata tem sido um dos locais onde se tem tentado reintroduzir o lince ibérico, considerado como espécie em perigo e inscrito na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais. O projecto apresentado pelo Bloco sublinha que "a decisão levanta ainda mais questões e riscos dada a actual situação deficitária de recursos humanos e de financiamento da reserva". O Parlamento quer assim que o governo recue na decisão de autorizar a caça na Reserva Natural da Serra da Malcata.  

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line