Livro de Visitas

Assine o Livro de Visitas

Os campos assinalados com (*), são de preenchimento obrigatório.

Código de Segurança

Veja quem assinou

MANUEL DANIEL – VILA NOVA DE FOZ-CÔA


Caríssimo e bom Amigo, Dr. Joaquim Fonseca:

Creio que vai ser um acontecimento a edição, para breve, de um novo trabalho discográfico das Adufeiras de Monsanto.

Esse projectado CD duplo deve ser uma das grandes maravilhas de Monsanto, algo que mais vai enriquecer o valioso património dessa terra e região.

Será um excelente álbum que, através do som, nos vai mostrar a "Alma de Monsanto".

E viva quem canta !

Só com o carinho do meu Amigo e a capacidade da RCM ele poderia acontecer.

Auguro-lhe muitas alegrias com este trabalho.
Vai ter uma projecção enorme.

Está destinado a ser um grande acontecimento na vida cultural portuguesa, tão carecida de autenticidade.

Eu inscrevo-me, desde já, no livro dos interessados para conseguir um exemplar... e fico ansioso.

Parabéns por tanto trabalho que vem tendo, todo ele de grande valor.

Um forte abraço do

Manuel Daniel

2010-06-17

MANUEL JOAQUIM PIRES DANIEL – VILA NOVA DE FOZ-CÔA


Caríssimo Dr. Joaquim Manuel da Fonseca,
Prezado Conterrâneo e Bom Amigo:

Nem imagina como fiquei ao receber tão pesado pacote postal vindo da maravilhosa Monsanto.... Surpresa total, que me deixou sem palavras.

Inteirei-me, com a sofreguidão que avalia, do extraordinário conteúdo do livro – que é um verdadeiro álbum – com cerca de 400 páginas...
Tive a oportunidade de percorrer sonhos e aventuras, esperanças e desilusões desse lindo projecto que foi – porque o conseguiu – criar no coração da Beira Baixa uma Rádio totalmente original, pelas suas características, a ponto de poder ser aludida como uma boa referência do que é fazer “uma Rádio plenamente Portuguesa”.
Calcule que levei o dia de sábado e parte do domingo seguinte a saborear tudo quanto ali se mostrava: as suas palavras, os documentos de um percurso de tenacidade, e os ecos espontâneos de quantos e quantas hoje, em qualquer lugar do mundo, podem usufruir do prazer, cada vez mais raro, de ouvir Música Portuguesa.
Bem haja pela excelente oferta que me fez, de uma obra que, pela sua qualidade gráfica, falando só desta, excede tudo quanto se poderia esperar de uma comemoração “por escrito” do que têm sido estes 25 anos da Rádio Clube de Monsanto…

Comovidamente lhe agradeço com um forte abraço, de orgulhosa amizade.

Com a minha muita estima e admiração.

Manuel Daniel

2010-06-15

SOLEDADE ANTUNES - ODIVELAS

Boa noite

Na impossibilidade de me deslocar a Castelo Branco, estou a assistir via internet, ao espectáculo comemorativo do 25º aniversário da RCM.
Mais uma vez os meus sinceros parabéns pela passagem de mais um aniversário.
Quero aproveitar este espaço para enviar um caloroso abraço às Adufeiras de Monsanto, que tão bem dignificam os cantares da "minha Beira".

Beijinhos

Soly

2010-06-10

MARIA DOS SANTOS CARREGA – LISBOA


Boa tarde e boas músicas,

Por motivos imprevistos, só hoje me é possível dar-lhe os parabéns
por tão interessante trabalho!

" Deus quer, o homem faz, a obra nasce" a frase é célebre, antiga,
mas sempre actual.
Eu não tenho a veleidade de saber dizer ou escrever frases tão
bonitas, mas sempre me atrevo a dizer-lhe: o menino sonhou, o rapaz
cresceu e o homem realizou o sonho que Deus lhe deu.
Venho, meu amigo, dar-lhe os meus sinceros parabéns pelo trabalho
realizado e com o qual nos presenteou.
É um relato fiel de uma carreira de sonhos, provavelmente alguns foram
quase pesadelos, mas os talentos que Deus lhe deu têm de continuar a
render, para gáudio de tantos ouvintes que têm na Rádio Monsanto,
quase a sua única companhia.
Desejo-lhe as maiores felicidades e que continue a realizar os sonhos
que ainda tenha guardados na gaveta.

Um abraço da amiga (e fraca colaboradora) dos bons e menos bons momentos,

Maria dos Santos Carrega

2010-05-28

JOAQUIM SOUSA QUEIRÓS – LISBOA


Caros amigos da Rádio Monsanto:

Pela passagem de mais um aniversário, este ano de modo especial por comemorarem as Bodas de Prata, envio um abraço amigo para todos quantos têm sabido fazer uma autêntica rádio local ao serviço de todos.

Parabéns e continuem.

Sousa Queirós

(Ex-Presidente da Direcção
da Aric – Associação Portuguesa
de Rádios de Inspiração Cristã))



2010-05-25

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 |

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:22:40

CINCO MUNICÍPIOS DA REGIÃO CENTRO LANÇAM PROJECTO CULTURAL EM REDE

Os municípios de Idanha-a-Nova, Águeda, Lousã, Óbidos e São Pedro do Sul apresentaram o projecto "5 municípios, 5 culturas, 5 sentidos", cujo objectivo é afirmar novas centralidades culturais fora dos grandes centros urbanos. O projecto liderado pela Câmara de Idanha-a-Nova, envolve mais quatro municípios da Região Centro e tem uma duração de três anos, sendo que os objectivos passam pela promoção de iniciativas culturais inovadoras, estimulação da criação artística e a reinterpretação cultural, através da imagem externa dos municípios envolvidos enquanto territórios que acolhem as artes e a criatividade.  

Ler mais

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

Facebook

Escrito por Lusa em 2018-01-08 15:19:31

MONSANTO RECEBE UM MILHÃO DE EUROS DE INVESTIMENTO PARA VALORIZAÇÃO TURÍSTICA

A aldeia histórica de Monsanto, em Idanha-a-Nova, vai receber um milhão de euros de investimento para a sua valorização e qualificação enquanto destino turístico no âmbito do programa Valorizar. O contrato assinado no posto de turismo de Monsanto, entre o município de Idanha-a-Nova e o Turismo de Portugal, tem como objectivos principais valorizar o acesso à aldeia histórica, a instalação de um sistema inteligente de gestão de tráfego e de estacionamento, aquisição e instalação de uma ferramenta digital com informação sobre Monsanto e sobre a rede de aldeias históricas de Portugal. "Este projecto com o Turismo de Portugal visa valorizar Monsanto. Estamos a ter problemas de crescimento. Temos queixas por falta de estacionamento que têm causado muito desconforto a quem nos visita", explicou o presidente do município de Idanha-a-Nova durante a apresentação do projecto. Armindo Jacinto explicou que este investimento, no âmbito do programa Valorizar, é feito em cooperação com outros que a Rede de Aldeias Históricas de Portugal está a promover.  

Ler mais

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-31 16:42:46

MORREU O PINTOR, MESTRE JOSÉ MANUEL SOARES

PARTIU O PINTOR DA PORTUGALIDADE O Grande Mestre José Manuel Soares, com 85 anos de idade, terminou, nesta madrugada, do último dia do ano de 2017, em sua casa, na Rua de Timor, na Costa de Caparica, um Calvário de grande sofrimento, por doença desde 2002. Merecia (em vida) ter sido melhor HONRADO, JUSTIÇADO E LEMBRADO, premiando a sua vastíssima obra, com representação em museus nacionais e estrangeiros, bem como em galerias e colecções particulares.  O Pintor JOSÉ MANUEL SOARES encarnou o verdadeiro espírito épico de Portugal.  Exemplarmente pincelado por um dos maiores artistas contemporâneos. NESTA HORA, DE LUTO E DOR,VEM-ME AO PENSAMENTO O ESCRITO DE MIGUEL ESTEVES CARDOSO, IN “ÚLTIMO VOLUME”: “Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre…. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si, isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução… Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. " Um sentido abraço solidário à esposa, Dona Ângela Vimonte, e aos muitos admiradores e amigos do Mestre Soares. Para a posteridade, ficam as milhares de obras de arte, nomeadamente no Museu com o seu nome, na cidade de Pinhel Falcão, desde 2014. Que a sua Alma repouse em Paz.

Ler mais

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-21 10:10:31

AUTARQUIA E BOOM FESTIVAL ACORDAM COOPERAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

A Câmara de Idanha-a-Nova e a organização do Boom Festival assinaram um protocolo de cooperação para os próximos 10 anos com o objectivo de tornar o concelho na “Capital do Bem-Estar em 2028”. Num comunicado conjunto, o município de Idanha-a-Nova reconhece a importância dos eventos organizados pela Associação IdanhaCulta, responsável pela gestão da Herdade da Granja e do Boom Festival, para a economia local. A autarquia compromete-se a colaborar com a organização e a criar condições favoráveis a vários projectos de sustentabilidade ambiental com base na herdade de 150 hectares. Para o efeito, a associação IdanhaCulta quer criar um Parque de Artes e Natureza que seja um ícone mundial e contribuir deste modo para tornar Idanha-a-Nova na “Capital do Bem-Estar em 2028”.  

Ler mais

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-12-13 14:25:10

CENTRO REPETIDOR DAS TERMAS DE MONFORTINHO TEVE EMISSÃO INTERROMPIDA

Na noite do passado dia 10, o Centro Emissor da Rádio Clube de Monsanto, nas Termas de Monfortinho ficou sem emissão por causa das adversas condições climatéricas e devido a algumas interrupções de energia eléctrica, que afectaram os nossos equipamentos e as antenas naquela localidade de fronteira.   Também por dificuldades de acesso à serra contígua, só hoje, cerca das 11 horas foi possível normalizar a emissão, e a desejada retoma da cobertura da zona raiana, que inclui a estremadura espanhola, que a RCM assegura regularmente desde o ano de 1999.   Apresentamos desculpas aos senhores ouvintes pelos transtornos.  

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2018 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line