Notícias

O POETA ANTÓNIO SALVADO FOI DISTINGUIDO NO BRASIL

Escrito por RCM em 2011-02-23 13:59:58

O POETA ANTÓNIO SALVADO FOI DISTINGUIDO NO BRASIL

A obra “Outono”/ “Outoño do ilustre poeta albicastrense António Salvado foi contemplado com o prémio internacional 2010 “Lyad de Almeida” da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro.  Com pinturas do japonês Kousei Tanaka, “Outono” foi editado em Madrid e traduzido para espanhol e japonês por Alfredo Pérez Alencart e An Oshiro. O juri formado por Margarida Finkel, Luiz Gondim de Araújo Lins e Stella Leonardos salientou a originalidade poética do distinto albicastrense António Salvado, com um percurso de mais de meio século, plasmado em dezenas de títulos.

ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL

Escrito por RCM em 2011-02-18 10:51:48

ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL

Tomaram posse, no Mosteiro dos Jerónimos, os Corpos Sociais da AHP, para o triénio de 2011/2013. Preside à Assembleia Geral o Dr. Luís Filipe de Matos Raposo; na Direcção o Dr. Roman S. Von Rupp; no Conselho Fiscal o Almirante António Alberto Rodrigues Cabral. É Presidente do Conselho Directivo do Património a Dr.ª Maria Isabel Pereira da Silva da Veiga Cabral, cuja intervenção, no Mosteiro dos Jerónimos, pode ser escutada em:

TERMAS DO CRÓ-SABUGAL

Escrito por RCM em 2011-02-17 19:41:12

TERMAS DO CRÓ-SABUGAL

Segundo declarações de António Robalo, Presidente da Câmara do Sabugal, a autarquia vai ter de explorar o complexo já na próxima época termal, que se vai iniciar em Maio. «Aquilo que é referido por pessoas que não concorreram mas que visitaram as instalações é que as condições financeiras actuais não são as melhores e o momento não é o melhor para fazer este tipo de investimento», explicitou o Presidente António Robalo.

PRIMEIRO PRESIDENTE DA AHP – ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL

Escrito por RCM em 2011-01-30 17:08:38

PRIMEIRO PRESIDENTE DA AHP – ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL

Roman S. von Rupp nasceu na Alemanha e fez o seu percurso académico nos Estados Unidos onde se formou em Gestão e residiu durante 30 anos. Gestor profissional e produtor executivo cinematográfico, concilia estas actividades com um grande sentido de responsabilidade cívica e humanitária. Actualmente é presidente da MEI Europa, (Micro Electrónica Internacional), empresa fundada no Japão em 1950. Em 1992, estendeu a empresa, centrada no mercado japonês e norte-americano, à Europa tendo escolhido Portugal para instalar a sede, onde se encontra desde então. Roman S. von Rupp é Director Executivo e Fundador do conceito da HLDF; Humanitarian Landmine Disposal System. (Fundação Humanitária Portuguesa de Desminagem), registada em 1999, no Instituto da Cooperação do Ministério dos Negócios Estrangeiros Português, a qual mereceu o apoio e reconhecimento de grandes personalidades internacionais, nomeadamente da princesa Diana de Gales. Roman von Rupp é o primeiro Presidente da Direcção da AHP - Aldeias Históricas de Portugal, Associação cuja apresentação pública teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos, no dia 27 de Janeiro de 2011, onde foi eleito na Assembleia Geral. Veja o vídeo  

APRESENTAÇÃO PÚBLICA DA AHP, ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL, NO MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS, DIA 27 DE JANEIRO .

Escrito por AHP/RCM em 2011-01-25 11:06:35

APRESENTAÇÃO PÚBLICA DA AHP, ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL, NO MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS, DIA 27 DE JANEIRO .

CORPOS SOCIAIS DA AHP, ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL   DIRECÇÃO ·  Presidente Roman S. von Rupp (Dr.) · Vice – Presidente  Maria Isabel Pereira da Silva da Veiga Cabral (Dr.ª) · 1º Vogal Joaquim Manuel da Fonseca (Prof.) · 2º Vogal Carlos Evaristo (Dr.) · Tesoureiro Carlos Manuel Pereira Boavida (Dr.) ·  Secretário Américo dos Santos André (Dr.) ·  Secretário Luísa Reis Paulo (Arquitecta)  ASSEMBLEIA – GERAL  ·  Presidente Luís Filipe de Matos Raposo (Dr.) · Vice – Presidente Armindo Moreira Palma Jacinto (Eng.º) ·  Secretário Carlos Ângelo Amaral Botelho (Dr.)  CONSELHO FISCAL  ·  Presidente António Alberto Rodrigues Cabral (Contra-Almirante) ·  Vice – Presidente José Manuel Marques Nunes (Dr.) · Secretário Dom Lourenço de Almada (Dr.)  .................................................................................. A tomada de posse teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos, no dia 27 de Janeiro de 2011. ...................................................................................      Constituída no dia 8 de Novembro na Batalha - augúrio porventura das batalhas que vamos travar - tem âmbito nacional e como missão a preservação das nossas memórias culturais comuns, a sua revivificação e a sua devolução à comunidade. Monumentos, sítios, aldeias históricas, tradições – tudo é património, tudo são memórias culturais de um povo. Têm uma função social. Nele se revê e identifica a comunidade local e nacional. Constitui um meio de reconhecimento e de coesão social. É Missão última da AHP salvaguardar o património cultural e revalorizar o capital humano. Sem ele não há memórias, não cultura, não há património. Não há esperança no futuro, não há Portugal. Ao repto da globalização e da “normalização” cultural, a palavra de ordem é envolvimento e mobilização da sociedade civil e das comunidades locais, organizando-se na defesa do seu insubstituível património cultural - edificado, histórico, tradicional... Há que dar voz às comunidades. Há que estabelecer uma estratégia coerente que não passe apenas pelo investimento improfícuo de milhões de euros - esquecem-se as gentes privilegia-se o edificado e tudo fica na mesma!

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 |

FESTIVAL DOS CAMINHOS DA TRANSUMÂNCIA ANIMA ALPEDRINHA

Facebook

Escrito por LUSA em 2017-09-14 15:54:05

FESTIVAL DOS CAMINHOS DA TRANSUMÂNCIA ANIMA ALPEDRINHA

A vila de Alpedrinha, no concelho do Fundão, recebe de sexta-feira a domingo mais uma edição do Chocalhos - Festival dos Caminhos da Transumância, que mantém a aposta na diferenciação e qualidade. "Queremos passar do tempo em que se falava essencialmente no elevado número de participantes para um tempo em que o destaque se prende com a qualidade, a fruição e o grau de satisfação que os visitantes podem tirar da variadíssima oferta que se lhes apresenta", referiu, em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal do Fundão, Paulo Fernandes. Organizado em parceria pela autarquia e pela Junta de Freguesia de Alpedrinha, este festival dedica grande atenção à temática da pastorícia e à rota que, outrora, os pastores tinham de fazer para procurarem novas pastagens para os rebanhos. Uma tradição que todos os anos é recriada neste festival, com a realização de uma caminha acompanhada por um rebanho e na qual se faz a ligação entre o Fundão e Alpedrinha, percorrendo um trilho da Serra da Gardunha, que este ano foi dizimada por um violento incêndio.

Ler mais

CAPELA EM IDANHA-A-NOVA COM FORMATO DE TENDA ISPIRADA NO LENÇO ESCUTISTA

Facebook

Escrito por MadreMedia / Lusa em 2017-09-12 13:45:25

CAPELA EM IDANHA-A-NOVA COM FORMATO DE TENDA ISPIRADA NO LENÇO ESCUTISTA

Os arquitectos e antigos escuteiros Pedro Ferreira e Helena Vieira são os autores do projecto da nova capela construída no Campo Nacional de Actividades Escutistas (CNAE), no Monte Trigo, em Idanha-a-Nova. "Para além do formato de tenda, as formas apontam também para o próprio lenço escutista e o modo como este assenta no pescoço", explica, em comunicado, Helena Vieira. A arquitecta realça ainda os sentimentos potenciados pelo lugar: "A protecção, o encontro, o silêncio perante a paisagem, tudo é espectacular perante este sistema de vistas tão interessante". O projecto pretende valorizar o ambiente intimista do local, aliado ao espírito escutista de comunhão com a natureza, sendo que a nova capela encontra-se no Campo Nacional de Actividades Escutistas (CNAE) em Idanha-a-Nova e teve a sua cerimónia de dedicação durante o 23.º acampamento nacional de escuteiros (ACANAC). Este novo templo, dedicado a Nossa Senhora de Fátima, assenta numa estrutura de madeira, símbolo também das construções dos escuteiros, protegida apenas por um revestimento em zinco escuro.

Ler mais

FESTIVAL DE TEATRO AJIDANHA ATÉ 17 DE SETEMBRO NO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-09-12 13:43:53

FESTIVAL DE TEATRO AJIDANHA ATÉ 17 DE SETEMBRO NO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA

Idanha-a-Nova recebe até 17 de setembro mais uma edição do Festival de Teatro Ajidanha. Aproximar a cultura do público continua a ser a aposta deste festival, com a realização de espectáculos em palcos espalhados por Idanha-a-Nova, nomeadamente na sede de concelho, em Medelim, na Aldeia de Santa Margarida, em São Miguel D’Acha e no Ladoeiro. Serão apresentadas nove peças de sete companhias oriundas da Madeira, Esposende, Esmoriz, Lagos, Pombal, da Galiza e de Lanzarote. Destaque ainda para o concerto musical de abertura e para a exibição do filme “O Canto do Galo”, do realizador Ramón de los Santos. A segunda semana do festival prossegue com "O Anexo" (Ajidanha) dia 11 em Idanha-a-Nova; "Até ao Canto do Galo" (filme de Ramón de los Santos) dia 12 em Idanha-a-Nova; "La Novia de D. Quixote" (EME2) dia 13 em Idanha-a-Nova; "Posta de Leitão" (stand-up comedy) dia 14 na Aldeia de Santa Margarida; "Gaviotas Subterraneas" (Comik Teatro) dia 15 em Idanha-a-Nova; "As Minhas Sogras" (Teatro Renascer de Esmoriz) dia 16 no Ladoeiro; e "O Lobo Vermelho" (Teatro Experimental de Lagos) dia 17 em São Miguel D'Acha. O Festival de Teatro da Ajidanha é uma organização conjunta da Ajidanha e da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, com o apoio das freguesias que recebem os espectáculos. O programa completo está disponível na internet em: www.ajidanha.com.

Ler mais

INSCRIÇÕES ABERTAS NA ACADEMIA DE ARTES CATARINA CHITAS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-09-07 14:04:39

INSCRIÇÕES ABERTAS NA ACADEMIA DE ARTES CATARINA CHITAS

Em Idanha-a-Nova, estão abertas as inscrições na Academia de Artes Catarina Chitas. O projecto é gratuito e desenvolvido pela Filarmónica Idanhense em parceria com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.  Em termos de Teoria Musical, poderá inscrever-se em aulas de Formação Musical (todas as idades), Informática Aplicada à Música (todas as idades), Música Tradicional (todas as idades), Iniciação Rítmica (dos 2 aos 5 anos) e Musicalização Infantil (dos 0 aos 5 anos).  Há ainda disciplinas dedicadas a instrumentos: Sopros (flauta, clarinete, saxofone, trompete, trompa, trombone e tuba), Percussão (bateria e glockenspiel), Cordas (guitarra clássica e cavaquinho) e Instrumentos Tradicionais (viola beiroa, palheta e adufe).   As aulas começam no dia 25 de setembro.  Pode obter mais informações através do e-mail geral@filarmonicaidn.com ou do telefone 926 938 535.

Ler mais

OBRIGADO A TODOS QUE, COM EMPENHO E AMOR, VOTARAM EM MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2017-09-04 12:04:27

OBRIGADO A TODOS QUE, COM EMPENHO E AMOR, VOTARAM EM MONSANTO

As aldeias de Dornes, Sistelo, Fajã dos Cubres, Piódão, Castelo Rodrigo, Monsaraz e Rio de Onor foram, na noite de ontem domingo, as vencedoras do concurso Sete Maravilhas de Portugal. A organização da iniciativa revelou, numa cerimónia no Piódão, no concelho de Arganil (distrito de Coimbra), transmitida pela RTP, as sete vencedoras, das 14 finalistas, duas por categoria: Dornes na categoria de Aldeias Ribeirinhas, Sistelo de Aldeias Rurais, Fajã dos Cubres de Aldeias de Mar, Piódão na categoria de Aldeias Remotas, Castelo Rodrigo de Aldeias Autênticas, Monsaraz na categoria de Aldeias Monumento e Rio de Onor de Aldeias em Áreas Protegidas. PARABÉNS ÁS ALDEIAS VENCEDORAS. A edição das Sete Maravilhas dedicada às aldeias portuguesas teve como objectivo promover o património histórico, natural e gastronómico. INDEPENDENTEMENTE DESTE E DOUTROS CONCURSOS, MONSANTO CONTINUARÁ SEMPRE A SER A ALDEIA MAIS PORTUGUESA – VERDADEIRO MONUMENTO NATURAL DA HUMANIDADE, COM JUSTO RECONHECIMENTO NACIONAL E INTERNACIONAL.

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2017 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line